Adrenaline Mob: Russel Allen tirando onda de Mafioso pela banda

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Nathália Plá, Fonte: loudwire.com, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

Alguns fãs de música talvez conheçam Russell Allen como o vocalista do Symphony X, mas ele também tem feito barulho com o Adrenaline Mob, banda que também conta com as presenças do ex-baterista do Dream Theater, Mike Portnoy, do guitarrista Mike Orlando e do baixista do Disturbed, John Moyer.

Allen também é conhecido por vários fãs do Adrenaline Mob como "The Don", e ele faz jus ao nome ostentando um chapéu de mafioso no palco. Quando estivemos recentemente com o The Don em pessoa, ele nos falou sobre seu personagem. "Todo mundo adora, é como se eu pusesse esse chapéu idiota e viro o Batman ou coisa do tipo", destacou Allen. "É gozado, eu visto o casaco risca de giz e ponho o chapéu e todo mundo fica tipo, 'Uau'".

Ele seguiu dizendo, "Nessa banda eu realmente quis separar as coisas. Eu não queria ser conhecido como o Russell Allen from Symphony X, então a idéia no Mob foi essa - eu sou o frontman, eles estão me chamando de 'The Don'. Ok, eu vou entrar na brincadeira para que eu possa dar a essa banda sua própria identidade. O chapéu é tipo como a banda, de certa forma, não a banda toda, mas é a imagem e aquilo que me distingue e declara, 'Essa é a voz do Adrenaline Mob', porque eu não queria nenhum tipo de idéia preconceituosa do que seria, porque isso iria decepcionar todos esses fãs de progressivo".

Allen continua, "Eles esperavam que o Portnoy e eu fizéssemos algo como uma super mistura de Dream Theater com o Symphony X - eles são fãs muito leais e incríveis e foi algo triste para mim receber aquela onda de críticas porque eu não queria fazer mal a ninguém ou causar irritação ou algo do tipo. Eles têm de entender uma coisa, eu não faço isso para eles, eu faço essa música para mim, pelo que eu gosto, assim como o Mike Portnoy, assim como o [Mike] Orlando, assim como o John [Moyer] - estamos fazendo isso porque estamos nos divertindo e queríamos separar as coisas".

Quanto ao chapéu propriamente dito, Allen profetiza, "Todos me falam a mesma coisa, que eles adoram o chapéu. Eu sei que é só um acessório, mas sou eu, ele é meu, eu uso, eu preciso - então estou com ele para o bem e para o mal. Esse é o Don - eu aceito isso".

The Don também admite que seu chapéu é uma das poucas coisas que ele definitivamente precisa levar na turnê. "É o bendido chapéu, eu tenho de levar. Eu tenho alguns de reserva mas esse é o que há", diz Allen. "Eu lhe digo uma coisa, eu não preciso de nada além de café, meu microfone, e pelo menos calças - acho que nem preciso de calças na verdade - meu chapéu, café, microfone e acho que consigo fazer o show. Provavelmente farei isso um dia, aparecer no palco de roupa de baixo".


Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal


GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Adrenaline Mob"


Portnoy: Não precisa de uma calculadora para se divertirPortnoy
"Não precisa de uma calculadora para se divertir"

Metal Hammer: as dez piores capas de 2012Metal Hammer
As dez piores capas de 2012


Lynyrd Skynyrd: a história da espetacular Simple ManLynyrd Skynyrd
A história da espetacular "Simple Man"

Iron Maiden: O que a equipe consome quando vai a um pub?Iron Maiden
O que a equipe consome quando vai a um pub?


Sobre Nathália Plá

Mineira de Belo Horizonte, nasceu e cresceu ouvindo Rock por causa de seu pai. O som de Pink Floyd e Yes marcou sua infância tanto quanto a boneca Barbie, mas de uma forma tão intensa que hoje escutar essas bandas lhe causa arrepios. Ao longo dos anos foi se adaptando às incisivas influências e acabou adquirindo gosto próprio, criando afinidade pelo Hard Rock e Heavy Metal. Louca e incondicionalmente apaixonada por Bon Jovi, não está nem aí pras críticas insistentes dirigidas à banda. Deixando a emoção de lado e dando ouvidos à técnica e qualidade musical, tem por melhores bandas, nessa ordem, BlackSabbath, Led Zeppelin, Deep Purple, Metallica e Dream Theater. De resto, é apenas mais uma apreciadora do bom e velho Rock'n'roll.

Mais matérias de Nathália Plá no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336