Matérias Mais Lidas

Miranda: por que não faz sentido roqueiro criticar funk, segundo saudoso produtorMiranda
Por que não faz sentido roqueiro criticar funk, segundo saudoso produtor

Há quem goste: As 10 bandas mais odiadas do universoHá quem goste
As 10 bandas mais odiadas do universo

João Gordo: ele diz não ser representante do metal e cita os verdadeirosJoão Gordo
Ele diz não ser representante do metal e cita os "verdadeiros"

K.K. Downing: De onde o Iron Maiden tira tanta energia?K.K. Downing
"De onde o Iron Maiden tira tanta energia?"

1983: 15 grandes álbuns lançados no ano que o mundo conheceu o Metallica e o Slayer1983
15 grandes álbuns lançados no ano que o mundo conheceu o Metallica e o Slayer

Thrash metal: dez grandes álbuns do estilo que foram lançados em 1990Thrash metal
Dez grandes álbuns do estilo que foram lançados em 1990

Metallica: a palavra mais presente nas letras da banda é...Metallica
A palavra mais presente nas letras da banda é...

DJ Ashba: ele ficou milionário com o Guns N' Roses, e conta o segredoDJ Ashba
Ele ficou milionário com o Guns N' Roses, e conta o segredo

Nightwish: Floor comenta saída de Marko e show interativo tocado em um banheiro verdeNightwish
Floor comenta saída de Marko e show interativo tocado em um "banheiro verde"

Helloween: Comemorando três décadas de história em primeiro disco com nova formaçãoHelloween
Comemorando três décadas de história em primeiro disco com nova formação

Covers: nove versões inusitadas para clássicos da música pesada, em lista da KerrangCovers
Nove versões inusitadas para clássicos da música pesada, em lista da Kerrang

Black Sabbath: o que Geezer Butler não suportava em Ozzy que o fez adorar DioBlack Sabbath
O que Geezer Butler não suportava em Ozzy que o fez adorar Dio

Relax: 20 músicas para ouvir e acalmar os ânimos nos dias de fúriaRelax
20 músicas para ouvir e acalmar os ânimos nos "dias de fúria"

Foo Fighters: Dave Grohl troca com Taylor Hawkins, que canta Somebody To LoveFoo Fighters
Dave Grohl troca com Taylor Hawkins, que canta "Somebody To Love"

1984: 15 grandes discos lançados em um dos anos mais impressionantes da música pesada1984
15 grandes discos lançados em um dos anos mais impressionantes da música pesada


Arte Musical
Stamp

Made In Brazil: disco censurado pelo regime militar sai em vinil

Por Bruce William
Fonte: Mafer Comunicação
Em 13/01/15

Press-release - Clique para divulgar gratuitamente sua banda ou projeto.

O relatório final da Comissão Nacional da Verdade apresentado recentemente, apresenta diversas conclusões sobre a repressão e tortura durante o período militar. Entretanto, uma das áreas mais afetadas pelo regime da ditadura foi a da cultura. Diversos livros, discos e peças foram censurados e muitos deles não chegaram ao público brasileiro.

Entre eles está o disco "Massacre", do Made in Brazil. Agora, 37 anos de sua gravação em 1977, finalmente a histórica banda completa sua discografia com o lançamento do polêmico disco censurado na época pelo regime militar. Em seu formato original em vinil, o disco acaba de ser lançado pela Mafer Records, sob licença da Made in Brazil Records.

