Slipknot: Jim Root comenta adaptação de novos membros na gravação

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Fernando Portelada, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar Correções  

O quinto álbum do SLIPKNOT, ".5: The Gray Chapter", será lançado em 21 de outubro pela Roadrunner. É o primeiro CD sem o baterista fundador Joey Jordison, que foi despedido em 2013, e sem o falecido baixista Paul Gray.

Curiosidades: 40 fatos inacreditáveis do rock

Guns N' Roses: Qual o patrimônio dos músicos da banda?

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A identidade dos novos membros da banda ainda não foi relevada, mas ambos apareceram mascaradas no vídeo para "The Devil In I", primeiro single do novo álbum.

Acredita-se, porém, que o novo baixista é Alessandro "Vman" Venturella, e que o baterista seja Jay Weinberg, filho do baterista Max Weinberg.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Quando perguntando como os novos membros se adaptaram ao processo de gravação do SLIPKNOT, o guitarrista Jim Root contou a Music Feeds da Austrália: "Eu acho que eles foram realmente bem, considerando as circunstâncias que jogamos neles. Colocamos pressão no baterista. Nós jogamos ele direto na frigideira. Ele não teve um bom tempo. Mas ele conseguiu estar apto para esse desafio. Ele aguentou tudo e parabéns para ele por conta disso. O baixista teve uma situação um pouco diferente, porque nós tivemos quase uma porta giratória de pessoas chegando e tentando fazer diferentes coisas. Até mesmo Donnie [Steele, guitarrista original do grupo, que tocou baixo desde que o grupo voltou a fazer turnês em 2011] passou um tempo no estúdio, em um ponto em que estávamos lutando para achar alguém, então o cara certo se apresentou praticamente no último minuto. Tudo funcionou muito bem."

Root também falou sobre como os fãs imediatamente começaram a analisar o vídeo de "The Devil In I" para achar pistas sobre os novos membros. Ele riu e disse: "Eu meio que tento ficar fora de ver o que os fãs... Eu tenho dificuldade com qualquer tipo de críticas, não porque tenho um grande ego ou algo assim. Esse é o disco mais pessoal que eu já fiz, é provavelmente aquele em que estou mais profundamente envolvido, então me atinge com bastante força quando alguém não entende ou compara com outra coisa. Faz com que eu levante as mãos pra cima, então não prestei muita atenção em todo esse tipo de merda. Eu gosto de tentar manter o meu mundo de forma positiva. Já há negatividade suficiente por aí."

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Quando perguntando se poderia comentar sobre a saída de Joey, Root disse: "Na verdade não, e somente porque eu não falei com ele e realmente não acho que é justo realmente falar sobre isso até que tenhamos conversado. Eu amo o cara e nós passamos por muita merda juntos. Eu não falo com ele desde Outubro do ano passado, então prefiro não dizer nada até que chegue um momento onde eu possa vê-lo, falar com ele ou algo assim."




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Curiosidades: 40 fatos inacreditáveis do rockCuriosidades
40 fatos inacreditáveis do rock

Guns N' Roses: Qual o patrimônio dos músicos da banda?Guns N' Roses
Qual o patrimônio dos músicos da banda?


Sobre Fernando Portelada

25 anos, Blogger, Podcaster, Gamer, Leitor de Quadrinhos, Ouvinte de Rock, Jornalista, e chato acima de tudo. Ouviu Imaginations From The Other Side do Blind Guardian aos 13 anos, emprestado por um amigo de escola. Ainda é um de seus álbuns preferidos.

Mais matérias de Fernando Portelada no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280 Cli336x280