Matérias Mais Lidas

imagemPaul McCartney lista os cinco músicos que formariam sua banda dos sonhos

imagemMarcello Pompeu, em busca de emprego, pede ajuda a seguidores

imagemGene Simmons faz passagem de som antes de show do Kiss com roupa inusitada

imagemRegis Tadeu explica porque o vinil e o Spotify vão despencar e o CD vai bombar

imagemMax Cavalera e o conselho dado por Ozzy Osbourne: "ambos nos sentimos traídos"

imagemBill Hudson comenta sobre falta de público de Angra e outras bandas nos EUA

imagemJames Hetfield se emociona profundamente no show de BH e é amparado pelos amigos e fãs

imagemDez grandes músicas do Iron Maiden escritas pelo vocalista Bruce Dickinson

imagemConheça a "melhor banda com as melhores músicas" para Robert Smith, do The Cure

imagemQueen e a artimanha infantil de Roger Taylor pra ganhar mais dinheiro que os outros

imagemMax Cavalera é criticado por ucranianos pelo apoio a Rússia em 2014

imagemDave Mustaine mostra a forma curiosa como se aquece antes de um show do Megadeth

imagemAbba e a imensa importância do Deep Purple na sonoridade de suas músicas clássicas

imagemA faixa do clássico "Exile on Main St." que os Stones só tocaram uma vez ao vivo

imagemBlind Guardian divulga capa, nomes e duração das faixas de seu novo álbum


Stamp

Cynic: ex-membros do Death falam de sua sexualidade pela 1ª vez

Por Durr Campos
Fonte: Blabbermouth.net
Em 09/05/14

Paul Masvidal e Sean Reinert, guitarrista/vocalista e baterista, respectivamente, do CYNIC e ambos ex-DEATH, que são gays, falaram publicamente pela primeira vez sobre sua sexualidade no contexto do trabalho deles na música.

Masvidal, hoje aos 43 anos de idade, assumiu aos seus amigos e familiars em 1991, e mais tarde começou a frequenter bares de drag-queens e boates gays quando estava em turnê. "Uma coisa é você assumir ali entre seus colegas de banda porque ‘bancar o gay’ é ousado. Outra coisa é viver isso de fato."

Já Reinert, 42 anos, levou um tempo maior para assumir. "Eu sabia que, secretamente, queria ir àqueles bares e boates também. Mas lá atrás, meu estereótipo do que era o gay envolvia caras travestidos ou os que gostavam de usar aquelas camisetinhas coladas. Eu não tinha nenhum modelo realmente masculino no metal."

Ele completou: "Eu tive um encontro com um cara idiota que escreveu depois sobre isso em um blog. Daí por anos, se você digitasse no Google o meu nome, a segunda coisa que aparecia após ‘Sean Reinert baterista’ era ‘Sean Reinert Gay’".

Masvidal e Reinert admitiram ao jornal Los Angeles Times que estavam bem nervosos sobre assumirem-se em público. "Haverá com certeza alguma reação sobre isso, mas o que importa é sermos honestos", disse Masvidal. "Os gays estão em todas as partes, realizando todos os tipos de trabalho, tocando todos os estilos musicais e nós sempre fizemos isso também", completou Reinert. "Levou um bom tempo para eu ter a coragem suficiente de dizer, ‘se você tem problema com isso, então jogue fora os discos que eu gravei. Isso é problema seu, não meu.’"

O Cynic – hoje formado, além de Masvidal e Renert pelo baixista Sean Malone – lançou seu último álbum "Kindly Bent To Free Us" em 14 de fevereiro deste ano pela gravadora Season Of Mist.

Masvidal e Reinert continuam em turnê com o DEATH TO ALL, projeto que traz em sua formação ex-membros do Death dos tempos do álbum "Human" (Masvidal, Reinert e o baixista Steve DiGiorgio), além do convidado especial Max Phelps do CYNIC/EXIST nas guitarras e vocais, tocando material da banda de Chuck Schuldiner dos quatro primeiros álbuns.

Leia mais em
http://www.blabbermouth.net/news/cynicex-death-members-paul-masvidal-sean-reinert-publicly-discuss-their-sexuality-for-first-time/#XAJjAMifCJyID8YL.99

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Os 50 melhores álbuns lançados em 2021, na opinião dos leitores da Metal HammerOs 50 melhores álbuns lançados em 2021, na opinião dos leitores da Metal Hammer

Cynic: assista "Diamond Light Body", videoclipe do álbum lançado nesta sexta-feira

Cynic: ouça "Ascencion Codes", quarto álbum da banda, lançado nesta sexta-feira

Rock e metal: 10 álbuns de destaque lançados nesta sexta-feira (26/11) para você ouvirRock e metal: 10 álbuns de destaque lançados nesta sexta-feira (26/11) para você ouvir

Cynic: confira "In A Multiverse Where Atoms Sing", faixa do próximo álbum de estúdio


Sean Reinert: doação de órgãos do batera do Cynic foi rejeitada por ele ser gay

Metal Progressivo: os 25 melhores álbuns de todos os tempos



Sobre Durr Campos

Graduado em Jornalismo, o autor já atuou em diversos segmentos de sua área, mas a paixão pela música que tanto ama sempre falou mais alto e lá foi ele se aventurar pela Europa, onde reside atualmente e possui família. Lendo seus diversos artigos, reviews e traduções publicados aqui no site, pode-se ter uma ideia do leque de estilos que fazem sua cabeça. Como costuma dizer, não vê problema algum em colocar para tocar Napalm Death, seguido de algo do New Order ou Depeche Mode, daí viajar com Deep Purple, bailar com Journey, dar um tapa na Bay Area e finalizar o dia com alguma coisa do ABBA ou Impetigo.

Mais matérias de Durr Campos.