Anselmo: antes de morrer adoraria fazer as pazes com Vinnie

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Victor Hugo Bednarczuk, Fonte: RockConfidential.com, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 18/09/10. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

RockConfidential.com entrevistou o vocalista Phil Anselmo, ex-PANTERA e atualmente no DOWN. Seguem alguns trechos da conversa.

709 acessosPantera: "Vulgar Display..." foi "inovador para o metal"5000 acessosAnitta: "Eu era roqueira. Comecei no funk por destino."

RockConfidential.com: Qual a sua lembrança sobre a composição do material que resultou no "Cowboys From Hell"?

Anselmo: A banda toda estava um pouco apreensiva. Era uma época em que todos tentavam soar como o SLAYER. Mas os nossos riffs eram diferentes. Eu gostei muito. Comprei todo o material de thrash metal que vi pela frente na época, então eu entendi como o negócio funcionava. Todos queriam que o álbum tivesse uma dose de Heavy Metal clássico. Todo esse envolvimento trouxe um nível de criatividade alto para a banda, o que foi ótimo.

RockConfidential.com: Ainda existe um clima ruim entre os membros do PANTERA? Você está colaborando para o lançamento dessa edição especial de aniversário... Como estão as coisas agora?

Anselmo: Eu e Rex [Brown, baixista] sempre tivemos um bom relacionamento. Nós passamos por muita coisa díficil juntos. Eu penso em Vinnie Paul todos os dias. Eu penso no Dime todos os dias, pelo menos 25 vezes. Eu gostaria que as coisas estivessem bem entre mim e Vinnie, mas eu o conheço. Se ele está decidido que eu sou o cara errado, então não há nada o que se possa fazer. Todos que me conhecem sabem que se nos colocassem em uma sala sozinhos, minhas esperanças seriam de chegar a um acordo e fazer as pazes. Eu entendo o Vinnie. O que ele passou eu não desejo à ninguém. Não existe nenhuma forma de julgar sobre como ele se sente agora. Todos nós escolhemos nossos caminhos. A vida é muito curta. Todos esses ditados velhos são a mais pura verdade. Agora eu me vejo com 42 anos e ainda que eu não esteja no padrão das pessoas dessa idade — Eu não tenho mais 22. Antes de eu morrer — ninguém sabe quando — Eu gostaria de me entender com Vinnie. Seria ótimo. Mas na verdade não existe contato entre nós. Todo o trabalho da edição de aniversário do "Cowboys From Hell" está sendo intermediado através da nossa querida empresária Kim, que tem trabalhado com a banda há muito tempo. É assim que nós estamos trabalhando. Sem hostilidades. Sem empecilhos.

RockConfidential.com: Philip Anselmo como compositor, músico e frontman — mesmo o personagem Phil Anselmo — são todos impressionantes. Philip Anselmo como uma pessoa pode ser um dos sujeitos mais incompreendidos do mundo . O que você acha disso?

Anselmo: Se eu realmente sou, então a culpa é minha. Eu me coloquei nessa posição. Provavelmente eu disse as coisas erradas em hora errada. Soquei o cara errado, etc... Repito, tenho 42 anos. Todos cometemos erros durante a vida. Se as pessoas sentassem e conversassem comigo sobre o assunto, com certeza elas mudariam de opinião. Porra, cara. Sou calmo. Eu ouço BLACK SABBATH e fumo um baseado . Eu sou legal e tranquilo, cara. (risos)

RockConfidential.com: Você vai tocar nesse lado pessoal e emocional no seu livro?

Anselmo: Com toda certeza. Não está terminado, estou fazendo constantes correções. Tenho certeza que está ficando do jeito que eu quero. Eu sou muito verdadeiro, fiel como um cão. E não posso mudar isso. Não vou viver minha vida nas trevas. Dê uma olhada a sua volta. Existe um monte de gente que faz um monte de coisas bizarras. As pessoas são estranhas e complexas. Ninguém é perfeito de forma alguma. Ainda estamos aprendendo e reaprendendo todos os dias. Vamos cometer erros até cair de cara no chão. Ninguém é dono da verdade.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

PanteraPantera
"Vulgar Display..." foi "inovador para o metal", diz Vinnie Paul

452 acessosResenha - Great Southern Trendkill - Pantera1348 acessosPantera: Apenas Demonstração Vulgar1171 acessosPantera: série de emojis da banda sai em setembro0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Pantera"

BandasBandas
Cartazes minimalistas com seus nomes

SlayerSlayer
Kerry King revela seus 5 álbuns favoritos com guitarras

PanteraPantera
Histórias de horror na América do Sul

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Pantera"0 acessosTodas as matérias sobre "Down"

AnittaAnitta
"Eu era roqueira. Comecei no funk por destino."

Classic RockClassic Rock
As 10 melhores baladas dos anos 80

Baixos e GuitarrasBaixos e Guitarras
Instrumentos que são verdadeiras obras primas

5000 acessosEddie: a foto que supostamente inspirou Derek Riggs5000 acessosMegadeth: Dave explica por que não tocar "The Conjuring"5000 acessosSteve Vai: as 10 melhores faixas de guitarra na opinião dele5000 acessosScorpions: 20 situações que identificam um fã da banda5000 acessosSkid Row: Sebastian Bach de volta? Nem passou pela cabeça deles!3952 acessosMotorhead: os álbuns da banda, do pior para o melhor

Sobre Victor Hugo Bednarczuk

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online