Rush: Geddy Lee explica para Petrucci processo de composição

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Fernando Portelada, Fonte: Brave Words & Bloody Knuckles, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

O frontman do RUSH, Geddy Lee, e o guitarrista do DREAM THEATER, John Petrucci, apareceram no primeiro episódio do That Metal Show, em 21 de fevereiro. Durante o “after show”, Petrucci perguntou sobre o processo de composição do RUSH. Esse segmento está disponível abaixo.

937 acessosRio Rock City: Mike Portnoy e a carreira depois do Dream Theater5000 acessosOops!: 10 erros eternizados em gravações de clássicos

“A forma que funciona, e não é sempre dessa forma, mas foi assim que desenvolvemos no começo, Neil fazia uma letra e ele enviava para você. Daí nós tentávamos fazer uma música, uma melodia que se encaixasse com essa letra. Com o passar do tempo, após alguns discos fazendo isso, nós começamos a mudar. Ele enviava algumas letras, alguns trechos e ele começou a ficar mais confiante em mim como vocalista, então, nós tínhamos esse entendimento de que eu poderia usar o que funcionava bem naquilo que eu e Alex estávamos escrevendo [...]. E o que saiu disso foi um tipo muito interessante de parceria. Algumas vezes eu recebo uma letra finalizada, uma letra não finalizada e às vezes só tem duas linhas que eu acho que posso cantar bem, eu volto para ele, explico que gosto do sentimento, gosto da força e ele pega a letra e tenta rearranjar de certa forma que faça tudo funcionar para a música. E fazemos a mesma coisa com a música. Se tem algo que não funciona para ele, nós tentamos ajustar, nós fazemos funcionar [...]”

John Petrucci, então, é perguntado qual seu álbum favorito do RUSH.

“Sabe, o primeiro [homônimo] ainda me deixa boquiaberto, da forma que o álbum toca, é um espírito rock and roll, livre e bem cru [...]”

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 23 de fevereiro de 2015

Mike PortnoyMike Portnoy
O que ele acha sobre "estar em muitas bandas"?

937 acessosRio Rock City: Mike Portnoy e a carreira depois do Dream Theater965 acessosDream Theater: Images and Words conquistando gerações após 25 anos0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Dream Theater"

Dream TheaterDream Theater
As pessoas não ouvem mais discos completos, diz Petrucci

11 de Setembro11 de Setembro
Saiba como o atentado às torres atingiu o Rock

20072007
15 discos de rock/metal que completam 10 anos de lançamento

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Rush"0 acessosTodas as matérias sobre "Dream Theater"

Oops!Oops!
Dez erros eternizados em gravações

Presença de PalcoPresença de Palco
Dicas para iniciantes

RushRush
Alex Lifeson lista seus três melhores solos de guitarra

5000 acessosBullet For My Valentine: vocal detonou Guns em turnê5000 acessosJimi Hendrix: 12 coisas que talvez você não saiba sobre ele5000 acessosNamore um cara que goste de Metal3490 acessosSeparados no nascimento: Rob Halford, Freedie Mercury e Village People5000 acessosSlash: Bowie ia ver a mãe dele, sua amante, e levava a mulher e filho3975 acessosBlack Sabbath: o primeiro e o último baixo que tocou "Paranoid"

Sobre Fernando Portelada

25 anos, Blogger, Podcaster, Gamer, Leitor de Quadrinhos, Ouvinte de Rock, Jornalista, e chato acima de tudo. Ouviu Imaginations From The Other Side do Blind Guardian aos 13 anos, emprestado por um amigo de escola. Ainda é um de seus álbuns preferidos.

Mais matérias de Fernando Portelada no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online