Guns N' Roses: Dizzy explica o porquê de pianos e Pitman

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Nacho Belgrande, Fonte: Playa Del Nacho
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 11/05/12. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

O site norueguês METAL EXPRESS RADIO conversou recentemente com o tecladista do GN’R MKVII, Dizzy Reed. Dentre os tantos assuntos geralmente abordados, um trecho da entrevista foi selecionado por nós, e é ele que você pode ler traduzido abaixo.

5000 acessosGuns N' Roses: Axl Rose erra o carro, fica irritado e confuso5000 acessosAve, Satan!: As dez melhores músicas sobre o Inferno

MER: Você tocou teclado com o Guns N’ Roses nos dias dos álbuns ‘Use Your Illusion’ em 1990, quando foram gravados. A banda começou como um grupo básico de rock n’ roll, mais voltado pro som da guitarra. Por que você acha que eles sentiram necessidade de trazer um tecladista?

Reed: “Eu acho que a banda só queria expandir seus horizontes e poder tocar uma variedade maior de música do que eles faziam quando começaram. Os teclados apenas deram à banda uma dimensão a mais.”

MER: É difícil ver como ‘November Rain’, ‘Estranged’ ou ‘Civil War’ teriam ficado se a base musical da banda não tivesse se expandido.

Reed: “Aquelas músicas foram escritas no piano, e se você tirasse o piano, haveria muitos espaços vazios e muita baqueta esbarrando uma com a outra, seria desse jeito. Elas são grandes canções e ótimas de se tocar.”

MER: Você tem Chris Pitman como segundo tecladista no palco. O que ele acrescentou à banda?

Reed: “Eu acho que se você prestar atenção nas músicas que tocamos ao longo dos anos, especialmente as mais novas, mas também o material de ‘Use Your Illusion’, então poderá perceber que eu só tenho duas mãos. Chris traz uma quantidade incrível de personalidade criatividade às músicas. É bom olhar pro lado e assistir a ele tocando no palco.”

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, nos links abaixo:

Post de 11 de maio de 2012
Post de 16 de maio de 2012

Guns N RosesGuns N' Roses
Axl Rose erra o carro, fica irritado e confuso

1958 acessosGuns N' Roses ou Raça Negra: Faça o quiz e veja se acerta1914 acessosGuns N' Roses: os 30 anos de Appetite na capa da nova Kerrang!0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Guns N' Roses"

GNR & CrüeGN'R & Crüe
A louca simbiose movida a orgias e drogas

Tommy StinsonTommy Stinson
A separação de Slash deve ter sido dolorida para Axl Rose

BabymetalBabymetal
O que Slash, Ian Hill, Holt, Corey acham da banda?

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Guns N' Roses"

Ave, Satan!Ave, Satan!
As dez melhores músicas sobre o Inferno

Heavy MetalHeavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados em 1992

Heavy MetalHeavy Metal
Os 11 melhores álbuns dos anos 2000 segundo o Loudwire

5000 acessosHeaven & Hell: mistérios e autocensura na capa de álbum5000 acessosQuentin Tarantino: o Top 5 do rock n' roll na carreira dele5000 acessosDeep Purple: a contestada entrevista na Globo em 20063710 acessosDef Leppard: "Não somos perigosos como Axl Rose"5000 acessosJimi Hendrix: as últimas palavras do guitarrista5000 acessosGuns N' Roses: surgem as primeiras especulações sobre reunião

Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online