Corey Taylor: "Músicas de merda" são inspiração para o cantor

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Diogo de França Santos, Fonte: Metal Hammer, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

Corey Taylor disse que "música moderna de merda" o inspira no processo criativo com o SLIPKNOT e o STONE SOUR.

Rock Brasileiro da Década de 70Duff McKagan: Anestesias não funcionam mais no baixista

O vocalista das duas bandas disse que jovens músicos devem tocar ao vivo o quanto for possível e não utilizarem computadores para soarem bem.


Taylor disse para a Indie Power: "Ouvindo todas as 'músicas de merda' que estão por aí me inspira o suficiente para fazer novas músicas. Contanto que você fazendo pelas mesmas razões que você tinha com 13 anos, inspiração pode vir de qualquer lugar. Nós todos continuamos muito apaixonados sobre onde nossas vidas estão, nós ainda experimentamos perdas, arrependimento e dor. Então a vida é inspiração suficiente para qualquer um."

E perguntado sobre qual seria seu conselho para as novas bandas, ele adiciona: "Eu digo isso para todas as novas bandas, a coisa que eles devem realmente aprender é como fazer ao vivo, fazer de verdade, fazer no palco, cometer erros, tocar na frente de cinco pessoas."

"Lembrar você mesmo do porque de tocar música em primeiro lugar. Muitas pessoas apenas ficam no computador e deixam-no fazer o trabalho para eles ao invés de realmente aprenderem a se virar. Então, aprenda como fazer de verdade e faça para uma audiência."



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Slipknot"Todas as matérias sobre "Stone Sour"Todas as matérias sobre "Corey Taylor"


Taylander8: Slipknot Nutella Vs. RaizTaylander8
Slipknot Nutella Vs. Raiz

Slipknot: a banda seria realmente um plágio do Mushroomhead?Slipknot
A banda seria realmente um plágio do Mushroomhead?


Rock Brasileiro da Década de 70Rock Brasileiro da Década de 70

Duff McKagan: Anestesias não funcionam mais no baixistaDuff McKagan
Anestesias não funcionam mais no baixista


Sobre Diogo de França Santos

Diogo Santos, 21 anos, estudante de Marketing, paulistano, apaixonado por música, amante do heavy metal e suas vertentes, guitarrista quando lhe convém, frequentador de shows. Thrash metal é vida, ou morte, dependendo da sua visão. "You can't kill the metal, the metal will live on".

Mais matérias de Diogo de França Santos no Whiplash.Net.