Storm Corrosion: projeto de Åkerfeldt/Wilson sai em maio

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Kako Sales, Fonte: Blabbermouth.Net, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 09/03/12. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?


5000 acessosMudanças: bandas que não soam mais como em seus primeiros discos5000 acessosIron Maiden: sobre o que fala a música "Aces High"?

Storm Corrosion é o longamente discutido e altamente esperado projeto entre os dois artistas mais inovadores e talentosos da cena do rock progressivo moderno: Mikael Åkerfeldt, do Opeth, e Steven Wilson, do Porcupine Tree. A dupla lançará “Storm Corrosion” em 8 de maio, mas vocÊ pode fazer a pré-compra do álbum disponível em dois pacotes luxo a partir de hoje.

O “Storm Corrosion” Edição Especial em Blu-ray/CD e a Edição em LP Duplo para Colecionador custam 50 dólares e incluem o álbum em vinil negro virgem de 180 gramas, com trabalho de arte exclusivo; download digital do álbum na íntegra em arquivos FLAC de alta qualidade; a versão em Blu-ray/CD do álbum, que oferece o álbum em CD; um disco de Blu-ray contendo a mixagem do álbum na íntegra em som 5.1, duas faixas demo exclusivas e cinco faixas instrumentais; um pôster de 24 x 36 polegadas e um pôster separado de 12 x 12 polegadas autografado por ambos os músicos, Mikael Åkerfeldt e Steven Wilson.

A Edição de Colecionador do “Storm Corrosion” em LP Duplo custa 35 dólares e inclui a versão em vinil, o download digital e os dois pôsters.

O tracklist de “Storm Corrosion” é:

CD

01. Drag Ropes (9:52)
02. Storm Corrosion (10:12)
03. Hag (6:28)
04. Happy (4:53)
05. Lock Howl (6:09)
06. Ljudet Innan (10:20)

Blu-ray:

01. Drag Ropes
02. Storm Corrosion
03. Hag
04. Happy
05. Lock Howl
06. Ljudet Innan
07. Drag Ropes
08. Storm Corrosion
09. Hag
10. Happy
11. Lock Howl
12. Ljudet Innan
13. Drag Ropes (demo)
14. Hag (demo)

Uma pequena explanação sobre a gênese desse projeto: Åkerfeldt e Wilson são abmigos desde o final dos anos 90, quando Wilson co-produziu o reverenciado álbum do Opeth, “Blackwater Park”. Com o passar dos anos, eles têm falado sobre trabalharem juntos, mas isso não foi possível até recentemente, quando eles moveram gestão para que algo acontecesse, quando Mikael foi visitar Wilson no Reino Unido e eles acabaram no home studio de Wilson, trocando algumas ideias. Aquela visita foi o nascimento de um álbum auto-intitulado, composto e produzido pela dupla e mixado por Wilson.

A sonoridade de Storm Corrosion pode ser melhor descrita como fascinante, orquestral, ambiente, épico (metade das faixas do álbum têm cerca de 10 minutos de duração) e nada menos que supreendente ao ouvinte. No entanto, os fãs dos respectivos músicos serão preparados para apreciar a obra, com o recente álbum solo de Wilson, “Grace for Drowning”, e “Heritage”, do Opeth, os levando ao um patamar lógico para entender o Storm Corrosion. A obra homônima está quase sendo vista como um dos lados de um triângulo musical.

Wilson comentou: “Se você tivesse me perguntado há três meses sobre o álbum, eu teria dito: ‘Espere a última coisa que você poderia esperar.’ Mas na verdade, agora que ‘Heritage’ e ‘Grace for Drowning’ foi lançados, não acreditor que haverá tanto choque nas pessoas, porque é quase como a terceira parte de uma trilogia, de certa forma. Na verdade, é ainda mais orquestral, ainda mais obscuro, retorcido e melancólico... Mas certamente é como se viesse do mesmo lugar que ‘Heritage’ e ‘Grace for Drowning’, que de fato são, porque foram compostos durante o mesmo período.”

”Acho que algumas das músicas desse álbum são as mais belas em que já pude participar,’ acrescenta Åkerfeldt. “Há algumas passagens absolutamente mágicas no álbum. Musicalmente, acho que criamos algo grosseiro, um pouco assustador, exaustivo, profundo e bastante intenso. Tudo em uma coisa só. Posso dizer seguramente que não conheço outra banda ou artista que soe em nada como Storm Corrosion. Acho que isso também foi um de nossos objetivos, por assim dizer.”

O vice-presidente Sênior da Roadrunner, Monte Conner, deu as boas vindas ao Storm Corrosion à família Roadrunner, comentando: “Fico honrado de ter o logotipo da Roadrunner no álbum do Storm Corrosion. Steven Wilson e Mikael Åkerfeldt têm demonstrado seguidas vezes que são dois dos mais fiéis e importantes artistas em trabalho atualmente, e não é comum poder trabalhar com músicos deste calibre. Esse álbum é uma obra-de-arte que irá agradar aos fãs dos trabalhos anteriores de Steven e Mikael, e ao mesmo tempo explorar novos caminhos para ambos os artistas.”

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

MudançasMudanças
10 bandas que não soam mais como em seus primeiros discos

152 acessosEm 28/05/2008: Opeth lança o álbum Watershed0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Opeth"

Heavy MetalHeavy Metal
As melhores músicas para meditar

OpethOpeth
"Não queremos ser diferentes apenas por ser diferentes!"

Músicas LongasMúsicas Longas
12 das melhores do Metal com mais de 20 minutos

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Storm Corrosion"0 acessosTodas as matérias sobre "Opeth"0 acessosTodas as matérias sobre "Porcupine Tree"

Iron MaidenIron Maiden
Sobre o que fala a música "Aces High"?

Fãs de RockFãs de Rock
Você conhece o estilo de se vestir de cada um

Ultimate Classic RockUltimate Classic Rock
Os 100 maiores clássicos do rock

5000 acessosPensadores e autores que inspiraram o Heavy Metal: Aleister Crowley5000 acessosIron Maiden: Nicko McBrain fala sobre conversão ao cristianismo5000 acessosSlipknot: Corey Taylor não tem a cara limpa por baixo da máscara4833 acessosAlice Cooper: possuído pelo espírito de uma bruxa morta em 16925000 acessosOrange.co.uk: site lista os rockstars mais controversos5000 acessosIgreja Universal: "curando" fã do Dimmu Borgir?

Sobre Kako Sales

Mineiro de Januária, baterista autodidata, cresceu em ambiente familiar ligado à música popular e erudita. Seu pai chegou a fazer pequenas turnês com bandas da Jovem Guarda como tecladista no fim da década de 70. Aos 10 anos, iniciou os estudos de teoria musical e piano clássico. Teve o primeiro contato com o mundo do metal ao escutar o CD Angels Cry do Angra, aos 15 anos. Desde então tem se dedicado a conhecer, colecionar e difundir o melhor do metal brasileiro e mundial. Graduado em Letras/Inglês, principalmente por influência da língua-mãe do rock, tem como principais ícones do metal as bandas Angra, Symphony X, Dream Theater e Opeth.

Mais informações sobre Kako Sales

Mais matérias de Kako Sales no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online