Guns N' Roses: Bumblefoot explica diferença entre ele e Axl Rose

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Danilo F. Nascimento, Fonte: Metal Hammer, Tradução
Enviar Correções  

Em entrevista concedida recentemente ao portal Metal Hammer, o guitarrista do Guns N' Roses - Ron "Bumblefoot" Thal - explicou a diferença entre ele e Axl Rose.

Megadeth: Dave Mustaine não está feliz com os improvisos de Kiko Loureiro?

Guitar World: os 100 piores solos de guitarra da história

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Eu e Axl temos vidas completamente diferentes, operamos em mundos completamente diferentes. Temos vidas completamente diferentes, e isso influencia no processo de criação das canções."

Sobre o processo de composição e lançamento de um disco, o guitarrista descreve a diferença da seguinte forma:

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"É impossível comparar o processo de composição e concepção de um disco do Guns N' Roses com um disco da minha carreira solo. Para o lançamento de um disco do Guns N' Roses existe toda uma logística particular que não existe na minha carreira solo".

O guitarrista continua:

"No mundo do Guns N' Roses, Axl têm o poder. Ele é quem decide quando as coisas serão feitas, e nós dois temos um ritmo diferente de trabalho".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Entretanto, Bumblefoot parece compreender o vocalista:

"Quanto maior a banda fica, mais problemas você tem. Axl está a todo momento tendo que apagar 'incêndios', há milhões de pessoas prontas para distraí-lo e levá-lo à direções diferentes. No meu caso, isso não existe, tenho pouquíssimos incêndios para apagar".

Sobre os shows ao vivo da banda e a importância de cada membro:

"No final das contas, nós somos uma equipe e estamos lá por alguma razão, trabalhamos duro pra chegar até aqui. Em apresentações ao vivo os holofotes são divididos. Axl dá uma parte dos holofotes para cada membro. Cada membro têm seu momento solo".

Bumblefoot salienta ainda que já estava trabalhando bem antes do Guns N' Roses:

"Estive ralando, musicalmente, por 38 anos. Depois dos 30, fiz meu primeiro show com o Guns N' Roses, mas mesmo antes de entrar na banda, eu já estava ralando na música. Sempre estive em turnê, lançando discos, produzindo bandas, ministrando aulas de música em universidades e compondo canções para programas de TV."

O guitarrista termina a entrevista em tom de despedida:

"Eu sou grato por todas as experiências que tive no Guns N' Roses, tanto as coisas boas quanto as ruins. Na verdade, sou grato principalmente às coisas ruins. Pois elas nos ensinam a aprender mais, crescemos muito com estas experiências, então, no final das contas, até as experiências ruins lhe trazem certos benefícios."




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Megadeth: Dave Mustaine não está feliz com os improvisos de Kiko Loureiro?Megadeth
Dave Mustaine não está feliz com os improvisos de Kiko Loureiro?

Guitar World: os 100 piores solos de guitarra da históriaGuitar World
Os 100 piores solos de guitarra da história


Sobre Danilo F. Nascimento

Administrador por casualidade. Músico por instinto. Escritor por devaneio. Fascinado por música, literatura e cinema. Seu primeiro contato com o mundo do rock data de meados dos anos 90, uma época de transição entre o analógico e o digital, e, principalmente, uma época onde a MTV ainda era aprazível e relevante. Idolatra e cultua o legado instituído pela maior banda de todos os tempos, o Queen.

Mais matérias de Danilo F. Nascimento no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280 Cli336x280 GooInArt