Matérias Mais Lidas

Rodox: quando baterista estragou show da banda após João Gordo vê-lo rezandoRodox
Quando baterista estragou show da banda após João Gordo vê-lo rezando

João Gordo: ele comenta treta com Digão do Raimundos, que o chamou de pela sacoJoão Gordo
Ele comenta treta com Digão do Raimundos, que o chamou de "pela saco"

Michael Sweet: um post nas redes que pode ser sobre o também cristão David EllefsonMichael Sweet
Um post nas redes que pode ser sobre o também cristão David Ellefson

Sepultura: Max Cavalera admite que copiou Black Sabbath em Roots Bloody RootsSepultura
Max Cavalera admite que copiou Black Sabbath em "Roots Bloody Roots"

Iron Maiden: banda não será incluída no Rock And Roll Hall Of Fame em 2021Iron Maiden
Banda não será incluída no Rock And Roll Hall Of Fame em 2021

KK's Priest: banda divulga música, data, capa e tracklist do primeiro álbumKK's Priest
Banda divulga música, data, capa e tracklist do primeiro álbum

Cavalera Conspiracy: Max confessa que mentiu a Iggor sobre primeiro álbum da parceriaCavalera Conspiracy
Max confessa que mentiu a Iggor sobre primeiro álbum da parceria

Raimundos: Digão revela que recebeu proposta astronômica para reunião com RodolfoRaimundos
Digão revela que recebeu proposta "astronômica" para reunião com Rodolfo

Iron Maiden: a reação de Steve Harris ao ouvir clássico de Bruce DickinsonIron Maiden
A reação de Steve Harris ao ouvir clássico de Bruce Dickinson

Max Cavalera: como ele desistiu de detonar o Sepultura em Eye for an Eye, do SoulflyMax Cavalera
Como ele desistiu de detonar o Sepultura em "Eye for an Eye", do Soulfly

Nirvana: por que, até hoje, Dave Grohl não canta músicas da bandaNirvana
Por que, até hoje, Dave Grohl não canta músicas da banda

Metallica: qual animal James Hetfield prefere caçar?Metallica
Qual animal James Hetfield prefere caçar?

Kiss: Vinnie Vincent está vendendo suas letras manuscritas por 50 mil dólaresKiss
Vinnie Vincent está vendendo suas letras manuscritas por 50 mil dólares

Sepultura: ideia de Refuse/Resist surgiu de uma jaqueta, conta Max CavaleraSepultura
Ideia de "Refuse/Resist" surgiu de uma jaqueta, conta Max Cavalera

Mamonas Assassinas: a história das fotos dos músicos mortos, feitas para tabloideMamonas Assassinas
A história das fotos dos músicos mortos, feitas para tabloide


Edu Falaschi - Vera Cruz
Pentral
MOPD

Dio: 15a parte de discografia comentada no Minuto HM

Por Alexandre Bside e Flávio Remote
Em 18/04/13

Com o fim dos shows de promoção do álbum Mágica, ainda no primeiro semestre de 2001, a banda se prepara para compor para um novo trabalho e Dio junta-se a Jimmy Bain e Craig Goldy para buscar um direcionamento mais tradicional, nos moldes dos primeiros trabalhos da banda, no início da década de 80. A turnê de Mágica havia recebido boa repercussão de público, mas o álbum fracassou em vendas, assim o grupo abandona temporariamente a ideia da continuação do álbum e da forma conceitual de trabalho. Ao buscar o formato dos anos 80 de sua banda, Dio acaba seguindo em direção ao que pouca gente fazia na época, um retorno ao que se fazia no estilo quase 20 anos antes.

A fase de composição sofre no entanto com um desfocado Craig Goldy, às voltas com um recente casamento e nascimento de seu primeiro filho. Assim, as ideias surgem basicamente de um esforço durante cerca de 4 meses entre Ronnie e Bain, que trabalhavam nas canções todos os dias por 8 a 12 horas em estúdio. Craig acaba contribuindo em três canções mas, segundo Dio, além de demonstrar pouco interesse no trabalho, se apresentava com muito pouca disponibilidade de tempo na ocasião.

Com o início de 2002, fica claro que Craig não seguirá em viagem com a banda para a promoção de Killing The Dragon, e Dio opta por substituir o guitarrista, trazendo Doug Aldrich. O novo guitarrista havia trabalhado nos anos 80 com a banda Lion e durante os anos 90 com o Bad Moon Rising, além gravar faixas em projetos de tributos a artistas como Van Halen, Metallica, Ozzy entre outros. Doug também trabalhava como professor de guitarra e em 1997 lançou uma vídeo-aula, intitulada The Electro Lesson. Em janeiro, já com a nova formação, o grupo continua os trabalhos em estúdio, com a quase totalidade das canções prontas, mas Aldrich ainda ajuda nas composições de duas faixas: Along Comes A Spider e Scream.

Desta vez, os teclados estão restritos a uma mixagem mais básica entre uma ou outra introdução mais contundente e tudo que se refere ao instrumento é gravado por Jimmy Bain. A banda levaria Scott Warren para a tour, mas suas contribuições no novo disco se resumem a um solo em Before The Fall, a penúltima faixa do álbum. Além de contar com o baterista Simon Wright, o novo CD traz a participação de um coral de crianças, o King Harbour Children’s Choir, em uma das faixas que foram compostas com a participação de Craig Goldy, Throw Away Children. O então ex-guitarrista contribuiu também como compositor em Rock & Roll e no novo single, Push. A escolha de Push como single se resume a gravação da faixa em formato de videoclipe, o primeiro desde Wild One, de 1990, e inclui a participação dos atores Jack Black e Kyle Gass, que faziam uma espécie de dupla de hard rock voltado para a comédia desde 1994 nos EUA, chamada Tenacious D. A partir de 1999, o Tenacious D atingiu uma boa popularidade, tendo inclusive um programa próprio de TV e utilizou-se de sua repercussão para apoiar bandas como o próprio Dio. Cabe aqui ressaltar que Jack Black é notoriamente um fã do gênero, tendo protogonizado inclusive o filme School Of Rock em 2003, que teve boa aceitação do público, tocando várias faixas conhecidas de bandas de metal e hard rock. Na verdade, antes de Push, a banda chegou a gravar um vídeo para Evilution em 1993, que não foi veiculado ou lançado oficialmente. O videoclip é lançado em formato MPEG na versão bônus de Killing The Dragon, que ainda traz duas faixas ao-vivo, gravadas com o Deep Purple e Orquestra em 2000 para o álbum Live At The Rotterdam Ahoy, CD duplo da banda inglesa lançado em 2001.

Em maio de 2002, o novo CD é lançado, contendo uma bela capa a cargo de Marc Sasso, mas fracassa totalmente nas paradas, chegando apenas ao 199º lugar nas paradas principais da Billboard (atinge o 18º em paradas específicas). O álbum seria relançado em vinil apenas em 2011, em vendagem limitada, conforme já detalhado no Minuto HM. A banda começa os shows de divulgação do trabalho abrindo para Deep Purple e Scorpions, que se revezam como headliners em shows em solo americanos, todos com ótimas vendagens. Os shows atravessam os Estados Unidos e Canadá desde o fim de maio até o início de agosto de 2002, com cerca de 1 hora de duração apenas, quando o grupo segue para a Europa ainda naquele mês.

Em solo europeu, abrem algumas datas para o Deep Purple, até seguirem como headliners durante boa parte do continente, como países escandinavos, França, Espanha, Alemanha, Itália e Grã-Betanha, onde tem como opening-act o projeto Oliver/Dawson Saxon, onde os ex-integrantes da banda revivem os clássicos do Saxon. Graham Oliver junta-se à banda para tocar Rainbow In The Dark em Portsmouth, assim como Mikkey Dee do Motörhead toca Neon Knights em setembro na Suécia. O repertório traz três faixas do novo álbum, com os shows abrindo com a faixa-título, além de tocarem o single Push e Rock & Roll. O grupo segue então para datas em novembro e dezembro nos EUA e gravam para lançamento em DVD o show do dia 13.12.2002, em Nova York, que é a antepenúltima data de Doug Aldrich na banda. Convidado por David Coverdale, Doug participa em 2003 dos shows do Whitesnake, deixando o posto de guitarrista vago no início daquele ano. Em maio, Dio anuncia o novo membro da banda: o ex-Ratt Warren DeMartini, que curiosamente também havia tocado no Whitesnake durante 1994.

Os ensaios com Warren não correm como esperado, e após cerca de três semanas no posto, e vislumbrando uma série de shows em conjunto com Motörhead e Iron Maiden para os Estados Unidos a partir de julho daquele ano, a banda sofre nova alteração na formação, com a volta de Craig Goldy para as seis cordas. Naquele momento, a posição de Goldy é temporária, pois Dio espera contar com Doug Aldrich de volta para a sequência da carreira.

Em julho, Evil Or Divine, que contempla o show de Roseland, Nova York, é lançado exclusivamente em DVD, contendo o clip Push e galeria de fotos, além de 15 faixas, entre elas as três músicas do novo trabalho. O conteúdo seria lançado em CD posteriormente, em 2005. Com o retorno da formação que gravou e divulgou Mágica, o grupo segue para shows na Europa, notadamente tocando em vários festivais durante o mês de junho e início de julho. A banda é headliner em quase todos os shows, exceto pelo show de 12.07, onde abrem para o Iron Maiden no terceiro dia do festival Metal Mania Festival, na Espanha. O repertório traz entre 17 e 19 canções, com shows de maior duração. No setlist, a banda exclui Push definitivamente, mantendo as outras duas canções, e traz de volta músicas da fase de Goldy na banda, além de Stargazer, do Rainbow.

Alguns outros festivais trazem o grupo fechando uma noite, enquanto por exemplo o Twisted Sister se encarrega do outro dia. As datas com o Iron Maiden e Motörhead em solo americano tem ótima lotação e duram dois meses, encerrando em 30.08, na Califórnia, mas a banda toca apenas cerca de 9 ou 10 canções, às vezes tocando apenas Rock & Roll do novo álbum. O retorno de Aldrich acaba não acontecendo, em função das melhores condições financeiras oferecidas por Coverdale e Cia, e o grupo segue para um novo trabalho de estúdio, não sem antes efetuar uma nova mudança na formação, nas 4 cordas. Esse e outros detalhes serão trazidos no próximo capítulo do baixinho de grande voz.

Para ver a nota dos redatores quanto ao álbum, fotos e vídeos especiais e mais informações do álbum, acesse a matéria original do Minuto HM. Aproveite e deixe um comentário lá para os autores.

http://minutohm.com/2013/03/02/discografia-homenagem-dio-parte-15-album-killing-the-dragon/

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Arte Musical
Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Loudwire: o pior álbum de 25 grandes bandas de rock e heavy metal, por Joe DivitaLoudwire
O pior álbum de 25 grandes bandas de rock e heavy metal, por Joe Divita

Lista: 50 grandes bandas de rock e heavy metal que são do estado de Nova YorkLista
50 grandes bandas de rock e heavy metal que são do estado de Nova York

Black Sabbath: 15 músicas perfeitas para apresentar a fase Dio para um inicianteBlack Sabbath
15 músicas perfeitas para apresentar a "fase Dio" para um iniciante

Dio: Autobiografia e HQ são anunciadas no BrasilDio
Autobiografia e HQ são anunciadas no Brasil

Ronnie James Dio: Wendy Dio chegou a pensar que ele era baixinho demais para elaRonnie James Dio
Wendy Dio chegou a pensar que ele era baixinho demais para ela

Bill Ward: Muita dificuldade de tocar músicas do Black Sabbath com Dio no vocalBill Ward
"Muita dificuldade de tocar músicas do Black Sabbath com Dio no vocal"

Dio: Não achei que ele fosse morrer, esposa detalha os últimos dias do vocalistaDio
"Não achei que ele fosse morrer", esposa detalha os últimos dias do vocalista

Black Sabbath: Vinny Appice acha que ele e Dio deveriam estar no RNR Hall Of FameBlack Sabbath
Vinny Appice acha que ele e Dio deveriam estar no RNR Hall Of Fame

Rudy Sarzo: por que ele recusou deixar Yngwie Malmsteen para tocar com DioRudy Sarzo
Por que ele recusou deixar Yngwie Malmsteen para tocar com Dio

Tony Iommi: ele jamais imaginou estar com Ronnie James Dio em uma bandaTony Iommi
Ele jamais imaginou estar com Ronnie James Dio em uma banda

Black Sabbath: em qual momento começou a treta de Dio com Iommi e GeezerBlack Sabbath
Em qual momento começou a treta de Dio com Iommi e Geezer

Ronnie James Dio: quando ele relatou ter visto OVNI ainda nos tempos de RainbowRonnie James Dio
Quando ele relatou ter visto OVNI ainda nos tempos de Rainbow

Sinal do Diabo: Geezer explica que Dio não criou, mas tornou o gesto famosoSinal do Diabo
Geezer explica que Dio não criou, mas tornou o gesto famoso

Black Sabbath: Geezer Butler fala sobre a saída do Dio, ele não precisava de nósBlack Sabbath
Geezer Butler fala sobre a saída do Dio, "ele não precisava de nós"

Sinal do Diabo: Geezer Butler diz que Dio copiou dele a ideiaSinal do Diabo
Geezer Butler diz que Dio copiou dele a ideia


Eu Sou Rock n' Roll: Top 10 do Heavy MetalEu Sou Rock n' Roll
Top 10 do Heavy Metal

Roadrunner: os melhores frontmen de todos os temposRoadrunner
Os melhores frontmen de todos os tempos

Ronnie James Dio: não sou satanista, disse em entrevista a Sam DunnRonnie James Dio
"não sou satanista", disse em entrevista a Sam Dunn


Death Metal: as 10 melhores bandas de acordo com a AOLDeath Metal
As 10 melhores bandas de acordo com a AOL

Lista: clássicos do rock e do metal que ninguém aguenta mais ouvir - Parte 1Lista
Clássicos do rock e do metal que ninguém aguenta mais ouvir - Parte 1