Mudvayne: "em hiato" por, no mínimo, mais dois anos

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Kako Sales, Fonte: Blabbermouth.Net, Tradução
Enviar Correções  

O guitarrista do Mudvayne, Greg Tribbett, confirmou via Twitter que a banda está inativa no momento, enquanto ele e o vocalist Chad Gray "estão concentrados no HellYeah," a banda deles com o baterista Vinnie Paul Abbott (Pantera, Damagepla), o guitarrista Tom Maxwell (Nothingface) e o baixista Bob "Zilla" Kakaha (Damageplan). De acordo com Greg, o HellYeah estará em turnê "pelos próximos dois anos", divulgando seu terceiro álbum, que deve ser lançado no início de 2012.

publicidade

Já faz quase dois anos que o Mudvayne lançou seu quinto e auto-intitulado álbum e pouco se ouviu sobre a banda desde então. Mas numa entrevista no fim de 2010 para o blog musical Warwick, o baixista Ryan Martinie se referiu sobre o grupo, quase em sua totalidade, no pretérito. Quando questionado sobre a evolução musical do quarteto, Martinie disse: "Acho que o que fizemos foi de grande valor. De alguma forma, se tornou um dente da engrenagem. Somos um pedaço de história musical agora... Nós sempre estivemos respondendo ao nosso ambiente. Eu sempre vi a banda como peça importante no aspecto da minha vida, como algo que deveria nos levar a locais que são positivos, e nesse sentido, tudo o que aconteceu com banda, aconteceu por uma razão."

publicidade

Martinie também insinuou que estava trabalhando em seu próprio projeto musical, mas disse: "Nada está concretizado sobre com quem estou trabalhando. Mas sim, é claro, compartilharei com o mundo quando a hora chegar e é algo relevante com a qual estou feliz."

Mudvayne não fez nenhuma turnê de divulgação do seu quinto álbum, que foi parcamente promovido e vendeu muito pouco quando lançado.

publicidade

Em fevereiro de 2010, The Pulse of Radio perguntou ao baterista do Mudvayne, Matt McDonough, sobre o futuro da banda: "Acho que, para qualquer artista, é importante ter momentos para aliviar, tipo uma auto-reflexão," disse ele. "Estamos tipo que reagindo a esse turbilhão de atividade onde temos estado por anos, e agora nós tipo que estamos deixando a poeira assentar sobre os escombros e apenas dando a nós mesmos um tempo para respirar, e recomeçar após refletir e decidir o que vamos fazer."

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Serial Killers: As 10 melhores músicas sobre assassinos da vida realSerial Killers
As 10 melhores músicas sobre assassinos da vida real


Iron Maiden: o pior momento de Bruce Dickinson no palcoIron Maiden
O pior momento de Bruce Dickinson no palco

Metal Progressivo: os dez melhores álbuns do estiloMetal Progressivo
Os dez melhores álbuns do estilo


Sobre Kako Sales

Mineiro de Januária, baterista autodidata, cresceu em ambiente familiar ligado à música popular e erudita. Seu pai chegou a fazer pequenas turnês com bandas da Jovem Guarda como tecladista no fim da década de 70. Aos 10 anos, iniciou os estudos de teoria musical e piano clássico. Teve o primeiro contato com o mundo do metal ao escutar o CD Angels Cry do Angra, aos 15 anos. Desde então tem se dedicado a conhecer, colecionar e difundir o melhor do metal brasileiro e mundial. Graduado em Letras/Inglês, principalmente por influência da língua-mãe do rock, tem como principais ícones do metal as bandas Angra, Symphony X, Dream Theater e Opeth.

Mais informações sobre Kako Sales

Mais matérias de Kako Sales no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin