Sepultura: "Não queríamos ter um clone do Max"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Mário Pescada, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar Correções  

Antes do show em Dubai dia 13/12 no Hard Rock Cafe, Andreas Kisser concedeu uma entrevista para Basel Anabtawi.

Sepultura: quando Paul Stanley, do Kiss, chamou clipe da banda e a elogiou na MTV

Sarcófago: Wagner fala da banda, radicalismo, Ghost e muito mais

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Perguntado sobre o que o SEPULTURA estava procurando quando era a hora de substituir Max Cavalera em 1997, Andreas disse: "Uma coisa que sabíamos com certeza era que não queríamos ter um clone do Max - alguém que parecesse com ele ou soasse como ele. Havia centenas de pessoas que queriam... porque nós abrimos a possibilidade para um monte de demo tapes e falamos com centenas de amigos, conhecemos muitas pessoas diferentes. A gravadora (Roadrunner) queria um clone do Max e tal, tentar fazer outro 'Roots' e toda essa besteira, mas nós queríamos fazer algo novo com alguém novo. E demorou um ano, depois que Max saiu da banda, para achar Derrick. Porque nós temos nosso tempo".

De acordo com Andreas, o SEPULTURA começou a trabalhar no material que se tornou o disco "Against" (1998) quase que imediatamente. "Nós nunca tocamos nada antigo (na época), era algo novo, sempre olhando pra frente" ele disse. "E eu acho que essa é uma característica muito forte de ser do SEPULTURA - todos que se juntaram a banda era muito livres (para contribuir) e nós os encorajávamos a trazer ideias. Isso aconteceu comigo quando me juntei a banda (1987), isso mudou muito a banda. O mesmo com Derrick, Jean Dolabella e com Eloy Casagrande - todos mudaram a banda para melhor ou pior. E esse também é um dos motivos para mostrar porque nós estamos aqui - porque nós estamos sempre nos desafiando a fazer algo diferente e respeitando a característica musical de cada um de nós - história, influências e o jeito de usar a voz".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Andreas ainda acrescentou: "Derrick está conosco há mais de 20 anos - é incrível. E seus vocais melhoraram muito, sua presença de palco e tudo mais. E ao fim, eu acho que você tem que respeitar e viver o presente e não tentar repetir o que aconteceu antes. Nós respeitamos muito nosso passado. Atualmente, nós temos o 'Sepultura Endurance' (filme oficial da banda) que fala sobre nossa trajetória, história e tudo mais, que mostra porque nós estamos aqui - porque nós respeitamos isso. Nós respeitamos cada ideia de cada músico e tudo mais, e tentamos levar o SEPULTURA para lugares diferentes".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal


Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280 Cli336x280 GooInArt