Slipknot: Corey Taylor explica porque o mundo pop não suporta o Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Daniel Dystyler, Fonte: Wikimetal
Enviar correções  |  Ver Acessos

Corey Taylor, o vocalista do Slipknot, concedeu em 2016 uma entrevista exclusiva ao Wikimetal com declarações muito contundentes e interessantes.

Slipknot: em vídeo, o significado das máscaras da bandaCourtney Love: ajudando a resolver os maiores mistérios do mundo

Leia algumas das declarações:

O motivo pelo qual o mundo corporativo e o mundo pop não suportam o Metal é porque eles não podem usar a nossa música para vender coisas. Eles não conseguem usar a nossa música pra vender seguros de carro, hambúrgueres ou refrigerantes. Então eles falam mal da gente, eles nos desprezam, e nem nos reconhecem em premiações. Mas o fato que nós não precisamos deles, deixa eles tão putos, que eles ficam loucos de raiva que nós conseguimos ser headliners de grandes festivais e promover as nossas coisas sem precisar da ajuda deles. Isso deixa eles absolutamente com muita raiva da gente. E quer saber? Fodam-se eles, se eles não nos entendem! Se eles não querem nos ajudar a manter a nossa música viva, eles que se fodam! Nós vamos seguir fazendo nossa música com ou sem eles. E isso deixa eles loucos. Dá pra sentir que o Heavy Metal e o Rock N' Roll estão voltando com força total. Dá pra sentir isso nas ruas. Cada vez mais forte. E isso deixa eles loucos de raiva.

Eu não tenho problema com a música pop em geral. Eu adoro a música pop dos anos 80. Mas a música pop atual é escrita pelas mesmas 5 ou 6 pessoas, e por isso todas as músicas soam exatamente iguais, todas elas falam exatamente a mesma coisa, essa merda de amor pra cá e pra lá. E tudo é acertado digitalmente, auto-tune, e tudo é processado e enlatado. Não tem vida. Não tem alma. E eu me pergunto "é isso que as pessoas ouvem hoje? Esse é o som pop de hoje em dia?". E é tão "Disney" que é um insulto, pra ser sincero. E é por isso que muitas pessoas estão indo na direção do Heavy Metal e do Rock N' Roll de novo. Porque elas estão cansadas da mesma merda, de novo, e de novo, e de novo. Chega. E ponto final.

Eu acho que o futuro do Metal é muito promissor. O Heavy Metal pode se adaptar e adquirir diversas formas. Musicalmente, o Metal incorpora tantos elementos distintos que você pode pegar uma coisa aqui e outra ali e montar o seu próprio estilo e é assim que a música se perpetua e continua e se expande e evolui.

Ouça a entrevista na íntegra no link abaixo.

http://www.wikimetal.com.br/site/corey-taylor-do-slipknot-ex...

Comente: Por que você acha que o Heavy Metal é tão mal-interpretado?

Por que destacamos matérias antigas?




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Slipknot"Todas as matérias sobre "Corey Taylor"


Slipknot: em vídeo, o significado das máscaras da bandaSlipknot: Jay Weinberg encontra baterista de 14 anos que viralizou ao gravar coverSlipknot: Jim Root deseja fazer show especial com novo álbum na íntegraJoey Jordison: a essência do que um dia foi o Slipknot

Slipknot: vovozinha se diverte durante show da banda no KnotfestSlipknot
Vovozinha se diverte durante show da banda no Knotfest

Corey Taylor: cansada de ser taxada de aproveitadora, noiva deixa as mídias sociaisCorey Taylor
Cansada de ser taxada de aproveitadora, noiva deixa as mídias sociais

Slipknot: line-up dos festivais Knotfest no México e Colômbia são divulgadosSlipknot
Line-up dos festivais Knotfest no México e Colômbia são divulgados

Slipknot: assista apresentação da banda em New Jersey

Slipknot: pai de baterista foi quem lhe mostrou a bandaSlipknot
Pai de baterista foi quem lhe mostrou a banda

Slipknot: o filme de terror que inspirou a criação da máscara de Corey TaylorSlipknot
O filme de terror que inspirou a criação da máscara de Corey Taylor

Slipknot: assista show da atual tour da banda, realizado nos EUASlipknot
Assista show da atual tour da banda, realizado nos EUA

Slipknot: Jim Root diz que solos de guitarra não eram uma preocupação no novo trabalhoSlipknot
Jim Root diz que solos de guitarra não eram uma preocupação no novo trabalho

Slipknot: para Corey, tanto Trump quanto seus eleitores são idiotasSlipknot
Para Corey, tanto Trump quanto seus eleitores são idiotas

Slipknot: baterista fala sobre aquecimento global e problemas com meio ambienteSlipknot
Baterista fala sobre aquecimento global e problemas com meio ambiente

Slipknot: veja garota de 14 anos tocando Unsainted na bateriaSlipknot
Veja garota de 14 anos tocando "Unsainted" na bateria

Pesquisa: dirigir ouvindo heavy metal pode ser um problemaPesquisa
Dirigir ouvindo heavy metal pode ser um problema

Slipknot: veja garota de 14 anos tocando Unsainted na bateriaSlipknot
Veja garota de 14 anos tocando "Unsainted" na bateria

Slipknot: os dez álbuns que mudaram a vida de Corey TaylorSlipknot
Os dez álbuns que mudaram a vida de Corey Taylor


Courtney Love: ajudando a resolver os maiores mistérios do mundoCourtney Love
Ajudando a resolver os maiores mistérios do mundo

MTV: experts indicam as maiores bandas de Heavy MetalMTV
Experts indicam as maiores bandas de Heavy Metal

Listed: TV americana elege os maiores bad boys da músicaListed
TV americana elege os maiores bad boys da música

Gosto duvidoso: As piores capas da história do Rock e Heavy MetalOzzy Osbourne: 25 coisas que você não sabe sobre eleRaul Seixas: Por trás da letra de "Carimbador Maluco"Megadeth & Slayer: King e Dave falam da simbiose entre as bandas

Sobre Daniel Dystyler

Daniel Dystyler começou sua paixão por música ainda criança ao conhecer os Beatles. Mas a vida mudou completamente quando escutou pela 1ª vez os acordes do Iron Maiden. A partir daí, e por mais de 25 anos, o gosto por Heavy Metal foi só aumentando. Daniel foi roadie do Viper de 1986 a 1991, período que incluiu o lançamento dos álbuns "Soldiers of Sunrise" e "Theater of Fate". Atualmente se diverte tocando guitarra com seus amigos na banda "Number One" e é o coordenador do Festival "Kaizen Rock" que acontece em Outubro e que entre outros benefícios, gera receita para 2 entidades que auxiliam crianças e adolescentes carentes.

Mais matérias de Daniel Dystyler no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336