Aerosmith: banda tem outro vocal na coxia para cantar por Tyler?

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Nacho Belgrande, Fonte: Playa Del Nacho
Enviar Correções  

Em entrevista concedida semana passada ao jornalista ALEC PLOWMAN, do site Ultimate Guitar, o decano jornalista bretão especializado em hard rock e heavy metal – e com um currículo tão vasto quanto a própria imprensa dedicada à música pesada no mundo – MICK WALL afirmou, ao criticar a postura das bandas antigas portarem-se como se ainda fossem de fato artisticamente relevantes, que o grupo estadunidense AEROSMITH tem feito uso de um truque devido à baixa capacidade vocal de STEVEN TYLER ocasionada por sua idade [67 anos].

Fever Aerosmith Cover: Fãs se juntam com banda para regravar clássicoHetfield: egos, Mustaine, Load e homossexualidade no Metallica

O que segue abaixo é o trecho onde Wall questiona seu interlocutor se ele tem conhecimento disso, o que Plowman admite que sim.

[…]

Então eu acho que o rock está morto. Eu acho que estamos na era da ‘última chance para assistir ao vivo’. Estão todos morrendo como moscas. Chris Squire foi o último, Malcolm Young está demente. Muitos astros do rock têm caras cantando por eles nos bastidores. Você sabe algo sobre isso? [nota: no original em inglês, Wall pergunta a Alec, ‘So many rock stars as well have guys singing in the wings. Do you know about this stuff?’. Fazer algo ‘in the wings’ é uma expressão idiomática típica do meio artístico e que implica que há alguém desempenhando a mesma tarefa que um artista de palco, só que na coxia, caso o intérprete em cena se atrapalhe ou não consiga desempenhar a função por algum motivo. A elaboração da expressão, que literalmente significa ‘nas asas’, faz alusão a espetáculos onde houvessem personagens que voassem e fossem alados, precisando, portanto, de alguém nas sombras dos bastidores para controlar os cabos de suspensão e o bater das asas]

Sim.

O Aerosmith tem um cara cantando na coxia. Steven Tyler, Jeová o abençoe, tem quase 70 anos e não consegue atingir uma nota alta de jeito nenhum. Mas é a mesma coisa com todos eles – o velho David Coverdale foi pego com as calças na mão alguns anos atrás porque estava fazendo uso de ‘tecnologia’. Euuurgh!

[…]

Entrevista completa:

O Necrológio do Rock: bandas velhas fingindo serem novas e vice versa



Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Fever Aerosmith Cover: Fãs se juntam com banda para regravar clássico

Aerosmith: pandemia faz Joe Perry sentir que está de férias pela primeira vez em décadaAerosmith
Pandemia faz Joe Perry sentir que está de férias pela primeira vez em década

Marcos e Belutti: dupla canta Always de Bon Jovi e rock nacional em liveMarcos e Belutti
Dupla canta "Always" de Bon Jovi e rock nacional em live

Berry, Lennon, Tyler: músicos respeitados que eram pessoas terríveis (vídeo)Berry, Lennon, Tyler
Músicos respeitados que eram pessoas terríveis (vídeo)

Berry, Lennon, Tyler: músicos respeitados que eram pessoas terríveis (vídeo)Berry, Lennon, Tyler
Músicos respeitados que eram pessoas terríveis (vídeo)

Alicia Silverstone: atriz de clipes não curtia ser chamada de garota do AerosmithAlicia Silverstone
Atriz de clipes não curtia ser chamada de "garota do Aerosmith"

Aerosmith: O barulho na cabeça do Steven Tyler te incomoda? (vídeo)

Steven Tyler: cantor revela que já deu em cima de Cameron DiazSteven Tyler
Cantor revela que já deu em cima de Cameron Diaz

Top 20: os discos e singles mais odiados do rock, segundo o UCRTop 20
Os discos e singles mais odiados do rock, segundo o UCR


Hetfield: egos, Mustaine, Load e homossexualidade no MetallicaHetfield
Egos, Mustaine, Load e homossexualidade no Metallica

Metallica: Ulrich comenta sobre seu maior erroMetallica
Ulrich comenta sobre seu maior erro


Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.

adWhipDin