Scott Weiland: ele não perde a chance de alfinetar o STP

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Fernando Portelada, Fonte: Ultimate Classic Rock, Tradução
Enviar Correções  

A decisão do STONE TEMPLE PILOTS de continuar sem o vocalista Scott Weiland não caiu muito bem para o afastado músico, mas ele pode rir por último ao fim dessa empreitada. Em uma nova entrevista, Weiland não pode deixar de apontar as fracas vendas do primeiro trabalho do grupo com seu substituto, Chester Bennington, do LINKIN PARK, um EP chamado "High Rise".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Eles fizeram um álbum e vendeu 35.000 unidades", contou Weiland ao Chill. "Foi meio que inacreditável, considerando que o STP já vendeu 40 milhões. Estou certo de que a banda de Chester vendeu praticamente a mesma quantidade. Isso não funcionou. As pessoas não estão comprando."

Quando ele foi perguntado se ele consegue ver um cenário onde estaria de volta ao seu velho grupo, Weiland decidiu manter suas apostas bem vagas: "Estou realmente comprometido com o que estou fazendo agora", disse. "Há memórias dessa época que sempre estarão perto do meu coração, mas quanto a voltar a fazer algo com o STP? É difícil de dizer. Aprendi a nunca dizer nunca nesta indústria, mas neste ponto, estou 100% focado em minha banda, os WILDABOUTS, fazendo um novo disco e sendo o líder desta banda."

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Ainda assim, por mais que esteja "100% focado" em seu novo projeto, ele disse no último mês que adoraria se reunir com o VELVET REVOLVER "só para tocar uns festivais. Você sabe, para fazer um dinheiro fácil."

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Grunge: por que as músicas do estilo trazem tanta angústia, segundo Eddie VedderGrunge
Por que as músicas do estilo trazem tanta angústia, segundo Eddie Vedder


Scott Weiland: cheguei a gastar U$ 90 mil por mês em reabilitaçãoScott Weiland
"cheguei a gastar U$ 90 mil por mês em reabilitação"

Grunge: quem realmente abriu a porta para o gênero entrar?Grunge
Quem realmente abriu a porta para o gênero entrar?


Guns e Sabbath: semelhança entre Zero the Hero e Paradise CityGuns e Sabbath
Semelhança entre "Zero the Hero" e "Paradise City"

Pink Floyd: tudo sobre Another Brick in the WallPink Floyd
Tudo sobre "Another Brick in the Wall"


Sobre Fernando Portelada

25 anos, Blogger, Podcaster, Gamer, Leitor de Quadrinhos, Ouvinte de Rock, Jornalista, e chato acima de tudo. Ouviu Imaginations From The Other Side do Blind Guardian aos 13 anos, emprestado por um amigo de escola. Ainda é um de seus álbuns preferidos.

Mais matérias de Fernando Portelada no Whiplash.Net.

GooAdHor Goo336 Cli336