Ron Wood: vendendo casa de família para pagar ex-esposa

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Nathália Plá, Fonte: Contact Music, Tradução
Enviar Correções  

RONNIE WOOD foi forçado a tirar sua cunhada de uma de suas propriedades para que ele pudesse vender a casa para pagar sua ex-esposa, de acordo com uma reportagem no Reino Unido.

O astro dos Rolling Stones comprou a propriedade de 900 mil dólares (seiscentas mil libras) no sudoeste de Londres para seu irmão Art e sua esposa Angela morarem depois que eles se casaram em 1991.

publicidade

O irmão dele morreu em 2006 e Wood prometeu cuidar de Angela – mas o roqueiro teve de vender a casa para completer um acordo financeiro com sua ex-esposa Jo, de quem ele se separou em 2008.

Uma fonte disse ao Britain's Mail no jornal de segunda, "Jo está basicamente atrás de metade de tudo que o Ronnie tem. É bobagem a informação que ela só está levando 6 milhões e meio de libras no divórcio".

publicidade

"Ronnie está sendo forçado a vender tudo para que a Jo pegue a metade dela, e isso inclui a casa que ele comprou para o Art e a Angi em Teddington. Ronnie se sentiu tão mal com isso que ele pediu a Sherry Dally do escritório dos Stones para ligar para ela e dar a notícia. Ele está tão envergonhado com isso tudo que ele não consegue sequer conversar com ela".

publicidade

"Angi é muito boa e tranquila e ela passou por cima de tudo e aceitou. Mas por dentro ela está arrasada por estar tendo de deixar a casa que ela dividiu com o Art, apesar dela não falar isso. Não há mágoas, mas o Ronnie não falou com ela desde então."




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Heavy Metal: cinco discos necessários dos anos setentaHeavy Metal
Cinco discos necessários dos anos setenta

Led Zeppelin: O lendário encontro com o Rei do Rock, Elvis PresleyLed Zeppelin
O lendário encontro com o Rei do Rock, Elvis Presley


Sobre Nathália Plá

Mineira de Belo Horizonte, nasceu e cresceu ouvindo Rock por causa de seu pai. O som de Pink Floyd e Yes marcou sua infância tanto quanto a boneca Barbie, mas de uma forma tão intensa que hoje escutar essas bandas lhe causa arrepios. Ao longo dos anos foi se adaptando às incisivas influências e acabou adquirindo gosto próprio, criando afinidade pelo Hard Rock e Heavy Metal. Louca e incondicionalmente apaixonada por Bon Jovi, não está nem aí pras críticas insistentes dirigidas à banda. Deixando a emoção de lado e dando ouvidos à técnica e qualidade musical, tem por melhores bandas, nessa ordem, BlackSabbath, Led Zeppelin, Deep Purple, Metallica e Dream Theater. De resto, é apenas mais uma apreciadora do bom e velho Rock'n'roll.

Mais matérias de Nathália Plá no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin