Andreas Kisser: "música e a teoria cosmológica das cordas"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Emanuel Seagal, Fonte: Yahoo Música
Enviar correções  |  Ver Acessos

Andreas Kisser, guitarrista do SEPULTURA, escreveu em sua coluna no Yahoo! a respeito da música e nosso universo.

Sepultura: banda divulga clipe de "Isolation" gravado no Rock in RioLed Zeppelin: a inspiração por trás de "Kashmir"

Confira um trecho do artigo:

"Eu sempre achei muito interressante a analogia usada pelos cientistas para definir a teoria que promete uma explicação única e completa do universo, uma teoria sobre tudo: a teoria das cordas

No século XX, a ciência desenvolveu duas teorias que funcionam como pilares da física. A teoria geral da relatividade, criada por Albert Einstein, explica como a gravidade opera em grandes dimensões, em estrelas e galáxias. Por sua vez, a mecânica quântica explica como as leis da física operam no extremo oposto, nas subpartículas atômicas. O sonho de Einstein foi unificar as duas e achar uma única teoria, fundamental, a explicação de tudo.

De acordo com a teoria, todas aquelas partículas que considerávamos como elementares, como os quarks e os elétrons, são na realidade filamentos unidimensionais vibrantes, a que os físicos deram o nome de cordas. Ao vibrarem as cordas originam as partículas subatômicas juntamente com as suas propriedades. Para cada partícula subatômica do universo, existe um padrão de vibração particular das cordas e são os diferentes padrões de vibração dessas cordas que determinam a natureza de diferentes tipos de subpartículas. O universo sendo composto por um número enorme dessas cordas vibrantes, assemelha-se a uma sinfonia cósmica.

A música sempre teve um papel fundamental na evolução da humanidade, fazendo parte da vida e dos costumes de todas as gerações dos seres humanos. Os registros deixados pela História, mostram a importância da música na religião, na política e no lazer.

Imagine rituais de povos antigos, como os Astecas, sem a música. Os cultos religiosos, seja qual for a crença, sem a música. O cinema, sem a trilha sonora, que é fundamental para exacerbar os sentimentos que a tela mostra. Tudo seria como se estivesse incompleto, morto. A música é viva! Ninguém nos ensina a escutar ou a reconhecer um ritmo, uma melodia, ela faz parte da natureza, ela simplesmente é.

A matéria completa pode ser conferida aqui.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Sepultura"Todas as matérias sobre "Andreas Kisser"


Sepultura: banda divulga clipe de Isolation gravado no Rock in RioSepultura
Banda divulga clipe de "Isolation" gravado no Rock in Rio

Luis Mariutti: Andreas Kisser e convidados em clássicos do metal com violões

Max Cavalera: seu disco menos Metal preferidoMax Cavalera
Seu disco "menos Metal" preferido

Mike Portnoy: assistindo a jogo do Atlético-MG com músicos brasileirosMike Portnoy
Assistindo a jogo do Atlético-MG com músicos brasileiros

Sepultura: duas drum cam de Eloy Casagrande no Rock in Rio

Sepultura: novo álbum Quadra é conceitual e Andreas Kisser explica ideiaSepultura
Novo álbum Quadra é conceitual e Andreas Kisser explica ideia

Sepultura: banda mostrou a capa do álbum Quadra durante show no Rock in RioSepultura
Banda mostrou a capa do álbum Quadra durante show no Rock in Rio

Sepultura: no Rock in Rio, música nova e homenagem a Andre Matos; vídeosSepultura
No Rock in Rio, música nova e homenagem a Andre Matos; vídeos

Rock in Rio 2019: horários do dia do metal passam por pequena alteraçãoRock in Rio 2019
Horários do "dia do metal" passam por pequena alteração

Sepultura: Amilcar Christófaro substitui Eloy Casagrande durante show em festivalSepultura
Amilcar Christófaro substitui Eloy Casagrande durante show em festival

Sepultura: gravações do novo álbum já foram concluídas pela bandaSepultura
Gravações do novo álbum já foram concluídas pela banda

Sepultura: Faleceu pai de Eloy Casagrande

Sepultura: Andreas Kisser usará guitarra com cores do movimento LGBT no Rock in RioSepultura
Andreas Kisser usará guitarra com cores do movimento LGBT no Rock in Rio

Max Cavalera: elegendo suas cinco melhores turnêsMax Cavalera
Elegendo suas cinco melhores turnês

Sepultura: as dez canções mais subestimadas da bandaSepultura
As dez canções mais subestimadas da banda

O Metaleiro: Roots, Bloody Roots vira Nudes, Manda NudesO Metaleiro
"Roots, Bloody Roots" vira "Nudes, Manda Nudes"


Led Zeppelin: a inspiração por trás de KashmirLed Zeppelin
A inspiração por trás de "Kashmir"

Queen: Perguntas e respostas e curiosidades diversasQueen
Perguntas e respostas e curiosidades diversas

G.G. Allin: o extremo dos extremosG.G. Allin
O extremo dos extremos

Punk Rock: seja feio, beba muito, e nunca penteie o cabeloPunk Rock
Seja feio, beba muito, e nunca penteie o cabelo

Primórdios: O Rock Brasileiro da década de 50Primórdios
O Rock Brasileiro da década de 50

BFMV: foi uma mudança de vida, afirma líder sobre primeiros álbunsBFMV
"foi uma mudança de vida", afirma líder sobre primeiros álbuns

Metal: blog elege o melhor de 2014 em cinco belas cançõesMetal
Blog elege o melhor de 2014 em cinco belas canções


Sobre Emanuel Seagal

Descobriu o metal com clássicos como Iron Maiden e Black Sabbath. Hoje em dia, entre outros gêneros musicais, e sem se limitar a rótulos, ouve principalmente doom, viking e folk metal. Sempre que possível está em busca de novas bandas que tenham algo a transmitir alem de clichês, e mesmo em meio a tantas novidades não dispensa pérolas como o bom e velho Candlemass. Acompanha o Whiplash! desde os primórdios, tendo iniciado sua vida de internauta no mesmo ano de criação do site (1996). Há algum tempo está envolvido com metal, seja trabalhando com eventos, bandas, gravadoras ou imprensa, na tentativa de contribuir de alguma forma para o crescimento desse que é um dos segmentos mais apaixonantes da música, o metal.

Mais informações sobre Emanuel Seagal

Mais matérias de Emanuel Seagal no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336