Asif Adnan: suspeito de terrorismo é vocalista de banda de Death

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Roberto Ferreira Jr., Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar Correções  

De acordo com o The Telegraph, o homem que foi preso em Bangladesh por ser um suposto voluntário do auto-entitulado Estado Islâmico era um vocalista da banda de Death Metal JAHILIYYAH.

Black Sabbath: o dia em que Tony Iommi quase matou Bill Ward

Solos: Alguns dos mais bonitos do Heavy Metal

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Asif Adnan, 26 anos, foi preso em Bangladesh depois que ele e outro homem, Fazle Elahi Tanzil, foram recrutados por Samiun Rahman, um controlador de tráfego de táxis londrino de 24 anos, para viajar para a Síria para se unir aos militantes do Estado Islâmico. Os três serão sentenciados à prisão perpétua se condenados.

A família de Adnan apresentou um pedido de fiança onde o descreve como tendo um "histórico acadêmico e cultural brilhante", possuindo um diploma com méritos em economia. Sua família aponta "rivalidades culturais" como causa de sua prisão "baseada em informações sem embasamento e implicando-o em um caso infundado com a intenção de destruir sua carreira, futuro e para perturbar ele e sua família".

Detetives declaram ter interceptado mensagens de texto de Adnan para Tanzil nas quais Adnan falou sobre o seu desejo de se unir à "Jihad".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Eu só quero estar na terra da Jihad. Entre os jihadistas. Vivendo a vida apenas para Alá" ele é acusado de ter escrito. Ele também estava tentando resolver para onde viajar dependendo de qual grupo jihadista o aceitaria: "Se for de Nusra, então provavelmente para Khorasan" ele supostamente escreveu, "Se for a AQIS (Al Qaeda na região indiana) então o foco é em Burma, não sei dos detalhes sobre isso".

Adnan, que formou o JAHILIYYAH em 2010, disse à Roads e Kingdoms anteriormente em 2010 que sua música e sua fé são compatíveis. "Eu sou um muçulmano e sigo as regras da minha religião", disse ele. "Mas isso não me impede de viver a paixão pelo metal, e manter a mente aberta. Você não acha que o metal é universal hoje em dia?".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Ele adicionou: "O fato de eu ser um muçulmano não afeta a qualidade da minha música. Pense nos indianos por exemplo: você acredita que o metal deles é mais interessante por eles serem hindus? E sobre os europeus? Cristianismo não faz a sua música melhor ou pior. Metal é uma linguagem global e nós bengalis somos orgulhosos por adicionar o nosso estilo ao gênero".

Adnan também lamentou o fato de bandas estrangeiras geralmente evitarem Dhaka, a capital de Bangladesh quando eles excursionam pelo sul da Ásia, preferindo as grandes plateias da Índia metropolitana como Deli e Bangalore. "Na Índia, os fãs são mais afortunados - eles viram METALLICA, LAMB OF GOD, INCANTATION" falou Adnan. "Ninguém vem pra cá. Mesmo no Nepal a cena é melhor que a nossa. NAPALM DEATH tocou recentemente em Kathmandu. E esqueça a ideia de ir ao exterior. Quase parece que ser um Bengali é um pecado mortal."

NOTA: Bengali é um grupo étnico de Bengala, um território dividido entre Índia e Bangladesh.




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Black Sabbath: o dia em que Tony Iommi quase matou Bill WardBlack Sabbath
O dia em que Tony Iommi quase matou Bill Ward

Solos: Alguns dos mais bonitos do Heavy MetalSolos
Alguns dos mais bonitos do Heavy Metal


Sobre Roberto Ferreira Jr.

Nascido na cidade de São Paulo, mudou-se para o interior ainda pequeno. Baterista há 20 anos, teve seu primeiro contato com a bateria aos 11 e aos 15 já tocava no no circuito underground. Atuando profissionalmente como fotógrafo e câmera man, participou da cobertura de vários shows e festivais. Algumas de suas influências musicais: Jethro Tull, Kansas, Pink Floyd, Motörhead, Black Sabbath, Rolling Stones, Iron Maiden, Rainbow, Deep Purple entre outras. Atualmente está mais focado no som setentista, mais progressivo, mas sem perder o peso do metal.

Mais matérias de Roberto Ferreira Jr. no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280 Cli336x280