Matérias Mais Lidas

imagemO clássico da Legião inspirado em novela da TV Globo e acusado de plagiar The Doors

imagemO clássico dos Paralamas que Gilberto Gil escreveu a letra e ditou pelo telefone

imagemComo o clássico "Angel Dust" fez o guitarrista Jim Martin sair do Faith No More

imagem"Não existe esta coisa de New Wave of British Heavy Metal", diz Paul Di'Anno

imagemTúnel do Tempo: 25 músicas que mostram por que 1988 é um ano inesquecível

imagemEdu Falaschi e as versões de "Bleeding Heart" que "dá uma tristezinha" de ouvir

imagemPor motivo de saúde, Tracii Guns faz show inteiro do L.A.Guns dentro do banheiro

imagemTico relembra trauma que o fez entrar na Fazenda e briga bizarra com Sérgio Mallandro

imagemVídeo mostra o Guns N' Roses novamente tocando "Back in Black" do AC/DC

imagemSupla explica por que fala sempre misturando português com inglês

imagemRock in Rio 1991, Maracanã lotado, e o Guns N' Roses ameaçou não subir ao palco...

imagemTúnel do Tempo: 25 músicas que mostram por que 1991 é um ano tão celebrado

imagemCinco músicas que são covers, mas você certamente acha que são as versões originais

imagemO álbum do Kiss que infelizmente é ignorado pela banda, segundo Andreas Kisser

imagemA opinião sincera de Lemmy Kilmister sobre os Beatles e os Rolling Stones


In-Edit

Sammy Hagar: "Eu posso me gabar um pouco; eu vim do nada!"

Por Maneco Grotesco
Fonte: atlanticcityweekly.com
Em 25/06/10

Em uma recente entrevista para a Atlantic City Weekly, o ex-VAN HALEN e atual CHICKENFOOT Sammy Hagar falou um pouco sobre as dificuldades enfrentadas que estarão em sua autobiografia.

"Eu estou fazendo uma autobiografia chamada 'Sammy Hagar Red'. Quando ler o passado da minha familia, você perguntará 'como isto aconteceu? É um milagre'. Eu vim de uma família onde o pai morreu no banco traseiro de um carro de polícia aos 53 anos, bêbado, nas ruas de minha cidade, Fontana, na Califórnia. Era uma cidade pequena onde todos se conheciam, o que deixou mais difícil para mim, meu irmão e minhas duas irmãs. Minha mãe [Gladys] passava roupa e colhia frutas para criar quatro filhos. Uma mãe, sozinha. Embora fôssemos pobres, tínhamos roupas limpas e ela nos deu valores. Minha mãe [falecida há alguns anos] não teve educação, ela foi apenas até a oitava série, mas ela teve coração, alma e criatividade. Meus irmãos todos tiveram boas vidas sem problemas, e isso foi mérito da minha mãe. Fontana foi dura e severa e nada foi dado de graça. Eu vim disto e posso me gabar um pouquinho - Eu vim do nada, zero."

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sammy também comentou sobre o porque de "Red Rocker". "Eu escrevi essa música chamada 'Red' em 1976 e eu tenho uma fixação pela cor vermelha. Quando entro num recinto vermelho eu me sinto diferente, ajo diferente, me dá conforto. Eu tenho mais ou menos 65 guitarras vermelhas, e umas 2 ou 3 pretas. Bem, na mesma época em que a música estreou, um jornal de Seattle fez a resenha de um de meus shows em 1977. Eu estava vestido inteiro de vermelho - sapatos vermelhos, camiseta vermelha, guitarra vermelha e cantando a música 'Red'. Um garoto estava esperando do lado de fora do quarto do hotel na manhã seguinte ao show pra conseguir um autógrafo, e ele estava com o jornal que tinha a resenha. Ele perguntou se eu poderia assinar 'The Red Rocker' (O roqueiro vermelho), e eu disse 'claro'. E assim como Cabo Wabo, a luz surgiu e eu disse 'Ei, eu gostei disso'. Mas realmente isso acabou pegando por conta própria. Logo após eu escutei alguém gritando pela janela de um carro 'Ei Red Rocker!' e eu disse, 'Bom, acho que sou eu'.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp


Michael Anthony: "nunca deixei o Van Halen", diz baixista



Sobre Maneco Grotesco

Nascido em 1979, em Curitiba, desde pequeno sonhava em tocar ao descobrir a velha guitarra do pai. Ainda no colégio montou sua banda, o Grotesco, que apesar de praticamente inativa atualmente, ainda existe. Os estilos preferidos variam muito com o tempo, do thrash ao punk, do ska ao folk, a única paixão que permanece sempre no topo no mundo do rock é pelas guitarras Gibson.

Mais matérias de Maneco Grotesco.