Rush: versões sinfônicas com Adrian Smith e Steve Rothery

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Leonardo Daniel Tavares da Silva, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar Correções  

A Purple Pyramid Records, uma divisão da Cleopatra Records, lançará "The Royal Philharmonic Orchestra Plays The Music Of Rush" em 13 de novembro. Cerca de sessenta músicos e trinta vocalistas transformarão nove dos maiores sucessos do RUSH em intrincados trabalhos de orquestra.

Runaways: Jackie Fox conta como foi estuprada por Kim Fowley

Motorhead: a gafe nazista de Lemmy em Nuremberg

A ROAL PHILARMONIC ORCHESTRA fará covers dos clássicos mais bem conhecidos do RUSH. O álbum de maior sucesso da banda, "Moving Pictures", será representado por versões de "Tom Sawyer" e "Red Barchetta". A lista de convidados especiais incluem o guitarrista Steve Rothery do MARILLION em "Working Man" e Adrian Smith do IRON MAIDEN em "Red Barchetta". O Coral de Windrush ficará a cargo dos backing vocais e solos.

"The Royal Philharmonic Orchestra Plays The Music Of Rush" track listing:

01. 2112 Overture
02. The Spirit Of Radio
03. Tom Sawyer
04. Red Barchetta (feat. Adrian Smith)
05. Subdivisions
06. Fly By Night
07. Closer To The Heart
08. Limelight
09. Working Man (feat. Steve Rothery)

A faixa "2112 Overture" está disponível no Soundcloud

http://soundcloud.com/brosseaupr/2112-overture-royal/s-bCx7H...




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Runaways: Jackie Fox conta como foi estuprada por Kim FowleyRunaways
Jackie Fox conta como foi estuprada por Kim Fowley

Motorhead: a gafe nazista de Lemmy em NurembergMotorhead
A gafe nazista de Lemmy em Nuremberg


Sobre Leonardo Daniel Tavares da Silva

Daniel Tavares nasceu quando as melhores bandas estavam sobre a Terra (os anos 70), não sabe tocar nenhum instrumento (com exceção de batucar os dedos na mesa do computador ou os pés no chão) e nem sabe que a próxima nota depois do Dó é o Ré, mas é consumidor voraz de música desde quando o cão era menino. Quando adolescente, voltava a pé da escola, economizando o dinheiro para comprar fitas e gravar nelas os seus discos favoritos de metal. Aprendeu a falar inglês pra saber o que o Axl Rose dizia quando sua banda era boa. Gosta de falar dos discos que escuta e procura em seus textos apoiar a cena musical de Fortaleza, cidade onde mora. É apaixonado pela Sílvia Amora (com quem casou após levar fora dela por 13 anos) e pai do João Daniel, de 1 ano (que gosta de dormir ouvindo Iron Maiden).

Mais matérias de Leonardo Daniel Tavares da Silva no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin