Kid Vinil: "a fortuna que começou com um disco de rock"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Emanuel Seagal, Fonte: Yahoo Música
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 26/12/09. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

O músico, radialista e ex-VJ KID VINIL, escreveu em sua coluna no Yahoo! sobre Richard Branson, o dono da Virgin. Confira alguns trechos abaixo.

1553 acessosRock Progressivo: 15 álbuns do 1º semestre que merecem atenção5000 acessosTrues quase infartaram: Obituary mitou ao lado de Joelma e Chimbinha

"Richard Branson, o dono da Virgin, acaba de lançar uma equipe na Fórmula 1, que terá no ano que vem o piloto brasileiro Lucas di Grassi e o alemão Timo Glock. Esse megaempreendedor inglês se consagrou com uma gravadora e uma rede de lojas, tem hoje uma companhia aérea, investe até em viagens espaciais e está entre os 300 homens mais ricos do mundo, segundo a revista Forbes. Tudo decolou com um disco de rock.

Aos 16 anos, em 1966, Branson lançou sua própria revista, chamada Student. Em 1970, abriu um pequeno negócio de vendas de discos. Foi aí que tudo começou. Branson conheceu o músico e compositor Mike Oldfield e o ajudou a gravar em seu estúdio o álbum "Tubular Bells". Até então, ele nem imaginava montar uma gravadora. Mas devido ao fracasso de Mike Oldfield ao tentar mostrar o disco para uma série de gravadoras e todas recusarem, Branson decidiu montar seu próprio selo, a Virgin Records e lançar "Tubular Bells" em 1973. O lado visionário de Richard Branson estava desperto.

Ele acreditou e apostou na obra-prima de Mike Oldfield e o disco acabou vendendo quase 20 milhões de cópias. A grana foi mais do que suficiente para que Richard Branson investisse numa rede de lojas de discos, a Virgin Megastores. "Tubular Bells" foi reeditado em 2009 em edições luxuosas, mais de 35 anos depois de seu sucesso - muitos lembram como a música de abertura do filme "O Exorcista", de 1973. Considerado uma obra-prima do rock progressivo, "Tubular Bells" também serviu como inspiração máxima para a geração New Age. Vieram então outros discos do gênero krautrock e bandas como Tangerine Dream e Faust e Gong.

Para ler o texto na íntegra clique no link abaixo.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

1553 acessosRock Progressivo: 15 álbuns do 1º semestre que merecem atenção0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Mike Oldfield"

UmmagummaUmmagumma
Mike Oldfield - muito além da música do filme O Exorcista

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Mike Oldfield"0 acessosTodas as matérias sobre "Tangerine Dream"0 acessosTodas as matérias sobre "Gong"

Trues quase infartaramTrues quase infartaram
Obituary mitou ao lado de Joelma e Chimbinha

Bandas extremasBandas extremas
10 álbuns que causaram surpresa

Black SabbathBlack Sabbath
Tony Iommi explica a diferença entre Dio e Ozzy Osbourne

5000 acessosBruce Dickinson: sua coleção de clássicos do Metallica5000 acessosGene Simmons: sexo com vocalista do Linkin Park na cadeia?5000 acessosThe Voice Kids: garotinha canta Led Zeppelin e conquista todos5000 acessosSlipknot: banda trolla repórter da Multishow antes de show no RIR5000 acessosGuns N' Roses: as diferentes capas do álbum GN'R Lies5000 acessosMetallica: James sempre tem "problemas intestinais" em lojas de ferramentas

Sobre Emanuel Seagal

Descobriu o metal com clássicos como Iron Maiden e Black Sabbath. Hoje em dia, entre outros gêneros musicais, e sem se limitar a rótulos, ouve principalmente doom, viking e folk metal. Sempre que possível está em busca de novas bandas que tenham algo a transmitir alem de clichês, e mesmo em meio a tantas novidades não dispensa pérolas como o bom e velho Candlemass. Acompanha o Whiplash! desde os primórdios, tendo iniciado sua vida de internauta no mesmo ano de criação do site (1996). Há algum tempo está envolvido com metal, seja trabalhando com eventos, bandas, gravadoras ou imprensa, na tentativa de contribuir de alguma forma para o crescimento desse que é um dos segmentos mais apaixonantes da música, o metal.

Mais informações sobre Emanuel Seagal

Mais matérias de Emanuel Seagal no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online