Matérias Mais Lidas

Slipknot: campeã do BBB diz que Corey Taylor já pediu nudes dela; saiba reaçãoSlipknot
Campeã do BBB diz que Corey Taylor já pediu nudes dela; saiba reação

Guns N' Roses: a reação de Slash ao ouvir a voz de Axl Rose pela primeira vezGuns N' Roses
A reação de Slash ao ouvir a voz de Axl Rose pela primeira vez

Iron Maiden: Bruce Dickinson conta o lugar que mais deseja que a banda faça um showIron Maiden
Bruce Dickinson conta o lugar que mais deseja que a banda faça um show

Eric Clapton: detonado por Ginger, Alex Skolnick e outros; uma vez FDP, sempre FDPEric Clapton
Detonado por Ginger, Alex Skolnick e outros; "uma vez FDP, sempre FDP"

Doutrinador: Bruce usa camiseta de anti-herói brasileiro para falar sobre novo álbumDoutrinador
Bruce usa camiseta de anti-herói brasileiro para falar sobre novo álbum

Iron Maiden: dez músicas lado b que todos deveriam ouvir ao menos uma vez na vidaIron Maiden
Dez músicas "lado b" que todos deveriam ouvir ao menos uma vez na vida

Angra: Supla realmente ajudou a montar a banda? Luis Mariutti esclarece históriaAngra
Supla realmente ajudou a montar a banda? Luis Mariutti esclarece história

Iron Maiden: loja pode ter revelado o nome de segundo single de SenjutsuIron Maiden
Loja pode ter revelado o nome de segundo single de "Senjutsu"

Guns N' Roses: o conselho que Bowie deu para Slash, quando o guitarrista era doidãoGuns N' Roses
O conselho que Bowie deu para Slash, quando o guitarrista era doidão

AC/DC: garotinho de 8 anos vai para a final com Back in BlackAC/DC
Garotinho de 8 anos vai para a final com "Back in Black"

Andreas Kisser: parar de beber foi uma das melhores decisões que ele já tomouAndreas Kisser
Parar de beber foi uma das melhores decisões que ele já tomou

Accept: Fui totalmente contra a tirar o Udo da banda! (vídeo)Accept
"Fui totalmente contra a tirar o Udo da banda!" (vídeo)

Ozzy Osbourne: os 20 maiores cantores de todos os tempos, na opinião deleOzzy Osbourne
Os 20 maiores cantores de todos os tempos, na opinião dele

Utilidade pública: músicas para incomodar vizinhos que ouvem sertanejo no último volumeUtilidade pública
Músicas para incomodar vizinhos que ouvem sertanejo no último volume

Cannibal Corpse: Alex Webster revela que sofre de raro distúrbio neurológicoCannibal Corpse
Alex Webster revela que sofre de raro distúrbio neurológico


Stamp

Vinil: compradores de prensagens novas são hipsters modistas?

Por Nacho Belgrande
Fonte: Playa Del Nacho
Em 02/05/14

O texto abaixo é um desabafo bastante bem elaborado do músico canadense DANKO JONES a respeito da relação atual que os hipsters e modistas têm como os discos de vinil [manja aqueles Aparecidos da Silva que, mesmo beirando 50 anos na cara, compram vinis coloridos para tirarem ‘selfies’ e a postarem nas redes sociais ao lado do toca-discos Made In China que ele jura efetuar uma reprodução fidelíssima e se vangloria da desgraça – que ele acha ser glória – de possuir um cabo USB? Esse mesmo].

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Original confeccionado para o site do jornal estadunidense HUFFINGTON POST

"À medida que nosso acesso à música tornou-se mais fácil, eu tenho observado silenciosamente às pessoas atendo-se bravamente ao vinil como mídia apesar de fechamentos de lojas e o implacável avanço da era digital. Enquanto é digno de nota salvar um formato idoso mediante a tentadora conveniência, eu não consigo deixar de notar a diferença em como eu consumi o vinil e como ele é visto hoje.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O advento do compact disc digital líquido proveu às gravadoras condições para crescerem muito da metade dos anos 80 até o fim dos anos 90. Quase que da noite para o dia, o consumidor de discos foi assediado com uma infinidade de mercadorias falsamente inflacionadas. Os discos de vinil que custavam de US$7.99 a US$10.99 eram estocados ao lado de seus equivalentes sonicamente superiores, os CDs, por de US$17.99 a US$24.99.

Os títulos de catálogo subiram ainda mais, por vezes até a US$44.99 cada. Os cofres das gravadoras estouravam enquanto as pessoas se matavam para atualizar suas coleções de discos ao recomprarem o que eles já possuíam. Quando a indústria apresentou a palavra ‘remastered’, esta pôde esfolar aos incautos uma terceira vez. Em seis anos desde sua chegada, os CDs fizeram dos discos de vinil algo tão obsoleto como fitas Betamax e os varreram das prateleiras de lojas de discos.

