Sammy Hagar: "Eu posso me gabar um pouco; eu vim do nada!"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Maneco Grotesco, Fonte: atlanticcityweekly.com, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Em uma recente entrevista para a Atlantic City Weekly, o ex-VAN HALEN e atual CHICKENFOOT Sammy Hagar falou um pouco sobre as dificuldades enfrentadas que estarão em sua autobiografia.

5000 acessosTop 20: os discos e singles mais odiados do rock, segundo o UCR5000 acessosDavid Coverdale: Em 1974, o Deep Purple Expulsou o ACDC do palco

"Eu estou fazendo uma autobiografia chamada 'Sammy Hagar Red'. Quando ler o passado da minha familia, você perguntará 'como isto aconteceu? É um milagre'. Eu vim de uma família onde o pai morreu no banco traseiro de um carro de polícia aos 53 anos, bêbado, nas ruas de minha cidade, Fontana, na Califórnia. Era uma cidade pequena onde todos se conheciam, o que deixou mais difícil para mim, meu irmão e minhas duas irmãs. Minha mãe [Gladys] passava roupa e colhia frutas para criar quatro filhos. Uma mãe, sozinha. Embora fôssemos pobres, tínhamos roupas limpas e ela nos deu valores. Minha mãe [falecida há alguns anos] não teve educação, ela foi apenas até a oitava série, mas ela teve coração, alma e criatividade. Meus irmãos todos tiveram boas vidas sem problemas, e isso foi mérito da minha mãe. Fontana foi dura e severa e nada foi dado de graça. Eu vim disto e posso me gabar um pouquinho - Eu vim do nada, zero."

Sammy também comentou sobre o porque de "Red Rocker". "Eu escrevi essa música chamada 'Red' em 1976 e eu tenho uma fixação pela cor vermelha. Quando entro num recinto vermelho eu me sinto diferente, ajo diferente, me dá conforto. Eu tenho mais ou menos 65 guitarras vermelhas, e umas 2 ou 3 pretas. Bem, na mesma época em que a música estreou, um jornal de Seattle fez a resenha de um de meus shows em 1977. Eu estava vestido inteiro de vermelho - sapatos vermelhos, camiseta vermelha, guitarra vermelha e cantando a música 'Red'. Um garoto estava esperando do lado de fora do quarto do hotel na manhã seguinte ao show pra conseguir um autógrafo, e ele estava com o jornal que tinha a resenha. Ele perguntou se eu poderia assinar 'The Red Rocker' (O roqueiro vermelho), e eu disse 'claro'. E assim como Cabo Wabo, a luz surgiu e eu disse 'Ei, eu gostei disso'. Mas realmente isso acabou pegando por conta própria. Logo após eu escutei alguém gritando pela janela de um carro 'Ei Red Rocker!' e eu disse, 'Bom, acho que sou eu'.

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Top 20Top 20
Os discos e singles mais odiados do rock, segundo o UCR

431 acessosLoudwire: em vídeo, 10 maiores riffs de metal dos anos setenta0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Van Halen"

Ozzy OsbourneOzzy Osbourne
Lee Roth e a ressurreição do Madman em 1978

Guitar WorldGuitar World
Os melhores solos de guitarra de todos os tempos

RockstarsRockstars
Mais alguns pedidos estranhos dos artistas

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Van Halen"0 acessosTodas as matérias sobre "Chickenfoot"

David CoverdaleDavid Coverdale
Em 1974, o Deep Purple Expulsou o ACDC do palco

Olavo de CarvalhoOlavo de Carvalho
Segundo ele, o Heavy Metal emburrece

Courtney LoveCourtney Love
"Essa música é sobre minha vagina, sabia?"

5000 acessosBeatles: como seriam os quatro rapazes hoje em dia?5000 acessosSeparados no nascimento: Dave Mustaine e um Cocker Spaniel5000 acessosGuitarristas: os sete mais influentes de todos os tempos5000 acessosMetallica: Músicos falam sobre a importância da banda5000 acessosLed Zeppelin: fãs do mundo todo tocando "Black Dog"5000 acessosMax Cavalera: "Me mostra uma canção boa feita depois que saí"

Sobre Maneco Grotesco

Nascido em 1979, em Curitiba, desde pequeno sonhava em tocar ao descobrir a velha guitarra do pai. Ainda no colégio montou sua banda, o Grotesco, que apesar de praticamente inativa atualmente, ainda existe. Os estilos preferidos variam muito com o tempo, do thrash ao punk, do ska ao folk, a única paixão que permanece sempre no topo no mundo do rock é pelas guitarras Gibson.

Mais matérias de Maneco Grotesco no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online