Kiko Loureiro: Fico honrado por fazer parte do legado do Megadeth

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Nacho Belgrande, Fonte: Playa Del Nacho
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 23/07/15. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Em entrevista ao site Jump Metal, o guitarrista KIKO LOUREIRO foi perguntado sobre como tem sido sua relação de trabalho com o notadamente difícil ativista de direita DAVE MUSTAINE no MEGADETH, onde substituiu a CHRIS BRODERICK.

1719 acessosHeavy Metal: os 10 melhores riffs dos anos noventa5000 acessosGuns e Sabbath: semelhança entre Zero the Hero e Paradise City

“Sim, tem sido ótimo trabalhar com Mustaine e Ellefson e Chris Adler. Eu gravei o novo álbum e agora estou aprendendo as músicas novas… desculpe, estou aprendendo músicas novas para mim, são as antigas do Megadeth para o show que faremos daqui a 10 dias [nota: a entrevista foi no começo de julho] em Quebec, e daí vamos excursionar um pouco esse ano, então estou aprendendo o material antigo também.

“É bem desafiadora essa jornada dupla, com o Angra e o Megadeth… eu acabei de sair de uma turnê com o Angra, e tenho que ir direto aprender as músicas do Megadeth. Durante a turnê do Angra, eu já estava ouvindo e tentando aprender os sons antigos do Megadeth.

“É incrível ser parte do Megadeth. É uma grande oportunidade, é uma excelente banda, grandes sujeitos, grande som. Fico muito honrado por estar no Megadeth e que os caras tenham me escolhido para ser o guitarrista. É uma banda que sempre foi uma grande vitrine para guitarristas. Eles sempre tiveram grandes guitarristas desde o começo: Chris Poland, Marty Friedman, Chris Broderick… grandes guitarristas. Então fico honrado de ser parte desse legado. ”

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 23 de julho de 2015

MegadethMegadeth
Dave Mustaine classifica os guitarristas da banda

1719 acessosHeavy Metal: os 10 melhores riffs dos anos noventa484 acessosMarty Friedman: ouça "Miracle", single do novo álbum solo3448 acessosMetallica: e se James Hetfield cantasse no Megadeth?0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Megadeth"

Heavy MetalHeavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados no ano de 1986

Dave MustaineDave Mustaine
"Joguei dois feitiços em pessoas, ambos funcionaram!"

VendasVendas
Os discos de metal mais vendidos até agora em 2016

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Megadeth"0 acessosTodas as matérias sobre "Kiko Loureiro"0 acessosTodas as matérias sobre "Angra"

Guns e SabbathGuns e Sabbath
Semelhanças entre faixas clássicas das bandas

Heavy MetalHeavy Metal
Os 10 melhores solos de guitarra de todos os tempos

TatuagensTatuagens
Homenagens a artistas e bandas na pele dos fãs - Parte 1

5000 acessosPlanno D: 10 coisas que irritam metaleiros (vídeo)5000 acessosDe AC/DC a ZZ Top: Origens dos nomes de bandas e artistas de rock5000 acessosSeparados no nascimento: James Hetfield e o Leão Valente5000 acessosMegadeth: Um mundo mais perigoso em "Holy Wars"5000 acessosCatarina Migliorini: virgem gosta de Led, Purple, Sabbath e Floyd5000 acessosBurzum: Varg é condenado por xenofobia e racismo na França

Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online