[an error occurred while processing this directive]

Matérias Mais Lidas


Summer Breeze 2024

Regis Tadeu: os 40 anos de "A Revista Pop Apresenta o Punk Rock"

Por Bruce William
Fonte: Regis Tadeu
Postado em 30 de março de 2017

Regis Tadeu fala sobre os 40 anos da coletânea "A Revista Pop Apresenta o Punk Rock", lançada em 1977 e que mudou a vida de todos que tomaram contato com ela, confira o texto completo no link abaixo.

https://br.noticias.yahoo.com/ha-40-anos-a-coletanea-a-revista-pop-apresenta-o-punk-rock-derreteu-os-nossos-cerebros-211405164.html

Regis Tadeu - Mais Novidades

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - GOO
Anunciar no Whiplash.Net Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Para quem morava no Brasil em 1977, quando a internet era coisa de ficção científica tipo Jornada nas Estrelas, foi um soco no estômago, nos ouvidos, na cabeça e, principalmente, no coração. De repente, o sangue que era bombeado pela extensão de nosso corpo parou por pouco mais do que 33 minutos, tempo suficiente para que tomássemos contato com um tipo de som que jamais pensamos que existisse em tempos de domínio do rock progressivo inglês, do hard rock americano e do jazz rock de todo o mundo ocidental.

Agora mesmo, neste exato instante, tenho dificuldade em expressar em um texto o que se passou pela minha cabeça e de todo mundo que gostava de música naquele ano quando a única revista que falava ao jovem naquela época, a Pop, resolveu sabe-se lá por quê lançar uma coletânea, A Revista Pop Apresenta o Punk Rock. Ainda hoje é indescritível a sensação de ter ouvido pela primeira vez um troço chamado "punk rock" em pleno 1977.

Não tenho a menor dúvida de que a coletânea foi muito mais que a porta de entrada para que milhares de roqueiros no Brasil adentrassem ao universo daquele estilo. Foi o bilhete – só de ida – para que viajássemos para um mundo em que a gravidade e a velocidade parecessem funcionar ao contrário do que nosso cérebro percebia aqui na Terra. Tudo ali era uma novidade tão grande que não dava pra assimilar a coisa toda logo de cara. Era preciso ouvir várias vezes para entender o que estava fincado naqueles sulcos do LP. Nem era preciso pedir: a gente não conseguia parar de ouvir o disco. Eu mesmo fiquei 20 dias só ouvindo aquilo. Era viciante de uma maneira como nenhum de nós havia sentido…

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - CLI
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal
Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:

Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Stamp


publicidadeAdriano Lourenço Barbosa | Airton Lopes | Alexandre Faria Abelleira | Alexandre Sampaio | André Frederico | Ary César Coelho Luz Silva | Assuires Vieira da Silva Junior | Bergrock Ferreira | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Alexandre da Silva Neto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cláudia Falci | Danilo Melo | Dymm Productions and Management | Efrem Maranhao Filho | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Fabio Henrique Lopes Collet e Silva | Filipe Matzembacker | Flávio dos Santos Cardoso | Frederico Holanda | Gabriel Fenili | George Morcerf | Henrique Haag Ribacki | Jesse Alves da Silva | João Alexandre Dantas | João Orlando Arantes Santana | Jorge Alexandre Nogueira Santos | José Patrick de Souza | Juvenal G. Junior | Leonardo Felipe Amorim | Luan Lima | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Marcus Vieira | Maurício Gioachini | Mauricio Nuno Santos | Odair de Abreu Lima | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Ricardo Cunha | Richard Malheiros | Sergio Luis Anaga | Silvia Gomes de Lima | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Victor Adriel | Victor Jose Camara | Vinicius Valter de Lemos | Walter Armellei Junior | Williams Ricardo Almeida de Oliveira | Yria Freitas Tandel |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Bruce William

Quando Socram chegou no Whiplash.net era tudo mato, JPA lhe entregou uma foice e disse "go ahead!". Usou vários nomes, chegou a hora do "verdadeiro". Nunca teve pretensão de se dizer jornalista, no máximo historiador do rock, já que é formado na área. Continua apaixonado por uma Fuchsbau, que fica mais linda a cada dia que passa ♥. Na foto com a Melody, que já virou estrelinha...
Mais matérias de Bruce William.

 
 
 
 

RECEBA NOVIDADES SOBRE
ROCK E HEAVY METAL
NO WHATSAPP
ANUNCIAR NESTE SITE COM
MAIS DE 4 MILHÕES DE
VIEWS POR MÊS