Álbuns: futuro dos discos é serem dados de graça?

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Nacho Belgrande, Fonte: Site do LoKaos Rock Show
Enviar Correções  

Ainda resta alguma esperança para gravações ou registros fonográficos, sob o ponto de vista comercial, a essa altura do campeonato? Agora, o empresário de uma das maiores artistas vivas na atualidade – e vendedora de cifras na casa da multi-platina – diz que por ele, discos seriam dados de graça.

publicidade

Isso se a escolha dependesse dele. "Quer saber, queremos muito, muito, tentar enfiar o envelope… muitas pessoas olham para nós como fôssemos loucos, mas nós temos que fazê-lo," disse o empresário de LADY GAGA, Troy Carter para uma platéia numa conferência ontem, quinta-feira. "Se dependesse de mim, pessoalmente, EU DARIA O PRÓXIMO DISCO DE GRAÇA e o colocaria em todo dispositivo portátil de reprodução sonora que eu conseguisse. Apenas para chegar a essa escala. Porque em certo ponto, nós vamos ter que fazer experiências com conteúdo."

publicidade

Na verdade, de certo modo, Gaga já está se inclinando a isso. Na verdade, com certa ajuda de seus amigos: o último disco da cantora, Born This Way, ultrapassou a marca de um milhão de cópias vendidas na primeira semana, devido a um enorme subsídio da «loja online» Amazon. Mas o que aconteceu a seguir foi interessante: o disco DESPENCOU nas semanas subseqüentes, uma meia-vida que foi vergonhosamente rápida se comparada ao lançamento de Adele, por exemplo.

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Danilo Gentili: O sertanejo tem mais atitude roqueira que o próprio roqueiroDanilo Gentili
O sertanejo tem mais atitude roqueira que o próprio roqueiro

Jared Leto: a reação ao se ver no papel do CoringaJared Leto
A reação ao se ver no papel do Coringa


Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin