Metal nacional: quinze álbuns clássicos de bandas brasileiras

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ivison Poleto dos Santos
Enviar correções  |  Ver Acessos

Com a internet ficou muito mais fácil conhecer obras fantásticas de todos os tempos. Entretanto algumas, mesmo sendo icônicas e relevantes representações de toda uma geração, ficam relegadas a obscuras páginas em endereços com pouca atenção. Nunca é tarde relembrá-las e alçá-las ao panteão dos deuses do Metal!

Plágio ou coincidência: trechos semelhantes no rock/metalBlack Sabbath: Tony Iommi explica como tocar "Paranoid"

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Aqui vão quinze títulos que considero clássicos do Metal brasileiro. Todas elas dos anos 1980, quando o rock liderava as paradas brasileiras. Opa! Eu disse rock? Não era bem assim. Era um determinado tipo de rock. Não havia espaço para as bandas de Heavy Metal cantadas em português visando o mercado interno. Logo as bandas perceberam que para estourar, elas deveriam cantar em inglês. E foi só assim que Sepultura, Viper, Sarcófago e depois muitas outras perceberam que conseguiriam furar o bloqueio imposto pela mídia tradicional.

Ah, a lista não tem ordem! Fui colocando na medida em que lembrava dos nomes e achava boa gravações no Youtube.

Harppia - A ferro e fogo

Lançado em 1985, traz o maior clássico do Metal nacional: "Salém, a cidade das bruxas", música que deveria ser tocada em cada show de cada banda de Metal brasileira, não importando se é heavy, black, thrash, death e demais estilos.

SP Metal I e II

Já emendo dois clássicos aqui em um só, pois os considero uma única obra. Graças ao lendário Luis Calanca e a sua Baratos Afins, bandas como Korzus, Salário Mínimo, Centurias, Avenger, Santuário, Abutre, Performance e Vírus ganharam as suas primeiras chances. Destas todas, considero "Portas negras" do Centurias como um dos clássicos do Metal.

Metal Rock

Também uma coletânea, traz bandas conhecidas como o Made In Brazil, em sua fase Metal, Di Castro/Sangue da Cidade, e as, então, desconhecidas Máscara de Ferro, Eclipse e Atack.

Sepultura - Bestial Devastation/Overdose - Século XX

Hoje em dia álbuns divididos são raros, mas nos anos 1980 era até comum. Época quando a gravação independente de um álbum custava US$ 10.000,00. Faça as contas. Traz o Sepultura ainda fazendo black metal e o Overdose ainda fazendo Metal. Clássico desde o lançamento.

Azul Limão - Vingança

O nome engana, mas a banda é boa demais. Clássicos como 'Portas da imaginação' e 'Satã clama metal' fazem parte desse disco.

Alta Tensão - Portal do Inferno

Banda sul-mato-grossense gravando em altíssimo nível. Clássica 'Portal do Inferno' já regravada por várias bandas da nova geração.

https://youtu.be/AwGeiDSaU78?list=PLy4QpyHyZfDgYGvQif0x0YzlQ...

Stress - Flor Atômica

O Stress tem algumas histórias interessantes. É tida como a primeira banda a gravar Heavy Metal no Brasil, conseguiu contrato com uma grande gravadora rapidamente e participou de um grande festival patrocinado pela RGT. Mesmo assim, não conseguiu romper o bloqueio da mídia tradicional e alcançar o espaço que merecia. Traz clássicos como "Mate o réu' e Flor atômica'.

Viper - Soldiers Of Sunrise/Theater Of Fate

Vou emendar duas obras aqui também. O Viper foi uma das primeiras bandas a gravar totalmente em inglês juntamente com o Sepultura. Uma das primeiras também a fazer power metal e, depois metal melódico. No relançamento das duas obras em CD, o jornalista da Kerrang que fez a apresentação dos trabalhos, disse que o Viper foi referência para toda uma geração de bandas europeias como ninguém menos que o Rapsody. Berço do vocalista Andre Matos.

Pérolas como 'Soldiers Of Sunrise', 'Living For The Night' e "Cry From The Edge' fazem parte dos dois. E depois eles cortaram os cabelos...

Dorsal Atlântica - Antes do Fim

Clássico do metal extremo nacional. Thrash Metal antes do termo existir. A banda de Carlos Vândalo no seu melhor.

