Black Sabbath: "Nos achávamos um mix de Floyd com Beatles e LSD"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Nacho Belgrande, Fonte: Playa Del Nacho
Enviar correções  |  Ver Acessos

O BLACK SABBATH repassa a criação e concepção de seus maiores álbuns na nova edição da revista musical inglesa UNCUT, que chega ás bancas nesta sexta-feira, 23 de maio.

Serguei a Morrison: Os estranhos relacionamentos de Janis JoplinDoentio: Black Metal composto apenas com gritos de pacientes loucos

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

OZZY OSBOURNE, TONY IOMMI e GEEZER BUTLER discutem sobre as drogas, o programa televisivo Top Of The Pops na BBC, o 'Natal de Satanás' e suplantar os EAGLES, enquanto revisitaram trocam anedotas sobre as gravações de seus álbuns desde os anos 70 até '13', do ano passado.

"'Paranoid' foi de quatro canais para dezesseis. Dezesseis canais!", diz Osbourne. "A tentação era brincar com os efeitos; achávamos que éramos uma mistura de Pink Floyd com Beatles e LSD, entende? Eu tinha dinheiro para tomar um banho e passar algo cheiroso no corpo. Foi simplesmente um grande período da minha vida. Os primeiros são sempre os melhores."




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Black Sabbath"


Black Sabbath: mais uma do Tony Iommi pra cima do pobre Bill WardBlack Sabbath
Mais uma do Tony Iommi pra cima do pobre Bill Ward

Wikimetal: Top 11 Músicas que fazem arrepiarWikimetal
Top 11 Músicas que fazem arrepiar


Serguei a Morrison: Os estranhos relacionamentos de Janis JoplinSerguei a Morrison
Os estranhos relacionamentos de Janis Joplin

Doentio: Black Metal composto apenas com gritos de pacientes loucosDoentio
Black Metal composto apenas com gritos de pacientes loucos


Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.

adGoo336