Queen: se Freddie estivesse vivo, estaríamos na ativa

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Karina Detrigiachi, Fonte: Brave Words & Bloody Knuckles, Tradução
Enviar Correções  

Um dos musicais de maior sucesso da década passada e que foi visto por seis milhões de pessoas em todo o mundo até hoje. Agora "We Will Rock You" do Queen e Elton Ben está finalmente chegando à Irlanda - e nas lojas há uma surpresa para os fãs do QUEEN.

A banda do guitarrista Brian May se uniu com o baterista Roger Taylor e com o autor e diretor Ben Elton para fazerem o musical. Todos os três têm uma abordagem própria para o evento, e no passado, Brian realizou diferentes aberturas para o musical em todo o mundo.

publicidade

Ele conta ao Irish Independent: "Eu gosto de me manter ocupado e acho que o show é um grande evento. E é também muito, muito engraçado, graças principalmente ao Ben. Já está sendo apresentado no Dominion Theatre em Londres há nove anos e ainda é um enorme sucesso. Nós estávamos com o projeto guardado há sete anos e foi apenas em 2007 que fomos autorizados a trazê-lo para uma turnê. Assim formamos uma segunda empresa e estamos sempre na estrada."

publicidade

Todos os grandes sucessos do QUEEN são destaques desde "Bohemian Rhapsody" e "I Want To Break Free" até "Killer Queen" e "Fat-Bottomed Girls". Ben, Brian e Roger inicialmente discutiram a idéia do musical, que era para acontecer em torno de canções do QUEEN.

"Nos conhecemos há ano e fizemos algumas reuniões. Ele tinha uma antiga idéia sobre como deveria ser e fez um esboço. Porém queríamos algo histórico, enquanto ele queria que isso fosse ajustado para o futuro. Ele ganhou", comentou May.

publicidade

Até agora não houve nenhuma menção ao falecido vocalista dos QUEEN, Freddie Mercury, que foi uma das primeiras estrelas de alto perfil a morrer de Aids em 1991.

Brian reflete: "Eu ainda sinto falta do Freddie todos os dias da minha vida. Acho que Freddie teria amado o musical "We Will Rock You". Ele também teria ganhado muito dinheiro! Eu diria que, se o Freddie estivesse vivo hoje, o QUEEN ainda estaria na ativa. Mas eu realmente sinto que ele é uma grande parte do musical, uma grande parte".

publicidade


WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin