Eric Singer: "vocês devem ficar felizes por existir um Kiss!"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Samuel Coutinho, Fonte: Metal da Ilha
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 11/06/13. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Samuli Vaananen da rádio finlandesa Nova, conduziu uma entrevista recente com o baterista do KISS, Eric Singer, quando a banda tocou em Helsinki, no dia 3 de junho. Confira um trecho da conversa.

3765 acessosPaul Stanley: "guitarristas não aprendem a fazer base"5000 acessosExcessos: como os rockstars gastam os seus milhões

Questionado em toda a conversa sobre se algum dia o Kiss poderia existir sem nenhum dos membros originais, Singer disse: "Olha, eu aprendi na vida - não apenas com o Kiss, mas com a vida - apenas viver um dia de cada vez".

Ele continuou: "A única coisa interessante que eu sempre acho que as pessoas vão perguntar, não apenas os entrevistadores, mas os fãs em geral, mesmo você estando em turnê, como estamos aqui hoje... em 2013, fazendo um show em Helsinki, todo mundo quer te perguntar o que vai acontecer amanhã? coisa do tipo... bem, o que falar de hoje? Ou todos eles querem te perguntar sobre o passado. Quer dizer, você não pode mudar o passado e você não sabe necessariamente o que vai acontecer no futuro, mas sabemos que uma coisa é certa: estamos aqui hoje e vamos tocar e fazer um grande show. Então eu tento aprender a ter essa atitude de viver o momento, viver o dia de hoje. Eu não estou dizendo que você não tem que pensar no amanhã, mas você não precisa se preocupar com o amanhã. Ontem se foi, amanhã você não sabe o que vai acontecer. Então, basta viver um dia de cada vez, tentar aprender a viver o momento. E eu acho que isso é importante para todo mundo..."

Ele acrescentou: "Ei, poderia não haver um Kiss neste momento, para que as pessoas pudessem reclamar 'Eu não gosto disso', ou 'Eu não gosto daquilo', 'Eles devem tocar essa música', ou 'Eu só quero a banda original', a questão é a forma que o Kiss é hoje, em 2013. Estejam felizes que existe uma versão do KISS e que está aí fazendo turnês".

"Ei, nós temos muita paixão e carinho, tanto quanto a banda já teve ou jamais poderia ter, e isso é o que importa. Se não tivéssemos isso, não estaríamos aqui. Eu quero dizer, Gene (Simmons) e Paul (Stanley) não precisam do dinheiro. Eles não precisam disso. Eles fazem isso porque amam".

A entrevista (em inglês) pode ser conferida em duas partes, através do player que se encontra na fonte original desta matéria no link abaixo.

http://blabbermouth.net/news.aspx?mode=Article&newsitemID=19...

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Paul StanleyPaul Stanley
"Guitarristas não aprendem a fazer base"

457 acessosAce Frehley: "Anomaly" ganha versão deluxe; ouça música inédita749 acessosKiss: bicicleta de triathlon em edição limitada0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Kiss"

KissKiss
Gene Simmons diz que a banda vai continuar mesmo sem ele e Paul

Scott IanScott Ian
Guitarrista conta quando parou de ser fã do Kiss

PanteraPantera
O luxo da turnê sul-americana com o Kiss em 1997

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Kiss"

ExcessosExcessos
Como os rockstars gastam os seus milhões

BaixosBaixos
Como conservar e recuperar as cordas do instrumento

SkankSkank
Banda foi enganada ao participar de programa da Xuxa

5000 acessosHair Metal: Os maiores cabelos da história do rock pesado5000 acessosSeparados no nascimento: Ian Hill e Stênio Garcia5000 acessosBlack Metal: o cotidiano fascinante dos fãs adolescentes5000 acessosSlash: Falando sobre seus filmes preferidos5000 acessosMotorhead: a opinião de Lemmy sobre Viagra, Hendrix e velhice5000 acessosMetallica e Pink Floyd: entre os preferidos da bandidagem

Sobre Samuel Coutinho

Nascido no interior de SP no dia 15/12/1986, em uma cidade chamada Ilha Solteira, Samuel Coutinho se entregou ao heavy metal logo na adolescência. Seu forte sempre foi o heavy metal melódico, variando desde o prog-metal até ao power-metal.

Mais matérias de Samuel Coutinho no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online