Sebastian Bach: não entendo porque os fãs vivem do passado

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Samuel Coutinho, Fonte: Metal da Ilha
Enviar correções  |  Ver Acessos

O ex-vocalista do SKID ROW, Sebastian Bach foi entrevistado recentemente pelo "The Classic Metal Show", que pode ser ouvido ao vivo aos sábados às 21:00-03:00 no TheClassicMetalShow.com. Confira alguns trechos retirados da entrevista feita pelo programa, com o vocalista Sebastian Bach.

Sobre se ele sente que seu último álbum solo, "Kicking & Screaming", tem crédito suficiente por parte da comunidade rock e de seus fãs:

Bach: "Sim. Para ficar na parada da Billboard novamente é crédito suficiente para mim, eu gosto de estar nas paradas. É legal que eu posso lançar um álbum que concorra nas paradas hoje e sempre, eu não estou tentando forçar ninguém a lembrar do passado;... que é o oposto do que eu estou tentando fazer, eu não quero fazer isso. Eu não entendo este fator nostálgico que os fãs de rock and roll em geral tem. Quando o álbum ¨Skid Row¨ saiu em 1989, nós não ficamos cantando músicas de 20 anos atrás, nós cantávamos músicas que acabávamos de escrever, que é o que eu estou fazendo hoje... é o que eu sempre fiz, então eu não entendo toda essa concepção".

Sobre se ele seria capaz de fazer turnês sem tocar qualquer material do Skid Row:

Bach: "Bem, o que eu iria tocar? Ozzy Osbourne? Se o material é meu, é o que eu vou fazer. Isso é como dizer ao Vince Neil, quando ele faz seus shows solo, que ele não tocasse nada do MÖTLEY CRÜE. Eu não inventei a indústria da música. Eu pego um repertório e então eu faço os shows e eu toco minhas músicas, como qualquer outro cantor".

Sobre se sua amizade com seus ex-companheiros de banda foi reparada desde que ele foi fotografado, em outubro, saindo com o guitarrista do Skid Row, Dave "Snake" Sabo, depois do show do DUFF MCKAGAN'S LOADED:

Bach: "Eu não tenho nada contra qualquer um dos membros do Skid Row. Falei com Snake e Scotti (Hill, guitarra) e Rob (Affuso, bateria) nos últimos anos e não tenho nada contra eles. Eu não falo com o baixista (Rachel Bolan) cerca de 16 ou 17 anos. Eu não sei como é possível ficar com raiva de alguém por algo que aconteceu há 17 anos. É tudo diferente e as pessoas estão diferentes. Eu, eu mesmo, se eu fiquei bravo com o baixista há 17 anos, eu não me lembro sobre o que foi (risos). Deixe-me repetir: 17 anos é muito tempo. Então, se alguém colocasse uma arma na minha cabeça e perguntasse: 'Por que você está puto com o baixista do Skid Row?'. Eu não seria capaz de responder, porque foi há 17 anos atrás (Risos)".


Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal


GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Sebastian Bach"Todas as matérias sobre "Skid Row"


Sebastian Bach: Vinnie Paul amava viver e merecia ter envelhecidoSebastian Bach
"Vinnie Paul amava viver e merecia ter envelhecido"

Rachel Bolan: nós despedimos Sebastian BachRachel Bolan
"nós despedimos Sebastian Bach"


Slipknot: Corey Taylor não tem a cara limpa por baixo da máscaraSlipknot
Corey Taylor não tem a cara limpa por baixo da máscara

Church of Satan: A maioria dos músicos de Black Metal são cristãosChurch of Satan
"A maioria dos músicos de Black Metal são cristãos"


Sobre Samuel Coutinho

Nascido no interior de SP no dia 15/12/1986, em uma cidade chamada Ilha Solteira, Samuel Coutinho se entregou ao heavy metal logo na adolescência. Seu forte sempre foi o heavy metal melódico, variando desde o prog-metal até ao power-metal.

Mais matérias de Samuel Coutinho no Whiplash.Net.

adGoo336