David Ellefson: é possível ouvir Heavy Metal e não ir pro inferno

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Bruce William, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 05/05/17. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Durante conversa com Mitch Lafon, David Ellefson, que também é Pastor Luterano, falou sobre o sermão que ele fez durante o Megadeth Boot Camp, espécie de "acampamento" realizado em uma propriedade de Dave Mustaine em Fallbrook, na California, onde os participantes tinham acesso a oficinas de música, jam sessions e contaram inclusive com uma missa rezada por Ellefson. "Quando fomos montar o evento, Dave (Mustaine) sugeriu que eu falasse sobre algo tipo 'como fazer para ouvir heavy metal e não ir pro inferno?'. Achei fantástica a ideia, e esse foi o tema do sermão. Usei 'The Number Of The Beast' do Iron Maiden, 'War Pigs' do Black Sabbath, 'South of Heaven' do Slayer, 'Absolution' do Ghost e 'Holy Wars' do Megadeth para compor o assunto. Foi interessante pois eu estava falando para metalheads, 'Vejam, Deus... ele está bem com isto'. Digo, Deus é o criador e por meio Dele toda a música foi criada. O Diabo não tem poder de criação ou redenção, então a música não vem do Diabo, como muitas pessoas pensam. Mas, ao mesmo tempo, se músicas, filmes ou qualquer outra coisa te atraia para o caminho da tentação, então você deve se esquivar destas coisas, e eu digo isto por experiência própria. Vamos ser francos, a maioria de nós, quando crescemos, ouvimos Sabbath com as letras de Ronnie dio, depois Slayer e talvez o Ghost, onde sempre existe esta fascinação com o oculto e o lado negro das coisas, mas isto é simplesmente parte da obra artística, não significa necessariamente que o autor acredita ou tenha vivido aquilo. Muitas músicas do Megadeth são baseadas em eventos de ficção. Às vezes escrevemos sobre o lado oculto, negro, o abismo, mas é como Stephen King escrevendo um livro, isto não necessariamente aconteceu de fato, é apenas uma história. Apenas curta a história e não coloque tanto julgamento sobre ela".

923 acessosMegadeth: o que faz a banda ser diferente das outras do Big 45000 acessosSlash: "Sweet Child" é a coisa mais gay que alguém poderia compor

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 05 de maio de 2017

MegadethMegadeth
O que faz a banda ser diferente das outras do Big 4

979 acessosThrash: o Big 4 dos EUA Vs. o Big Teutonic 4 da Alemanha418 acessosHeresia: músicas do Megadeth, SOAD, Slayer e outros em versões funk1930 acessosMegadeth: Ellefson fala sobre a importância de pensar como fã0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Megadeth"

MustaineMustaine
Uma nota de Gilmour vale mais que muitos solos incríveis

MegadethMegadeth
Vídeo de "Poisonous Shadows" em 360º

Dave MustaineDave Mustaine
Religião é para quem tem medo de ir para o inferno

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Megadeth"

SlashSlash
"Sweet Child é a coisa mais gay que alguém poderia compor"

Iron MaidenIron Maiden
A foto que teria inspirado Derek Riggs na criação de Eddie?

Pink FloydPink Floyd
Perguntas e respostas e curiosidades

5000 acessosGigwise: as capas mais polêmicas dos anos 20005000 acessosPostura: 12 coisas que você nunca deve dizer a um músico5000 acessosMotorhead: destaques do funeral de Lemmy Kilmister4726 acessosMegadeth: as estranhas histórias de turnê de Drover e Broderick4049 acessosMortal Kombat: depois de Roger, Pitty ataca de dubladora5000 acessosiPod É Para Os Fracos: players que separam os homens dos meninos

Sobre Bruce William

Bruce William pensava em ser um motoqueiro rebelde mas descobriu que é um Wieder Blutbad nerd apaixonado por uma Fuchsbau. Avy jorrāelan, CatW!

Mais matérias de Bruce William no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online