Vênus - Sob o signo de Vênus

Banda oriunda do Piauí, mostrando que o Heavy Metal era um fenômeno nacional não restrito aos grandes centros como Rio e São Paulo. Como esses caras conseguiram gravar eu não sei.

Robertinho do Recife - Metalmania

Esse não poderia faltar de forma alguma! Robertinho do Recife é uma figura muito controvertida, mesmo para os padrões do Heavy Metal. Só para lembrar, antes de se bandear para o Heavy Metal, ele havia gravado coisas como 'É de chocolate'... Mas sempre foi aclamado como um grande guitarrista. E neste disco ele mostra toda a sua classe. Clássicos instantâneos como ' Corações e Pernas' (Bate o pé, bate a mão)', 'Metal Mania' e a instrumental 'Fantasia, preto e prata'.

Salário Minimo - Beijo Fatal

Inexplicavelmente uma das bandas que poderiam ter estourado e não estouraram. O Salário Mínimo fazia o que se chamava hard'n'heavy, tipo de Metal mais próximo ao hard rock, mas que agradava bangers das duas falanges. Uma banda muito coesa, com ótimas composições, letras bacanas, refrões pegajosos, mas agradáveis, gravadora profissional e mesmo assim não deu. Segundo China Lee, vocalista da banda, em entrevista ao documentário Brasil Heavy Metal, não era para estourar. As cartas estavam marcadas desde o início. Clássicos como 'Anjos da escuridão', 'Beijo fatal', 'Delírio interestelar' e 'Cabeça metal'.

Sarcófago - INRI

Esta banda é uma das pioneiras do metal extremo no mundo. Louvada por dez entre dez bandas de black/death metal do mundo. Detalhe interessante: Wagner Lamonier (ou Wagner Antichrist), integrante da banda, hoje é professor de economia na UFMG.

Golpe de Estado - Golpe de Estado

Para mim simplesmente a melhor banda de Metal nacional. Leiam a matéria que escrevi sobre eles aqui:

Golpe de Estado: uma singela homenagem a uma grandíssima banda

Vulcano - Live!

Certamente o primeiro álbum de metal brasileiro gravado ao vivo. E de metal extremo ainda por cima. Peripécia da Lunário Perpétuo, gravadora independente, que se não me engano lançou somente esta obra. Dizem as lendas que o baterista da banda tocava com um fêmur humano.

Inox - Inox

Mais uma banda que tinha tudo para estourar e não estourou.

Hã? Foram mais de quinze?!? Ah, tá!

Obs.: Infelizmente, alguns desses guerreiros já tombaram. escrevo estas linhas em suas honras!

RIP Hélcio Aguirra (Golpe de Estado), Wagner (Abutre), entre outros.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por escolha do autor os comentários foram desativados nesta nota.


Todas as matérias da seção Maiores e MelhoresTodas as matérias sobre "Harppia"Todas as matérias sobre "Made In Brazil"Todas as matérias sobre "Sepultura"Todas as matérias sobre "Azul Limão"Todas as matérias sobre "Alta Tensão"Todas as matérias sobre "Stress"Todas as matérias sobre "Viper"Todas as matérias sobre "Dorsal Atlântica"Todas as matérias sobre "Sarcofago"Todas as matérias sobre "Inox"Todas as matérias sobre "Vulcano"


Sepultura: aceite ou não, a maior banda brasileira da históriaSepultura
Aceite ou não, a maior banda brasileira da história

Igor Cavalera: Max e eu acreditamos que o Sepultura não faz mais sentidoIgor Cavalera
Max e eu acreditamos que o Sepultura não faz mais sentido


Plágio ou coincidência: trechos semelhantes no rock/metalPlágio ou coincidência
Trechos semelhantes no rock/metal

Black Sabbath: Tony Iommi explica como tocar ParanoidBlack Sabbath
Tony Iommi explica como tocar "Paranoid"


Sobre Ivison Poleto dos Santos

Veterano das guerras metálicas. Pesquisador, escritor, resenhista, músico frustrado (por isso tudo o anterior). Ao contrário da opinião comum, acho que o melhor do Metal ainda está por vir e que existem grandes bandas novas por aí. Só procurar. No meu caso elas vêm até mim.

Mais matérias de Ivison Poleto dos Santos no Whiplash.Net.

adGoo336