Megadeth: Dave Mustaine fala sobre James MacDonough

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Felipe Ferraz, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 07/07/08. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

O líder do MEGADETH, Dave Mustaine, postou a seguinte mensagem no “forum” do site oficial da banda:

“Então, nós saímos em turnê com Shawn [Drover, baterista] e Glen [Drover, agora ex-guitarrista do MEGADETH] e tudo está documentado, e nós tínhamos James MacDonough [baixista] conosco daquela vez também. Shawn acaba a primeira noite no hospital com vertigens e confessa que ele só tinha tocado em dois concertos antes daquela noite.”

3343 acessosMegadeth: cinco vezes onde a banda foi melhor que o Metallica5000 acessosOut: os 100 álbuns mais gays de todos os tempos segundo a revista

“Daí começa o tremendo trabalho de reconstruir a banda e ganhar de volta nossa credibilidade. James MacDonough estava na banda a tempo o suficiente para participar no largamente aclamado DVD ao vivo ‘That One Night’ feito em um dos meus lugares favoritos do mundo; Buenos Aires, Argentina. Esse DVD mostra em poucas palavras o que é o MEGADETH. Não houve conexão entre James MacDonough e o resto da banda e ele atualmente vive na costa oesta, norte dos EUA.”

“Assim que James e os MEGS se separaram, eu fiquei muito empolgado com James Lomenzo, ou ‘JLo’ como ele gosta de ser chamado. E você sabe que eu tirei muito sarro dele por causa de seu apelido. Eu me senti eufórico quando ouvi a linha de baixo para ‘Washington is Next!’. Até me senti de volta ao topo com possivelmente o melhor baixista da história da banda, e um bom e velho amigo, esse foi também o inicio de quase um ano e meio no inferno que eu mencionei.”

“Quando James entrou, nós tínhamos um empresário diferente e um time de produção/engenharia diferentes se comparados com as coisas no final. Nós começamos com Jeff Balding, um produtor e engenheiro que eu tenho na mais alta estima e terminamos com Andy Sneap (que foi uma grande coisa que aconteceu). E nós também tínhamos uma companhia diferente e terminamos com Mark Adelman, do Azoff Music.”

“Parece excitante, certo? Bom, nós tínhamos um monte de ratos no porão.”

“Após terminar a turnê mundial do ‘The System Has Failed’, tivemos que lidar com a tristeza de ter as datas no México canceladas, porque a ultima vez que tocamos na Cidade do México, nós tocamos com o MÖTLEY CRÜE, e eles foram vaiados no palco e acertados com os estofados dos asentos em chamas enquanto a audiência pedia para o MEGADETH voltar, e esse foi um dos shows mais famosos do MEGADETH de todos os tempos. Nós realmente estávamos ansiosos para voltar à Cidade do México e o empresário da turnê na época não teve tempo para agendar para que chegássemos ao México saindo de Oregon a tempo."

“Pouco depois a gente se desfez desse ‘empresário de turnê.’”

“Então, todos nós nos separamos, e eu ainda tinha música de sobra de quando eu fui fazer meu álbum duplo de estúdio como artista solo. Lembram de que eu mencionei que o primeiro álbum desse suposto disco duplo se tornou o ‘The System Has Failed’ e eu tinha a segunda metade desse álbum já composta. Então nós começamos a pré-produção, nós estávamos bem adiantados em relação ao que devíamos estar, mas houve inúmeros problemas que interromperam a criação do álbum, fazer shows, ter interrupções bizarras, e por aí vai. Eu também prometi para a minha família que eu estaria em casa por dois meses no último verão enquanto as crianças estivessem de férias da escola. Eu fiz isso porque o álbum deveria estar pronto até então, mas numerosos inconvenientes e interrupções como as que eu mencionei acabaram por adiar a data de lançamento em vários meses, e para manter minha palavra e minha integridade, eu tive que ficar em casa pelos dois meses que eu mencionei e que foram os dois primeiros meses da campanha: NÃO PODERIA TER SIDO PIOR HORA”.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

MegadethMegadeth
Cinco vezes onde a banda foi melhor que o Metallica

3049 acessosHeavy Metal: os 10 melhores riffs dos anos noventa505 acessosMarty Friedman: ouça "Miracle", single do novo álbum solo3510 acessosMetallica: e se James Hetfield cantasse no Megadeth?0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Megadeth"

UrucaUruca
Os 9 mais azarados da história do Rock

GrammyGrammy
O que houve de melhor (e pior) relacionado ao rock/metal

Dave MustaineDave Mustaine
Como a Internet mudou a indústria musical

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Megadeth"

OutOut
Os 100 álbuns mais gays segundo a revista

SlipknotSlipknot
12 histórias que retratam o quão insana a banda é

Elvis PresleyElvis Presley
A filmografia do Rei do Rock

5000 acessosMas afinal... o que é rock progressivo?5000 acessosRoger Moreira: resposta bem humorada a "crítica" no Agora é Tarde5000 acessosThin Lizzy, Metallica: A história de "Whiskey in the Jar"5000 acessosVan Halen: a música que retrata o suicídio de Kurt Cobain5000 acessosMarilyn Manson: cantor admite que já chorou por falta de drogas5000 acessosConfissões de uma groupie - a autobiografia de Pamela Miller

Sobre Felipe Ferraz

Estudante de computação conformado com o futuro dos dedos em um teclado e longe dos fretes de uma guitarra, pois após muito tentar teve que admitir que, com sua sofrível técnica, nem se quisesse tocar no Calypso teria chance. Amante de Rock e Heavy Metal desde ouvir os primeiro acordes de "Iron Man" do Black Sabbath, não se prende a rótulos musicais, ouvindo tudo que lhe agrada. No geral sons pesados, melódicos e com muita guitarra, apesar de detestar exibições de virtuosismo desnecessárias nas músicas. Acompanha o Whiplash! desde os tempos de internet discada, tomando a feliz iniciativa de contribuir após desistir de virar notícia no site e encontrar o link de colaboração.

Mais matérias de Felipe Ferraz no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online