Bumblefoot: "O Guns N' Roses é uma grande família"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Fernando Portelada, Fonte: Legendary Rock Interviews, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 05/02/13. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?


863 acessosRichard Fortus: como foi tocar com Enrique Iglesias antes do GNR5000 acessosAstros mortos: como estariam alguns se ainda estivessem vivos?

John Parks, do Legendary Rock Interviews, postou uma entrevista com o guitarrista do GUNS N’ ROSES, Ron “Bumblefoot” Thal. Segue um trecho.

Você lançou 8 álbuns antes de entrar no GN’R e entrou no radar de várias pessoas e fanáticos da guitarra, mas várias pessoas conheceram seu trabalho como guitarrista do GUNS, descobrindo seu passado e atual trabalho solo pela banda. Axl (Rose) parece ser bem aberto a você continuar a trabalhar em suas próprias ideias criativas, o que é o sonho de todo músico. Esta oportunidade é o melhor de dois mundos como um artista?

A: "Each has something the other doesn’t. I love creating more than anything, and need to write, record, co-write, produce… with my solo music I get to do all that and express myself fully. GN'R is a big family, I love them and the experiences and people it’s brought to my life, and having both is absolutely the best of both worlds. I don’t ask either world to be something it isn’t, and accept both as they are, with openness that both will grow in whatever direction they’re meant to. And all is good!"

“Cada um tem algo que falta no outro. Eu amo criar mais do que qualquer coisa, e preciso compor, gravar, co-escrever, produzir... com minha música solo eu consigo fazer tudo isto e me expressar completamente. O GN’R é uma grande família. Eu amo eles e as experiências e pessoas que eles trouxeram para minha vida, e ter os dois é de fato o melhor de dois mundos. Eu não quero que nenhum dos mundos seja algo que não é, e aceito ambos como são, com abertura para deixá-los crescer em qualquer direção que eles queiram. E isso é bom.”

Eu li uma ótima entrevista na qual você falou que teve um período de “se acostumar” com o GN’R, e você teve que aprender o material nos vôos e ensaios, porque você não tinha uma cópia prévia de Chinese Democracy. Os outros caras da banda foram bem prestativos durante este período de ajuste e você se sentiu livre para usar seu próprio estilo e interpretar as músicas de sua própria maneira?

“No começo eu estava sozinho. Fizemos turnês por um ano, fizemos uma pausa, ‘Chinese Democracy’ foi lançado e logo após nós já estávamos ensaiando, organizando nosso som e realmente curtindo tocar juntos. Além disso, ninguém me disse como tocar, sempre tocamos as músicas como sentimos ser certo e todos estão bem com isso. Todos fomos trazidos à banda pela forma que tocamos e por quem somos, a última coisa que queremos é destruir isso.”

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 05 de fevereiro de 2013

Guns N RosesGuns N' Roses
Axl Rose erra o carro, fica irritado e confuso

863 acessosRichard Fortus: como foi tocar com Enrique Iglesias antes do GNR2535 acessosGuns N' Roses ou Raça Negra: Faça o quiz e veja se acerta0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Guns N' Roses"

Drogas e ÁlcoolDrogas e Álcool
Protagonistas nos piores shows de grandes astros

Mega-hits ManjadosMega-hits Manjados
10 clássicos que se tornaram clichês

Glee N RosesGlee N' Roses
Veja W. Axl Rose na pegada Finn Hudson

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Guns N' Roses"

Astros mortosAstros mortos
Como estariam alguns se ainda estivessem vivos?

Death MetalDeath Metal
As 10 melhores (ou piores?) capas do estilo

Uncut MagazineUncut Magazine
Fãs elegem as 10 melhores músicas do Pink Floyd

5000 acessosSupernatural: ouça 10 músicas que marcaram a série5000 acessosSexo e Satã: as mensagens subliminares em capas de Rock / Metal5000 acessosSlash: Alucinações, sexo, dinheiro e armas de fogo no auge do vício5000 acessosRolling Stones: banda paga R$128 de cachê a backing vocals5000 acessosChester Bennington: "Sou eu a causa dos meus problemas"5000 acessosSeparados no nascimento: Steve Harris e Renato Aragão

Sobre Fernando Portelada

25 anos, Blogger, Podcaster, Gamer, Leitor de Quadrinhos, Ouvinte de Rock, Jornalista, e chato acima de tudo. Ouviu Imaginations From The Other Side do Blind Guardian aos 13 anos, emprestado por um amigo de escola. Ainda é um de seus álbuns preferidos.

Mais matérias de Fernando Portelada no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online