Zakk Wylde: escrever riffs é como procurar ossos de dinossauros

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Fernando Portelada, Fonte: Team Rock, Tradução
Enviar Correções  

Zakk Wylde disse que pode conviver com o fato de que nem sempre vai escrever grandes músicas.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O frontman do BLACK LABEL SOCIETY e ex-guitarrista do OZZY acredita que é só uma questão de continuar a se esforçar - e que não está sozinho quando se sente dessa forma.

Wylde falou ao Mixdown: "Você olha para isso como: 'Estamos procurando por ossos de dinossauros em um raio de duas milhas, e eles estão aqui em algum lugar."

"Vamos ver se achamos algo hoje. Mesmo que você não encontre nada hoje, vamos comer algo e recomeçar amanhã. Vamos procurar de novo - sei que estão por aí."

Com nine álbuns do BLS embaixo do braço, ele se sente confiante sobre sua abordagem: "Vai chegar, mas ficar preocupado com isso não vai ajudar em nada", diz.

"Eu acho que isso acontece com todo mundo quando estão escrevendo o tempo todo. Neil Young nunca para. Robert Plant também não para. É simplesmente pela alegria e amor pela criação."




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Sexo e Satã: as mensagens subliminares em capas de Rock / MetalSexo e Satã
As mensagens subliminares em capas de Rock / Metal

Túmulos: alguns dos jazigos mais famosos do Metal nos EUATúmulos
Alguns dos jazigos mais famosos do Metal nos EUA


Sobre Fernando Portelada

25 anos, Blogger, Podcaster, Gamer, Leitor de Quadrinhos, Ouvinte de Rock, Jornalista, e chato acima de tudo. Ouviu Imaginations From The Other Side do Blind Guardian aos 13 anos, emprestado por um amigo de escola. Ainda é um de seus álbuns preferidos.

Mais matérias de Fernando Portelada no Whiplash.Net.

Goo336 Goo728