Corey Taylor: "religiões criam uma mentalidade de gado"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Nacho Belgrande, Fonte: Playa Del Nacho
Enviar Correções  

Tal como pode se esperar de um cara que é líder tanto do SLIPKNOT como do STONE SOUR, COREY TAYLOR, não tem papas na língua quando se trata de emitir sua opinião. Mesmo quando isso significa bulir com uma instituição sagrada como, bem, a instituição sagrada original: a religião organizada.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Enquanto falava de seu livro, "A Funny Thing Happened On the Way to Heaven" com a Rolling Stone, Taylor explicou sua abordagem sobre a religião nos EUA. "Esse livro não ataca as pessoas que tem fé verdadeira e levam suas vidas de acordo com ela. Trata-se de religião organizada e o que ela faz com as pessoas", disse ele. "Há de fato uma mentalidade de gado rolando. As pessoas se amontoam em grandes grupos e se submetem a linhas demasiadamente horrendas de pensamento."

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Apesar de ser ateu, Taylor permanece fascinado por fantasmas, o que é uma contradição sobre a qual ele discorre em seu livro. "Sou eu tentando entender como é que posso ter essa crença profunda no sobrenatural e no paranormal e ainda ser um ateu totalmente assumido, entende? Então sou eu tentando achar uma nova maneira de compreender o que são essas coisas", disse ele ao site Artisan News. "O livro foi concebido especificamente para emputecer muita gente, e eu acho que ele vai fazer isso mesmo."

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Sabaton: Exército brasileiro retribuiu homenagem da banda suecaSabaton
Exército brasileiro retribuiu homenagem da banda sueca

Gigwise: as capas mais polêmicas dos anos 2000Gigwise
As capas mais polêmicas dos anos 2000


Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.

Goo336 Cli336 GooInArt Goo336