Muse: baterista fala sobre o ano de 2010 para a banda

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Francisco Silva Júnior, Fonte: Undercover News
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 18/01/11. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

O baterista Dom Howard, da banda MUSE, deu uma entrevista para o site australiano Undercover, onde fala sobre o ano de 2010 e sobre o processo de criação de novas músicas pela banda.

5000 acessosCovers: quando bandas de Heavy e Power Metal prestam tributo5000 acessosDream Theater: Rudess lista álbuns que mudaram sua vida

Falando sobre o ano de 2010 para a banda, Dom disse: "2010 foi um ano incrível para o MUSE, começamos o ano sendo a banda principal no Big Day Out e terminamos tocando em shows de arena. Nós fizemos algumas coisas grandes em 2010, o que é incrível".

O baterista fala sobre os shows feitos em 2010: "Nós fizemos alguns shows grandes em estádios durante o verão. Foi incrível ver tanta gente e um grande passo a frente para nós também. Muitos shows grandes em vários lugares. Tem sido ótimo."

Sobre as músicas feitas no estúdio, Dom disse: "Muitas das nossas músicas começam de um jeito e soam completamente diferente quando a gente as termina. Às vezes, nós temos uma boa ideia, você tem um desenho em sua mente ou talvez nós conversamos juntos sobre como a música deveria soar. Nós fazemos muita experimentação no estúdio. Nós gostamos de tocar com ideias diferentes, rearranjar completamente ou começar de novo, mudando toda a instrumentação".

Ele diz ainda que o MUSE é uma banda de estúdio experimental. "Existe muitas experimentações acontecendo no estúdio e elas podem mudar uma música completamente, de como ela era quando começou", ele diz. "Quando nós começamos a gravar algumas músicas do 'The Resistance', a gente estava fazendo-as bem ao vivo, como se fossem 'live takes', o que era muito bom, mas nós mudamos completamente no final. Nós olhamos todas as partes individualmente e então construímos tudo a partir dessas partes. Na verdade, depende de cada música. Nós gostamos de todo esse processo de gravação no estúdio".

A entrevista completa (em inglês) pode ser conferida no vídeo abaixo.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Muse"

MusicRadarMusicRadar
Leitores escolhem os 40 shows mais disputados do mundo

MuseMuse
Eleita a melhor banda do mundo na atualidade

FeelingFeeling
Existe no rock/metal moderno? 7 músicas que comprovam

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Muse"

CoversCovers
Quando bandas de Heavy e Power Metal prestam tributo

Dream TheaterDream Theater
Rudess lista os álbuns que mudaram sua vida

EuropeEurope
Coisas sobre o Joey Tempest que quase ninguém sabe

5000 acessosCorey Talor: "Axl é um pau no cu e quem espera por ele é otário"5000 acessosMegadeth: como teria sido o teste de Pepeu Gomes para a banda?5000 acessosMetallica: Lars conta como saída de Newsted afetou a banda5000 acessosNME: os clipes mais legais da história, na opinião dos leitores4748 acessosMetallica: James Hetfield conta qual o disco preferido entre os primeiros5000 acessosNoisecreep: as 10 melhores bandas europeias de metal

Sobre Francisco Silva Júnior

Francisco nasceu e mora em Natal/RN. Escuta rock desde 1996, quando ouviu o disco “Dois” da Legião Urbana. A partir daí, não parou mais. Ouvia bastante Nirvana, Pearl Jam, Alice In Chains, Silverchair e outras, quando mais jovem. É engenheiro de computação e trabalha como professor do serviço público federal. Atualmente, dedica algumas horas de seu tempo como vocalista e guitarrista de uma banda. Curte todos os estilos e sub-estilos do rock e do metal, mas hoje em dia, tem preferência por jovens bandas britânicas como Oasis, Radiohead, Muse, Keane e Arctic Monkeys.

Mais matérias de Francisco Silva Júnior no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online