Ellefson: senti que Shawn queria continuar fazendo outras coisas

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Fernando Portelada, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

Durante uma nova entrevista com a revista Loud, da Austrália, o baixista do MEGADETH, David Ellefson, foi perguntando se sentiu que a saída de Shawn Drover E Chris Broderick estava para acontecer.

Grandes covers: cinco versões para "Holy Wars... The Punishment Due"Kurt Cobain: a teoria de assassinato do músico

"Tudo ficou meio que desligado após nossa turnê de Agosto", respondeu. "Eu acho que Shawn e Chris começaram a conversar. Eles são amigos. Shawn e seu irmão Glen [ex-guitarrista do MEGADETH], na verdade trouxeram Chris à banda e ironicamente Shawn me trouxe de volta ao MEGADETH. Então ele é como aquela engrenagem no meio que ajudou a fazer as coisas rodarem para o MEGADETH."

Ele continuou: "Eu acho que Shawn definitivamente será lembrado por grandes coisas. Especialmente 'United Abominations' [2007], que foi o primeiro disco que ele gravou, o segundo foi 'Endgame' [2009], e sua música, que ele trouxe à mesa, foi nomeada ao Grammy. Shawn, esse cara sangra metal, isso é certo. Mas eu acho que com ele, saber que íamos ficar quase um ano fora da estrada e tudo mais, eu senti que Shawn queria continuar fazendo outras coisas. Após dez anos no MEGADETH, eu senti que ele achava ser hora de partir, era hora de continuar em frente. Então ele e Chris fizeram algo juntos, e eu estou ansioso para ouvir o que eles fizeram. E eu definitivamente gosto da música que Shawn escreve, estou bem animado para ouvir o que eles vão fazer agora."

Ellefson também falou sobre o fato de que não estava muito aparente na última turnê do MEGADETH que alguém ia deixar a banda: "Eu não acho que houve algo enquanto estávamos em turnê... Eu não vi qualquer rachadura na armadura nesse momento", explicou. "Mas, você sabe, uma vez que você sai da estrada, começa a clarear sua cabeça e você começa a ver a vida indo em frente e certamente ver que seria um ano fora da estrada - talvez um pouco mais. Isso é muito tempo, e eu acho que é uma das razões de tentar ficar ativo com coisas diferentes, porque eu acho, como pessoas criativas, você precisa se fazer ouvido. Você precisa ter coisas diferentes para fazer."

"Eu era um membro do MEGADETH por quase 20 anos antes de debandar em 2002, e nunca fiz qualquer coisa fora da banda [risos], exceto escrever um livro. Mas de 2002 a 2010 eu me envolvi em coisas diferentes com pessoas diferentes."

"Eu tenho uma crença, que é: 'Eu quero fazer música que eu goste com pessoas que eu goste.' Isso meio que completa um ciclo quando você começa a fazer música, porque deve ser algo prazeroso, deve ser algo divertido."

"Algumas situações acontecem quando as pessoas não estão mais se divertindo, ou não estão gostando de algo que uma vez fizeram por paixão, você simplesmente decide que quer fazer outras coisas. Mas eu posso somente falar por mim. Eu gosto de ter uma variedade de coisas em minhas mãos, mesmo quando estou com o MEGADETH. Acho que é algo bem saudável e realmente me ajudou. Ajudou a ficar focado quando estou com o MEGADETH. Mas quando o trem para, como agora que tenho um ano de folga, eu também tenho outras coisas para fazer. Então quando voltar, estarei refrescado e rejuvenescido para destruir tudo de novo."




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Megadeth"


Grandes covers: cinco versões para "Holy Wars... The Punishment Due"

Megadeth: por que a banda vai abrir para o Five Finger Death PunchMegadeth
Por que a banda vai abrir para o Five Finger Death Punch

Grandes covers: cinco versões para a excelente "Tornado Of Souls"

Megadeth: David Ellefson fala sobre Risk, vinte anos depoisMegadeth
David Ellefson fala sobre Risk, vinte anos depois

Desencontro com Kiko Loureiro: as frustrações de um Guitar Hero (vídeo)Desencontro com Kiko Loureiro
As frustrações de um Guitar Hero (vídeo)

Megadeth: Mustaine está indo bem na batalha contra o câncer, afirma EllefsonMegadeth
Mustaine está indo bem na batalha contra o câncer, afirma Ellefson

Megadeth: cinco curiosidades sobre o clássico Rust In PeaceMegadeth
Cinco curiosidades sobre o clássico Rust In Peace

Megadeth: Mustaine talvez não esteja presente no Megacruise, afirma EllefsonMegadeth
Mustaine talvez não esteja presente no Megacruise, afirma Ellefson

Em 24/09/1990: Megadeth lançava Rust In Peace, o magnum opus da bandaEm 24/09/1990
Megadeth lançava Rust In Peace, o magnum opus da banda

Megadeth: Dave Mustaine está indo bem contra o câncer, diz EllefsonMegadeth
Dave Mustaine está "indo bem" contra o câncer, diz Ellefson

Em 23/09/1990: Megadeth lançava o single "Holy Wars... The Punishment Due"

Megadeth: um passeio de ida e volta pelo Hangar 18Megadeth
Um passeio de ida e volta pelo Hangar 18

Em 19/09/1986: Megadeth lançava Peace Sells... But Whos's Buying?

Judas Priest: K.K. Downing, Tim Owens e Les Binks tocarão músicas da banda em concertoJudas Priest
K.K. Downing, Tim Owens e Les Binks tocarão músicas da banda em concerto

Megadeth: Ouça dez ótimas versões para músicas da bandaMegadeth
Ouça dez ótimas versões para músicas da banda

Dave Mustaine: os dez álbuns que mudaram a sua vidaDave Mustaine
Os dez álbuns que mudaram a sua vida

Megadeth: Electra mostra para Kiko como está fera no PortuguêsMegadeth
Electra mostra para Kiko como está fera no Português

Kiko Loureiro: primeira vez com uma arma na mãoKiko Loureiro
Primeira vez com uma arma na mão


Kurt Cobain: a teoria de assassinato do músicoKurt Cobain
A teoria de assassinato do músico

Deep Purple: riff de Smoke on the Water foi criado por Tom Jobim?Deep Purple
Riff de "Smoke on the Water" foi criado por Tom Jobim?

Eagles: o significado da clássica Hotel CaliforniaEagles
O significado da clássica "Hotel California"

Kiss sobre Secos e Molhados: há quem acredite em OVNIsKiss sobre Secos e Molhados
"há quem acredite em OVNIs"

Porta dos Fundos: Andreas Kisser e a cobrança dos metaleirosPorta dos Fundos
Andreas Kisser e a cobrança dos metaleiros

King Diamond: o Mercyful Fate não acabou para mimKing Diamond
"o Mercyful Fate não acabou para mim"

Wacken: o que sobrou da edição de 2016 do festivalWacken
O que sobrou da edição de 2016 do festival


Sobre Fernando Portelada

25 anos, Blogger, Podcaster, Gamer, Leitor de Quadrinhos, Ouvinte de Rock, Jornalista, e chato acima de tudo. Ouviu Imaginations From The Other Side do Blind Guardian aos 13 anos, emprestado por um amigo de escola. Ainda é um de seus álbuns preferidos.

Mais matérias de Fernando Portelada no Whiplash.Net.

adGooILQ