Para a banda e para os muitos fãs que seguem a banda em todo território nacional, trata- se de um importante resgate histórico. Com todo seu conteúdo barrado pela ditadura, "Massacre" reflete uma era obscura e sombria da política brasileira ao resgatar a história da mais longeva banda de Rock de todos os tempos no Brasil, ativa desde 1967 e que atravessou incólume não apenas todos os modismos do mercado fonográfico, como e principalmente a repressão governamental daqueles tempos de triste memória

O disco tem tiragem limitada em 300 cópias, especialmente para colecionadores e fãs da banda. Participaram das gravações:

Vocal: PERCY WEISS, ROBERTO GOURGEL "JUBA", RUBENS NARDO "RUBÃO", OSWALDO "ROCK" VECCHIONE

Baixo & violão: OSWALDO "ROCK" VECCHIONE, TONY BABALU

Guitarras: TONY BABALU, OSWALDO "ROCK" VECCHIONE, CELSO "KIM" VECCHIONE

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Guitarra Solo: EDUARDO DEPOSE, WANDER TAFFO, DUDU CHERMONT

Bateria BETO GAVIOTO, FRANKLIN PAOLILLO, ROBERTO GOURGEL "JUBA"

Flauta - TONY OSANAH

Teclados: RUBENS DINIZ "RUBINHO"

SHOW "MASSACRE"

O show original, de 1977, também foi vetado em sua estreia no antigo Teatro Aquários. Localizado na região mais boêmia da cidade, o bairro do Bixiga, o teatro foi lacrado e os equipamentos da banda confiscados. Após dias de tensas negociações, que incluíram um show privado para apenas 3 censores em um auditório com capacidade para 1200 espectadores , o show foi liberado sob várias condições, entre as quais a troca de nove músicas e mudanças drásticas no cenário e divulgação.

O famoso tanque de guerra, que abrigava a bateria, teve sua cor original (azul royal com estrelas brancas) alterada para branca com estrelas azuis, e seu canhão diminuído para 1,20 m (o original tinha 2,30 m), sendo ainda proibido o uso de qualquer equipamento que produzisse fumaça, fogos de artifício e gelo seco (que seria expelido pelo canhão).

Os cartazes de divulgação que exibiam o tanque de guerra foram também proibidos em todo território nacional. Curiosamente, a ideia do tanque de guerra como concepção de cenário, usado no palco para sustentar a bateria e o baterista da banda, foi copiada, quatro anos depois, pela banda norte-americana Kiss, que já havia usado "coincidentemente" o mesmo tipo de maquiagem circense que a Made in Brazil usava desde os idos de 1969.

Para a remontagem do show "Massacre", a Made in Brazil sobe ao palco completo com sua formação atual:

OSWALDO "ROCK" VECCHIONE : Vocal, baixo, guitarra, violão e gaita

CELSO "KIM" VECCHIONE: Guitarra, violão, baixo, teclado e back vocals

OCTAVIO LOPEZ GARCIA "BANGLA": Sax

RICK "MONSTRINHO" VECCHIONE: Bateria

GUILHERME "ZIGGY" MENDONÇA: guitarra, violão

TIAGO T. FERNANDES - "MINEIRO": Teclados

IVANI "JANIS" VENANCIO: Backing vocals

PARTICIPAÇÃO ESPECIAL:

JOÃO BOSCO FERREIRA - Bateria (1994,95)

ROBERTA "ROCK `N ROLL" ABREU - Backing vocals (DESDE 2009)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Pentral
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Made in Brazil: documentário será exibido em festivais de cinema

Godzilla vs Kong: A Batalha Rock 'N' Roll (vídeo)


Metal nacional: quinze álbuns clássicos de bandas brasileirasMetal nacional
Quinze álbuns clássicos de bandas brasileiras

Made in Brazil: O Secos e Molhados copiou a banda? E o Kiss?Made in Brazil
O Secos e Molhados copiou a banda? E o Kiss?

Ao vivo: álbuns clássicos que você deveria conhecerAo vivo
álbuns clássicos que você deveria conhecer


Slayer: quando o católico pai de Tom Araya descobriu que a banda era satanistaSlayer
Quando o católico pai de Tom Araya descobriu que a banda era satanista

Guitarristas e vocalistas: os 10 melhores casamentosGuitarristas e vocalistas
Os 10 melhores "casamentos"


Sobre Bruce William

Bruce William pensava em ser um motoqueiro rebelde mas descobriu que é um Wieder Blutbad nerd apaixonado por uma Fuchsbau. Avy jorrāelan, CatW!

Mais matérias de Bruce William.