Rob Halford: "Não sou o mesmo quando estou no palco!"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Karina Detrigiachi, Fonte: RockConfidential, Tradução
Enviar Correções  

O vocalista do JUDAS PRIEST, Rob Halford, concedeu em novembro de 2009 uma entrevista ao site Rock Confidential e abaixo seguem alguns trechos da conversa.

"Cê tá de brincadeira, né?": quando grandes nomes vacilam

Cenografia: os pedestais mais bizarros do Rock e Metal

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Eu tenho que te dizer - Eu sempre observei que em seus lançamentos, você sempre se assegura de que são produtos de qualidade para manter os fãs felizes.

Halford: "Obrigado. Fico feliz que você reconheça isso. Eu realmente agradeço. A maioria dos meus amigos ao redor do mundo, como você, raramente falam sobre isso. Pra mim o lançamento da empresa Metal God Entertainment foi uma oportunidade de mostrar o que estamos fazendo.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Nós tivemos uma tarefa muito bem sucedida de reeditar o material do FIGHT e do HALFORD e estamos nos focando no lançamento da linha de roupas Metal God e da gravadora Metal God.

A filosofia por trás disso é que estamos fazendo o melhor que podemos e nos certificando de que quando você nos dá o seu dinheiro, você está recebendo algo decente em troca."

A atenção aos detalhes é algo que me deixa ansioso. Não precisa ser uma celebridade como você, mas quando alguém constrói uma marca em seu nome e tem o orgulho de se certificar de que cumpre todas as metas - significa muito para mim.

Halford: "Eu não levo todos os créditos por isso e nunca levaria. Estou rodeado de pessoas muito talentosas que possuem muita energia e possuem a mesma paixão que eu. Tudo se conecta, então o resultado é incrível."

Vamos falar sobre a linha de roupas. Como você sabia que a linha Metal God era algo que você gostaria de seguir? Como você desenvolveu as idéias para os projetos?

Halford: "Quando eu abro a porta do meu guarda-roupa, tudo lá é preto. Camisetas pretas, calças pretas, botas pretas. Eu amo preto porque é heavy metal, mas vamos tentar clarear um pouco.

O divertido de divulgar o PRIEST ou o meu trabalho solo foi sempre estar envolvido na criação desses itens. É apenas uma extensão dessas coisas, de verdade. O quão longe podemos ir? Qual será o próximo passo? Como podemos pegar a marca Metal God e colocá-la em algum tipo de experimento? Uma camiseta bem testada e confiável foi a primeira maneira de avançar.
Estes primeiros 13 ou mais projetos são a primeira execução. Nós vamos ramificar em uma exposição mais abrangente para uma convenção de Mágica em Las Vegas no próximo ano. Esperamos ter cerca de 30 projetos até então.

Além disso, estamos muito otimistas sobre onde mais poderíamos ir. Nós ainda estamos frescos. Temos ainda um longo caminho a percorrer. O primeiro lançamento foi muito bem recebido. Sou grato a todos que estão adquirindo e gostando".

Tenho certeza que você se sente diferente, antes de subir no palco. Você tem que se sentir um pouco diferente quando está se preparando para subir no palco com uma enorme multidão aguardando.

Halford: "Eu me sinto. É estranho. Eu estava pensando sobre isto outra noite. Eu sai do palco em Tóquio, há algumas semanas atrás e eu toquei para 15.000 metaleiros japoneses. Eu estava deitado na cama às duas da manhã pensando no que eu tinha feito e que era como se eu fosse outra pessoa. É como se eu tivesse saído do meu corpo e olhado para mim! É ótimo e eu amo. Você vai até lá e vive algo. É viver um mundo diferente. Quando eu saio do palco, tomo banho, me visto, e volto para o hotel — Não sou a mesma pessoa que eu era quando estava no palco.

Você realmente tem que trabalhar duro para ser capaz de separar essas coisas. Algumas pessoas não conseguem fazer isso. Eu preciso ser capaz de empurrar o meu carrinho de compras pelo Ralph [supermercado] e pegar o leite, o pão e o suco! Eu aprendi a fazer isso há anos e tenho uma vida maravilhosa."

Para ler a entrevista completa (em inglês) acesse este link.




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Cê tá de brincadeira, né?: quando grandes nomes vacilam"Cê tá de brincadeira, né?"
Quando grandes nomes vacilam

Cenografia: os pedestais mais bizarros do Rock e MetalCenografia
Os pedestais mais bizarros do Rock e Metal


Sobre Karina Detrigiachi

Designer, nascida na cidade de São Paulo, Kari como é mais conhecida, cresceu ouvindo Deep Purple, Led Zeppelin, Skid Row e Alice Cooper. É apaixonada por todas as vertentes do Metal, porém ouve de tudo um pouco sem se prender a rótulos.

Mais matérias de Karina Detrigiachi no Whiplash.Net.

Cli336x280 CliIL Cli336x280 CliInline WhipDin