Shawn Drover: foi divertido ver Dave e David juntos de novo

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Daniel Molina, Fonte: Rust In Page, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 11/08/11. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

O site Art Hates You entrevistou recentemente o baterista do Megadeth, Shawn Drover. Confiram alguns trechos da conversa

646 acessosHeavy Metal: os 10 melhores riffs dos anos noventa5000 acessosSlayer: quando Cronos deixou Tom Araya de olho roxo

Art Hates You: Qual o status do novo álbum?

Drover: Está finalizado e recebemos a master do nosso produtor ontem a noite. Escutamos essa manhã e estamos satisfeitos com o resultado e animado para que as pessoas o escutem.

Art Hates You: Como foi a abordagem do Johnny K com a banda comparada com a dos últimos produtores?

Drover: Bem, o único produtor com o qual trabalhei antes dele foi Andy Sneap, que é um bom amigo. No geral, o método dele de fazer as coisas não foi muito diferente. Ele se inteirava, indo lá e ouvindo uma porrada de riffs. E Johnny ia e escolhia as partes certas dos riffs. Sonoramente soa um pouco diferente do Andy, mas nunca quer que dois álbuns, ou duas músicas, soem exatamente iguais.

Art Hates You: Como o retorno de Dave Ellefson ajudou a banda?

Drover: Ele e Dave «Mustaine» quase conseguem adivinhar o pensamento um do outro. Acho que essa é a principal diferença entre esse álbum e o "Endgame". Ele aborda as coisas de um jeito diferente e o Dave «Mustaine» sabe o que ele quer e o Ellefson entende e lida de uma forma diferente da dos antigos baixistas. Foi divertido ver os dois juntos e espero que os fãs curtam.

Art Hates You: Há rumores da volta da Gigantour em 2012. Há alguma possibilidade da banda tocar o álbum "Countdown To Extinction" na integra?

Drover: O lance da Gigantour ainda está sendo discutido e cabe ao Dave decidir se vai acontecer ou não, mas é provável que aconteça. Não acho que queiramos começar a fazer viagens nostálgicas e tocar um álbum na integra toda vez que ele completar 20 anos. Quer dizer, vamos começar a fazer tour de 20 anos do "Cryptic Writings" ou do "Risk", e isso não é algo que gostariamos de fazer sempre. Poderiamos ter feito um tour comemorando os 25 anos do "Peace Sells" esse ano. Não queremos fazer isso sempre. Foi legal fazer a do "Rust In Peace", mas não estamos morrendo de vontade de fazer isso novamente.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

MegadethMegadeth
Dave Mustaine classifica os guitarristas da banda

646 acessosHeavy Metal: os 10 melhores riffs dos anos noventa472 acessosMarty Friedman: ouça "Miracle", single do novo álbum solo3376 acessosMetallica: e se James Hetfield cantasse no Megadeth?0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Megadeth"

MetallicaMetallica
Kirk Hammet fala sobre Dave Mustaine e solos

Dave MustaineDave Mustaine
"Atirador do Dawson College não merecia ser fã do Megadeth!"

MegadethMegadeth
Uma dica para presentear o garoto Kiko

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Megadeth"

SlayerSlayer
Quando Cronos deixou Tom Araya de olho roxo

GuitarraGuitarra
Ouça o riff mais popular de todos os tempos

Tarja TurunenTarja Turunen
Vocalista reprova cover do COB no The Voice

5000 acessosRodolfo: "O rock brasileiro entrou numa crise desde o começo dos anos 2000"5000 acessosEvanescence: estranha criatura em foto de Amy Lee com seu filho5000 acessosGreen Day: 10 coisas que você não sabe sobre a banda5000 acessosIron Maiden: Nicko expõe o perigo de guerra de tortas no palco5000 acessosBlack Sabbath: os 10 melhores covers feitos por bandas famosas4909 acessosInsanidade: garoto é expulso de colégio por ouvir RATM e Korn

Sobre Daniel Molina

Nascido em 79, professor de inglês e tradutor. Conheci o metal e suas várias vertentes através de um amigo do meu irmão no final dos 80, onde em 89 acabei me deparando com Megadeth dentre os vinis que estava ouvindo e foi amor à primeira ouvida, uma paixão que dura 20 anos. Apaixonado por thrash metal, especialmente Bay Area e East Coast mas também aficcionado por NWOBHM, Hard e Death. Com o passar do tempo percebi que o rótulo é o que menos importa e sim o tipo de música que nos agrada, mas apesar de tudo, thrash sempre acima de tudo. Já trabalhei com vários sites, cobrindo shows e fazendo entrevistas mas sempre tocando a Rust In Page por amor ao Megadeth, e hoje além de dedicação total ao meu trabalho salvo bastante do meu tempo para manter a página rolando firme e forte e mantendo os Droogies brazucas informados.

Mais informações sobre Daniel Molina

Mais matérias de Daniel Molina no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online