Def Leppard: Phil Collen fala sobre o Man Raze (em inglês)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Nathália Plá, Fonte: Blabbermouth.net, Tradução
Enviar Correções  

Phil Collen, do DEF LEPPARD conversou sobre seu projeto chamado MAN RAZE — que também traz Simon Laffy da GIRL e Paul Cook dos THE SEX PISTOLS — durante sua participação na edição de 2 de abril do programa "Maximum Threshold". Ouça abaixo a conversa pelo player.

O álbum de estréia do MAN RAZE, "Surreal", foi lançado em junho de 2009 pela VH1 Classic Records em uma edição deluxe com cinco faixas inéditas bônus.

publicidade

"Surreal" saiu no Reino Unido em 17 de novembro de 2008 pela Surrealist Records. A versão britânica do CD veio com um disco bônus.

Misturando a energia crua dos PISTOLS com o pop rock imaculado do DEF LEPPARD, MAN RAZE é um choque singular da simplicidade dos anos 70 com os excessos dos anos 80, bares punk com o rock de estádio.

"A parte divertida do MAN RAZE é que musicalmente nós podemos partir para qualquer direção, do rock para o alternativo" disse Phil Collen anteriormente.

publicidade

A respeito do som da banda, Collen – que também faz os vocais – disse à revista Rolling Stone, "É uma mistura. Nós vamos desde o hard rock, com guitarras, à pancada seca. Eu sempre curti essa coisa alternativa, sou um grande fã do THE POLICE. E isso é mais ousado – muito mais agressivo que o DEF LEPPARD."

Antes de entrar para o DEF LEPPARD, o londrino Phil Collen tocou no GIRL, que era uma das grandes bandas de rock do início dos anos 80 do vocalista Phil Lewis, que posteriormente lideraria o L.A. GUNS — que estava na vanguarda do cenário do rock de Los Angeles e que eventualmente produziu os GUNS N' ROSES. Enquanto Phil seguiu entrando para o DEF LEPPARD, ele manteve uma forte amizade com Simon Laffy, baixista do GIRL. Retomando contato em 2004, juntamente com o baterista do SEX PISTOLS Paul Cook, nasceu o MAN RAZE. Afastando de seu passado ilustre, a banda passou os dois últimos anos voltando ao básico, compondo e gravando – eles também fizeram um show de lotação esgotada no London's Spitz Club e lançaram um EP em edição limitada, "Skin Crawl", em outubro de 2005 através de seu selo próprio, Surrealist Records, no Reino Unido.

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Kiss FM: as 500 mais tocadas pela rádio em 2008Kiss FM
As 500 mais tocadas pela rádio em 2008

Deep Purple: a contestada entrevista na Globo em 2006Deep Purple
A contestada entrevista na Globo em 2006


Sobre Nathália Plá

Mineira de Belo Horizonte, nasceu e cresceu ouvindo Rock por causa de seu pai. O som de Pink Floyd e Yes marcou sua infância tanto quanto a boneca Barbie, mas de uma forma tão intensa que hoje escutar essas bandas lhe causa arrepios. Ao longo dos anos foi se adaptando às incisivas influências e acabou adquirindo gosto próprio, criando afinidade pelo Hard Rock e Heavy Metal. Louca e incondicionalmente apaixonada por Bon Jovi, não está nem aí pras críticas insistentes dirigidas à banda. Deixando a emoção de lado e dando ouvidos à técnica e qualidade musical, tem por melhores bandas, nessa ordem, BlackSabbath, Led Zeppelin, Deep Purple, Metallica e Dream Theater. De resto, é apenas mais uma apreciadora do bom e velho Rock'n'roll.

Mais matérias de Nathália Plá no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin