Regis Tadeu: o álbum duplo que mudou a vida de Peter Frampton

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Bruce William, Fonte: Yahoo!
Enviar correções  |  Ver Acessos

Regis Tadeu falou sobre o "Frampton Comes Alive", um álbum duplo que, há 40 anos, mudou a vida de Peter Frampton, a maneira de ouvirmos rock e o show business mundial, confira o texto no link a seguir e alguns trechos mais abaixo.

Metal Moderno: 5 bandas aptas a se tornarem clássicasMotivação: 10 músicas de metal que melhorarão sua auto-estima

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

https://br.noticias.yahoo.com/h%C3%A1-40-anos-um-%C3%A1lbum-...

Para nós aqui no Brasil, sua figura era quase uma miragem, um delírio apenas para quem acompanhou sua carreira do lendário e cultuado Humble Pie e apreciava seus criminosamente subestimados álbuns solo. Ninguém sequer tinha a menor ideia de que ele tinha surgido com um grupo chamado The Herd, do qual poucos curiosos e sem preguiça para pesquisar - como o tio aqui - só ouviram falar muitos anos depois.

Peter Frampton vinha voando em torno de uma nave desgovernada chamada "automarketing", tentando se agarrar a qualquer coisa que pudesse salvar a sua carreira solo. De nada havia adiantado gravar ótimos discos como Wind of Change (1972), Frampton's Camel (1973), Something's Happening (1974) e Frampton (1975) se as vendas eram irrisórias. Ele só queria sobreviver artisticamente.

Em contrapartida, habituada a abacaxis inomináveis no mercado fonográfico de "sex symbols", a indústria americana ansiava por alguém que exalasse beleza física e credibilidade sônica ao mesmo tempo. Além disto, os efeitos visuais e especiais que hoje trabalham para realçar o realismo de plástico dos shows antigamente eram inexistentes para as bandas de rock. Com as exceções que todo mundo conhece - Kiss, Alice Cooper, Genesis com Peter Gabriel e alguns outros -, tudo era tocado na raça. Se aparecesse alguém que unisse um som potente, canções de alto nível e que levasse as garotas a molharem suas calcinhas antes de abrirem suas carteiras, seria maravilhoso. Quis o destino que o guitarrista inglês fosse este cara...




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Peter Frampton"Todas as matérias sobre "Regis Tadeu"


Regis Tadeu: Jenifer e o Retardamento Musical BrasileiroRegis Tadeu
"Jenifer" e o Retardamento Musical Brasileiro

Regis Tadeu: Roberto Carlos nunca foi rei de nadaRegis Tadeu
Roberto Carlos nunca foi rei de nada


Metal Moderno: 5 bandas aptas a se tornarem clássicasMetal Moderno
5 bandas aptas a se tornarem clássicas

Motivação: 10 músicas de metal que melhorarão sua auto-estimaMotivação
10 músicas de metal que melhorarão sua auto-estima


Sobre Bruce William

Bruce William pensava em ser um motoqueiro rebelde mas descobriu que é um Wieder Blutbad nerd apaixonado por uma Fuchsbau. Avy jorrāelan, CatW!

Mais matérias de Bruce William no Whiplash.Net.

adGoo336