Foi também um período de expansão em outro sentido para pessoas como eu – afetados por uma sede insaciável de ouvir tanta música quanto fosse possível, contudo impedidas por restrições financeiras. Já que eu não tinha como pagar os pesados US$19.99 da etiqueta que a indústria fonográfica pedia por lançamento em CD, foi fortuitamente que todos que podiam pagar aquele preço decidiram descarregar suas coleões de vinil nas lojas de discos usados a um décimo do preço. Era aí que eu entrava, e por US$20, saía dela com três ou quatro discos debaixo do braço. Gradualmente, como o passar do tempo, eu pude acumular uma coleção substancial de música a um quarto do preço.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Eu sempre notei que havia basicamente dois tipos de consumidores de música: 1] pessoas que compravam discos porque precisavam ouvir música e 2] pessoas que compravam discos porque parecia legal, especialmente ao lado de seus canapés, aparadores ou armários. O primeiro grupo escutava sua música em aparelhos com rádio AM em alto-falantes da primeira geração de walkmans, qualquer coisa que os possibilitasse ouvir música, enquanto o segundo grupo não seria flagrado nem morto com qualquer coisa inferior a uma aparelhagem de ponta.

Eu também notei a correlação incrivelmente inversa entre a coleão de discos de alguém e seu equipamento para ouvi-la. Na maioria das vezes, quanto melhor a aparelhagem, menor a coleção de discos/CDs para se tocar nela. O objetivo para mim nunca foi ouvir música no melhor ‘equipamento estereofônico’ com ‘agulha de pedras lunares’, mas simplesmente ouvir tanta música como fosse humanamente possível antes de eu ficar surdo.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Comprar discos era parte de uma rotina da qual, para a maioria dos colecionadores de discos, tornou-se a parte mais importante de suas vidas depois de respirar e comer. Havia geralmente um dia específico da semana ou do mês no qual você ia a certas lojas. Isso vinha acompanhado da sensação de ansiedade durante o percurso até lá, o batimento cardíaco elevado ao entrar, o pico explosivo quando aquele item longamente procurado era comprado, e depois uma parada para comer pós-compras.

Eu tenho ouvido o argumento que o revival do vinil trata-se da urgência coletiva de se retornar ao ‘orgânico’ e voltar ‘ao que é real’. Os discos de vinil são feitos de cloreto de polivinil, que é o terceiro tipo de plástico mais usado no mundo. Isso não soa lá muito ‘orgânico’ para mim. Se isso não bastasse, a porra ainda vem lacrada à vácuo em, isso mesmo, mais plástico. É como manter uma banana sem casca em um saco de lacre zip.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

OK, eu admito, eu ainda compro vinil em recaídas ocasionais [já comprei três discos essa semana] mas meu problema com essa recente fetichização do vinil tem mais a ver com o modo que o disco é tratado e visto do que como ele é comprado. Os discos de vinil não são peças de mobília para serem pendurados nas paredes como se fossem barômetros para hipsters. Afora as exceções colecionáveis, o vinil deveria ser arranhado, marcado, gasto, arranhado e [nossa!] TOCADO! Se você conseguir usar uma cópia usada arranhada de "Abbey Road" dos Beatles por 5 pilas, ela vai conter mais personalidade e charme do que sua cópia recém-prensada de US$32 vendida na Urban Outfitters.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

E não se sinta mal se você ainda não comprou seu toca-discos ultramoderno de tecnologia de última geração. A menos que você seja um über-audiófilo, o que importa como a música é ouvida desde que ela seja ouvida? Eu tenho escutado música a minha vida toda, passei muitos dias nos melhores estúdios de gravação do mundo, e ainda não sei notar a diferença entre um MP3 e uma trilha de vinil. Talvez eu já tenha ficado surdo ou talvez eu ache a postura audiófila opressiva demais.

Pelo lado bom, com as coleções de vinil decolando novamente, as pessoas comecem a se desfazer de suas coleções de CD e eu estou babando nelas com brilho nos olhos do mesmo modo que alguns olham com cédulas de US$5 para strippers em uma boite.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Eu não me importo com o modo que você embala a música, desde que haja música para eu comprar."

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Pentral
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Queensryche: La Torre diz que odeia a indústria e que vida de músico não é fácilQueensryche
La Torre diz que odeia a indústria e que vida de músico não é fácil

Lou Ottens: morre aos 94 anos o criador da fita cassete e um dos inventores do CDLou Ottens
Morre aos 94 anos o criador da fita cassete e um dos inventores do CD

Epica: o que Mark Jansen achou da desilusão de Marko Hietala com a indústria musicalEpica
O que Mark Jansen achou da desilusão de Marko Hietala com a indústria musical

Rainbow: irritadíssimo, Ronnie Romero detona indústria musicalRainbow
Irritadíssimo, Ronnie Romero detona indústria musical


Povo compra, mas não ouve: fim da moda do vinil pode estar pertoPovo compra, mas não ouve
Fim da moda do vinil pode estar perto

Música: 13 fatos estarrecedores sobre a atual indústriaMúsica
13 fatos estarrecedores sobre a atual indústria

Áudio: Você realmente sabe como escutar sua música? - Parte IÁudio
Você realmente sabe como escutar sua música? - Parte I


Slipknot: Corey Taylor explica porque o mundo pop não suporta o Heavy MetalSlipknot
Corey Taylor explica porque o mundo pop não suporta o Heavy Metal

Anthrax: Scott Ian apresenta a solução para o Phil AnselmoAnthrax
Scott Ian apresenta a solução para o Phil Anselmo


Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande.