Matérias Mais Lidas

imagemO álbum que chocou colégio de freiras de Rafael Bittencourt e foi "libertador"

imagemHá 20 anos, Frejat explicava como Raimundos não se dobrava perante gravadora

imagemRegis Tadeu coloca o dedo na ferida e aponta o grande erro do rock nacional dos anos oitenta

imagemAxl Rose faz piada de gosto duvidoso sobre incidente com microfone

imagemA música do Queen que Brian May pensou que era uma brincadeira

imagemDez bandas de rock e metal que gravaram versões para músicas de outros estilos

imagemEmpresária do Judas Priest conta como foi o encontro de K.K. Downing com ex-companheiros

imagemRaimundos: A surpreendente maneira como Digão conheceu Rodolfo, segundo o próprio

imagemB. B. King sobre John Lennon ter dito que queria tocar como ele

imagemA visionária melhor música do Genesis na opinião de Steve Hackett

imagemSlash falhou em seguir o conselho de Keith Richards, que mesmo assim foi lá e o apoiou

imagemOs curiosos dois significados da expressão "Eu quero ver o oco", segundo Digão

imagem"Nenhuma banda está a fim de ajudar a outra, isto é utopia", diz Regis Tadeu

imagemEric Clapton relembra como era ser chamado de Deus nos anos 60

imagem"Raimundos nunca quis ser manual de conduta para ninguém", diz Digão


Lift Detox
Stamp

Dimmu Borgir: Silenoz fala sobre religião e individualidade

Por Fernando Portelada
Fonte: HailsWebzine.com
Postado em 07 de novembro de 2012

Leja Siv Harju, do Hailswebzine.com, conduziu em novembro de 2012 uma entrevista com o guitarrista Silenoz (Sven Atle Kopperdu) da banda norueguesa DIMMU BORGIR. Alguns trechos dessa conversa podem ser lidos abaixo:

HailsWebzine.com: Muitas pessoas automaticamente encaram uma banda de Death Metal, assim como a sua, como "Satânica", ou enraizada nas práticas do ocultismo, etc. Suas prévias declarações sobre esse assunto sempre foram interessante, mas hoje, quais são suas próprias ideologias sobre a vida, morte, espiritualidade, e a questão "religião" da coisa? Para você, o que a espiritualidade significa ou traz? Como ela é aplicada à música do DIMMU e seu apelo do começo até o agora. O que é a espiritualidade em oposição à religião? E o que "Deus" ou "Satã" trazem à sua cabeça quando você ouve essas palavras?

Silenoz: Espiritualidade é individual, enquanto a religião não. Ela é feita pelo homem para controle e escravização das pessoas inseguras e aqueles que não arriscam e não lutam. Ter crenças religiosas, ou convicções religiosas, para mim, significa abrir mão do seu direito de nascença de ser um indivíduo único, talvez em mais camadas do que somente a espiritual, e "Satã" com o significado de "satânico", para mim, significa ser um indivíduo como Satã é na metáfora moderna, de quebrar paradigmas e se afastar do que é considerado normal, ou que é considerado seguro e controlado. Adiciono aqui o progresso. Não somente o científico, mas também em um nível pessoal e tudo o que diz respeito a minha própria existência. Nós não estaríamos aqui sem a contínua evolução. Desta forma, o "Pensamento Luciférico" é uma forma de sempre acender a luz na escuridão. Sem a possibilidade de trazer a luz, ainda estaríamos presos nas trevas. É bem simples se você desvendar o simbolismo. Ser religioso para mim é como deixar suas responsabilidades na porta, para outra pessoa, para alguma divindade. Não faz sentido. [...] Para mim não há maior divindade espiritual que eu mesmo, e tenho orgulho de ter responsabilidade sobre isso, de forma física ou mental. Não comando nada além do fato de que estou aqui solenemente em posse dos meus atos e pensamentos. Isso resume bem meu "código de honra" se você assim o quiser chamar. Não há ninguém para me dizer que devo adorar ou temer outro Deus que não eu mesmo.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Siga Whiplash.Net: Facebook | Instagram | Twitter | YouTube

Receba as novidades do Whiplash.Net por WhatsApp


Samael Hypocrisy
Lift Detox

publicidadeAdemir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | André Silva Eleutério | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Euber Fagherazzi | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Henrique Haag Ribacki | José Patrick de Souza | Julian H. D. Rodrigues | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Sergio Luis Anaga | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Metal extremo: 10 músicas que todos deveriam ouvir ao menos uma vez na vida

As 13 músicas mais assustadoras do heavy metal, em lista do Heavy Consequence

Spotify: a música mais tocada de 20 bandas de metal extremo

Dimmu Borgir lança nova versão do álbum "Puritanical Euphoric Misanthropia"; ouça aqui

Baterista do Dimmu Borgir divulga playthrough de "Kings Of The Carnival Creation"

Noruega: 15 grandes bandas formadas no país do black metal

Heavy metal poliglota: dez músicas cantadas em idiomas diferentes do inglês

Música Macabra: Oito grandes músicas que foram inspiradas em filmes clássicos de terror

Punk Rock: os 25 melhores discos segundo o site IGN

Black Metal: cinco bandas do lado depressivo do satanismo


Sobre Fernando Portelada

25 anos, Blogger, Podcaster, Gamer, Leitor de Quadrinhos, Ouvinte de Rock, Jornalista, e chato acima de tudo. Ouviu Imaginations From The Other Side do Blind Guardian aos 13 anos, emprestado por um amigo de escola. Ainda é um de seus álbuns preferidos.

Mais matérias de Fernando Portelada.