Matérias Mais Lidas

imagem"A ingenuidade do fã do Iron Maiden é um negócio que beira o patético", diz Regis Tadeu

imagemMorre Alan White, baterista do Yes e que gravou a clássica "Imagine", de John Lennon

imagemFãs protestam contra Claustrofobia após banda fazer versão de música do Pantera

imagemJohn Bonham, Keith Moon ou Charlie Watts, quem era o melhor segundo Ginger Baker?

imagemStjepan Juras retruca comentário de Regis Tadeu sobre reencontro de Di'Anno e Harris

imagemA dura crítica de Angus Young a Led Zeppelin, Jeff Beck e Rolling Stones em 1977

imagemZakk Wylde relembra ídolo: "tão relevante quanto Bach, Beethoven e Mozart"

imagemProdutor de "Temple of Shadows" conta problemas que teve com voz de Edu Falaschi

imagemÁlbum histórico do Iron Maiden estampa capa da revista Metal Hammer

imagemSteven Tyler dá entrada em clínica de reabilitação após sofrer recaída

imagemMichael Anthony diz que "Van Halen III" foi "a coisa mais louca que a banda já fez"

imagemComo era a problemática relação do Angra no "Aurora Consurgens", segundo produtor

imagemComo foi 1º encontro de Nando Reis e Cássia Eller, ocorrido na casa de Marisa Monte

imagemRegis Tadeu explica porque Ximbinha é um dos melhores guitarristas do Brasil

imagemRitchie Blackmore comenta o instrumental que lançou como homenagem a Jon Lord


Stamp

Tom Araya: "Todos vão amar o novo disco. É Slayer clássico"

Por Antonio Parreira
Fonte: artistdirect.com
Em 07/08/09

publicidade

Em uma entrevista publicada no site artistdirect.com, Rick Florino bate um papo descontraído com Tom Araya, baixista do SLAYER.

Eles conversaram sobre o novo CD ("World Painted Blood"), o minimalismo do SLAYER ao vivo e alguns assuntos pessoais. A entrevista completa (em inglês) pode ser conferida neste link. Alguns dos destaques seguem abaixo.

Artistdirect: Falando de velocidade, as novas canções 'Psychopathy Red' e 'Hate Worldwide' guardam a velocidade e intensidade tradicional do SLAYER.

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Tom Araya: "Todos vão amar o novo álbum. É impressionante. É SLAYER clássico. É tudo o que você quer ouvir em um álbum do SLAYER. Vocês não vão se desapontar, por assim dizer".

Artistdirect: Você assiste a muitos filmes quando está compondo?

Tom Araya: "Depende do filme. Se eu estou escrevendo sobre um assunto e por acaso eu assisto um filme que trata do mesmo assunto, idéias vão surgir. Eu vou escrever sobre as cenas que eu vi e vou tentar descrevê-las da melhor maneira possível. Os livros têm esse efeito também. Jeff escreveu sobre 'Unit 731', que era uma unidade médica militar japonesa que fez experiências em pessoas. Um assunto como a filosofia e a teoria sobre as 'queimaduras de frio' me inspirarão (N.T.: Existe alguma filosofia aí???), tipo as diferentes maneiras de sobreviver às queimaduras de frio. Você acha isso na Internet. Você quer ler sobre o assunto e certificar-se de que o que você está cantando é mais ou menos a mensagem que você quer passar. Você tem que fazer um pouco de leitura [risos]".

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

Artistdirect: Sendo pai, você precisa entrar no "modo SLAYER" antes de ir para o palco ou o estúdio?

Tom Araya: "Isso é algo que eu sempre fiz. Minha vida não mudou nada desde que eu tive filhos. Antes de ir para o palco, nós temos uma 'concentração' de uma hora. É nessa ocasião que eu tento focalizar a minha mente. Não é que eu esteja me 'amplificando', mas eu penso sobre tudo. Eu espero não esquecer das letras. Nessa hora, eu me preparo. Jeff e Kerry aquecem suas guitarras. Fazem alongamentos. Eles 'batem cabeça' enquanto praticam. Nós nos entregamos nesta hora. É o tempo onde nós nos concentramos e ficamos prontos para o show".

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Thunderspell: divulgado cover de "Tormentor", do Slayer


Slayer: A História por trás da capa de Reign In Blood



Sobre Antonio Parreira

Antonio Parreira, aka Tunão, aka Anton Parr, é arquiteto, designer gráfico e músico. Interessado por música desde sempre, tornou-se fanático por rock depois de descobrir bandas como Kiss, Iron Maiden, Judas Priest e AC/DC. No início dos anos 80 acompanhou o nascimento do Thrash Metal, estilo que se tornou seu preferido de todos os tempos. Tocou em várias bandas nessa linha "Thrash Bay Area" durante os anos 80 e 90: Napalm, Damage, Overthrash, The Still e Avalon. Atualmente é vocalista do Buffalo Theory MTL, banda de Southern Metal de em Montreal, Canadá. Leitor do Whiplash! desde os anos 90 e atualmente colaborando com textos e traduções, diretamente da "terra do Voïvod".

Mais matérias de Antonio Parreira.