Guns N' Roses: dinâmica e qualidade vencem guerra do volume

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Rafael Tavares, Fonte: Gateway Mastering, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 28/12/08. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

A seguinte matéria foi postada no site da Gateway Mastering por Bob Ludwig, responsável pela masterização do disco "Chinese Democracy", do GUNS N' ROSES.

5000 acessosChester Bennington: Slash comenta a morte do vocalista5000 acessosEddie: a foto que supostamente inspirou Derek Riggs

Guns 'N Roses: Dinâmica e qualidade vencem guerra do volume”

por Bob Ludwig:

No domingo, 23 de novembro o novo disco do Guns N' Roses, 'Chinese Democracy', foi finalmente lançado após muitos anos de espera e muitos milhões gastos em sua confecção. 14 estúdios diferentes são creditados. Eu fiquei empolgado por ter sido o escolhido para masterizar este álbum.

Em outubro, quando eu ouvi algumas das mixagens finais que eram incrivelmente densas e cheias de camadas, eu fiquei surpreso com duas coisas: As mixagens estavam tão coesas que fazendo o menor movimento soava como se eu tivesse feito muita coisa e também que usando a quantidade comum de compressão usada em masterização atualmente tomou a vida e musicalidade das gravações de modo muito grande.

O disco teste que enviei aos produtores tinha três versões: A que eu pessoalmente gostei não tinha nenhuma compressão daquela usada apenas para volume, apenas compressão necessária para um ótimo som rock and roll. Então, sabendo como tudo é competitivo hoje em dia, eu fiz mais duas masterizações, uma com mais compressão e outra com ainda mais compressão, mas até mesmo a mais alta não era remotamente tão alta quando alguns CDs recentes. Esperando que pelo menos uma destas agradasse Axl e Caram Costanzo, os co-produtores do disco, eu fiquei pasmo quando ouvi que eles decidiram ir com minha versão totalmente dinâmica e que as versões volume-pelo-apenas-por-volume que se danem.

Eu acho que a má reação da mídia e fãs contra gravações recentes, pesadamente comprimidas, finalmente preparou o terreno para que alguém tomasse alguma posição e retornasse a colocar música e dinâmica em um patamar mais alto.

O conflito entre dinâmica e volume inclui o ato de simplesmente girar seu botão de volume um pouquinho no sentido horário. Verdade, quando comprando nas nojas da iTunes sua música possa não ser tão alta quanto outras músicas.

Quando se tenta impressionar o diretor de programação de uma estação de rádio isso pode ser um problema caso seu disco não tenha a atenção garantida da qual merece, entretando o nível em transmissões de rádio NÃO É um problema.

Como eu venho ensinando às pessoas por anos, as estações de rádio estão todas em guerra uma com as outras e todas elas têm dispositivos para deixar coisas pesadas mais suaves e também coisas suaves mais pesadas, eu ouvi a resenha de um crítico para 'Chinese Democracy' na NPR [nota: National Public Radio, trata-se de uma organização privada independente e sem fins lucrativos de estações de rádio públicas nos EUA] e os exemplos de músicas que eles tocam gritam através de meu rádio portátil. Mesmo com a compressão da estação de rádio você ainda consegue ouvir detalhes no carro… incrível!

Eu espero que 'Chinese Democracy' marque o começo das pessoas retornando aos níveis sadios e da musicalidade triunfando sobre a distorção e sujeira. Eu já vi uma nova consciência e apreciação pela qualidade vindo de alguns produtores, eu rezo para que isso seja o fim da 'guerra dos volumes'.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Chester BenningtonChester Bennington
Slash comenta a morte do vocalista

1712 acessosGuns N' Roses: os 30 anos de Appetite na capa da nova Kerrang!2624 acessosWagner Nascimento: Tocar como o Slash?? Muito fácil!!0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Guns N' Roses"

Full RockFull Rock
10 músicas desgraçadas por bandas de forró

Axl RoseAxl Rose
O equívoco na escolha da capa de "Use Your Illusion"

Quando tudo começa bemQuando tudo começa bem
Dez fantásticas canções que abrem álbuns

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Guns N' Roses"

Iron MaidenIron Maiden
A foto que teria inspirado Derek Riggs na criação de Eddie?

Edu FalaschiEdu Falaschi
O fax com convite de seleção para o Iron Maiden

HumorHumor
Headbangers adoram o Deus Metal, que adora Hansi Kürsch!

5000 acessosIron Maiden: Nado sincronizado ao som de "The Trooper"5000 acessosAngra e Detonator: "Sem nenhuma dúvida, esse cara comprou a mídia!"5000 acessosGuitarristas: você consegue identificar todos nesta imagem?5000 acessosLed Zeppelin: "foi surreal cantar com eles", diz Myles Kennedy5000 acessosLacuna Coil: detonando os que falam besteira pela internet5000 acessosMetal brasileiro: Os verdadeiros heróis do Heavy Metal

Sobre Rafael Tavares

Nascido em 1987, descobri o rock and roll já cedo, aos 6 anos de idade, quando ouvi "I Don't Care About You" com o Guns N' Roses em algum momento de 1993. De lá pra cá minha paixão pela música pesada e, especialmente pelo Guns N' Roses (que estará para sempre marcado em minha pele, alma e coração) cresceu exponencialmente. Sebastian Bach me fez querer virar cantor e o resto é história. Produtor fonográfico, formado em Letras e professor. Tão diversificado quanto o Rock and Roll, essa é minha vida, esse é meu clube. =D

Mais informações sobre Rafael Tavares

Mais matérias de Rafael Tavares no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online