Regis Tadeu: "AC/DC nos transforma em crianças de 12 anos"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Emanuel Seagal, Fonte: Yahoo Música
Enviar correções  |  Comentários  | 

Regis Tadeu, editor das revistas Cover Guitarra, Cover Baixo, Batera, Teclado & Piano e Studio, escreveu em sua coluna sobre o AC/DC. Confira abaixo alguns trechos do artigo.

947 acessosMetallica: Lars queria ver Phil Rudd tocando Enter Sandman5000 acessosHeavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 2009

"Existem alguns mistérios no mundo em que vivemos que jamais terão algumas explicações frias, racionais e científicas. Um deles é o fascínio que um show do AC/DC exerce sobre a alma das pessoas que adoram rock - e até mesmo de quem nem é muito chegado ao gênero.

Fiquei pensando nisso quando voltava para casa, depois de ter assistido ao segundo momento de catarse coletiva promovida pelo grupo que presenciei em minha vida. Será o repertório? Pode ser, já que uma banda que nunca fez uma música ruim sequer sabe muito bem o que funciona ou não em cima de um palco. Ok, eles lançaram um discos mais fracos que os outros, mas mesmo o mais fraco deles - o mediano "Fly on the Wall" (de 1985) - é melhor do que 70% da produção total de músicas em todos os tempos.

Ou será que é o carisma dos caras, mesmo que aquilo que certos integrantes demonstram em cima do palco não possa ser chamado de "performance carismática"? Pode ser também.

Para ler a matéria na íntegra acesse o link abaixo.

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Phil RuddPhil Rudd
Por que ele se recusa a fazer solos de bateria

947 acessosMetallica: Lars queria ver Phil Rudd tocando Enter Sandman1494 acessosRock: gênero é um trintão decadente, segundo Spotify0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "AC/DC"

Ultimate Classic RockUltimate Classic Rock
Os 100 maiores clássicos do rock

Heavy MetalHeavy Metal
Dez álbuns que fizeram de 1980 o ano do gênero

Bon ScottBon Scott
Em 1980, um dos dias mais tristes do rock n' roll

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "AC/DC"0 acessosTodas as matérias sobre "Regis Tadeu"

Heavy MetalHeavy Metal
Os melhores álbuns de 2009 segundo o About.com

EmoEmo
Gênero que todos amam odiar sem conhecer absolutamente nada

Roqueiro poserRoqueiro poser
100 regras essenciais para se tornar um

5000 acessosIndústria: 17 coisas que bandas novas simplesmente não entendem5000 acessosHeavy Metal: as piores capas dos grandes artistas do gênero5000 acessosPower Metal: os dez álbuns essenciais do gênero5000 acessosGoogle: os artistas/bandas de metal mais procurados5000 acessosAlice Cooper: algumas vezes ele quase morreu de verdade no palco5000 acessosOs diários secretos de Roger Waters

Sobre Emanuel Seagal

Descobriu o metal com clássicos como Iron Maiden e Black Sabbath. Hoje em dia, entre outros gêneros musicais, e sem se limitar a rótulos, ouve principalmente doom, viking e folk metal. Sempre que possível está em busca de novas bandas que tenham algo a transmitir alem de clichês, e mesmo em meio a tantas novidades não dispensa pérolas como o bom e velho Candlemass. Acompanha o Whiplash! desde os primórdios, tendo iniciado sua vida de internauta no mesmo ano de criação do site (1996). Há algum tempo está envolvido com metal, seja trabalhando com eventos, bandas, gravadoras ou imprensa, na tentativa de contribuir de alguma forma para o crescimento desse que é um dos segmentos mais apaixonantes da música, o metal.

Mais informações sobre Emanuel Seagal

Mais matérias de Emanuel Seagal no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online