Heart: banda mostrou a Lzzy Hale que dava para fazer rock sendo mulher

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Igor Miranda, Fonte: Classic Rock / Louder
Enviar correções  |  Ver Acessos

A vocalista e guitarrista do Halestorm, Lzzy Hale, falou em entrevista à Classic Rock Magazine sobre a influência do Heart em seu trabalho. Hale contou que raramente fala da banda das irmãs Wilson, mas destacou a importância do grupo na formatação de suas composições.

Halestorm: Lzzy Hale canta "My Wave" do Soundgarden ao vivo com banda jovemPunk Rock: seja feio, beba muito, e nunca penteie o cabelo

Judy Won - reprodução Instagram
Judy Won - reprodução Instagram

"Normalmente, o Heart é uma banda sobre a qual não falo, mas foi uma banda marcante na maneira como componho, tanto nos vocais quanto na guitarra. Falo muito sobre as bandas dos 'caras' - sou muito influenciada por Alice Cooper, Ronnie James Dio e esses nomes dos anos 80 -, mas o Heart foi a primeira banda capitaneada por uma mulher que eu ouvi e que me influenciou", afirmou.

Lzzy Hale contou que conseguia soar como as bandas de homens mesmo sendo uma mulher, mas que seus horizontes se expandiram quando ela conheceu o Heart. "Em 1995, o Heart lançou o disco ao vivo 'The Road Home' e foi o primeiro álbum delas que ouvi. Eles tinham uma versão incrível de 'Crazy On You', meio a capella com um pouco de música no fundo. Eu não conseguia acreditar que uma voz poderia fazer aquilo, e era uma garota. Incrível", afirmou.

A frontwoman do Halestorm chegou a assistir a um show do Heart no ano passado e destacou que Ann Wilson canta no mesmo tom até hoje e não faz uso de faixas pré-gravadas. "Elas lançaram discos independente da moda do momento. Eu estava conversando com Pat Benatar e ela disse que há essa lacuna pela qual você precisa passar como artista: você é muito popular, todos estão empolgados com você, e, então, há uma época em que ninguém liga para você, mesmo que você ainda esteja lançando discos. Se você superar esse período, então, é alguém icônico. É o que te faz ir para o outro lado. Pat Benatar disse que me bateria se eu desistisse ao passar por esse período, mas o Heart passou por isso e superou", disse.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Heart"Todas as matérias sobre "Halestorm"


Halestorm: Lzzy Hale canta "My Wave" do Soundgarden ao vivo com banda jovem

Heart: banda mostrou a Lzzy Hale que dava para fazer rock sendo mulherHeart
Banda mostrou a Lzzy Hale que dava para fazer rock sendo mulher

Dia da Mulher: 10 nomes femininos de destaque no hard rockDia da Mulher
10 nomes femininos de destaque no hard rock


Punk Rock: seja feio, beba muito, e nunca penteie o cabeloPunk Rock
Seja feio, beba muito, e nunca penteie o cabelo

Slayer: a trágica e não revelada história do fim de Jeff HannemanSlayer
A trágica e não revelada história do fim de Jeff Hanneman


Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU) e apaixonado por rock há mais de uma década. Começou a escrever sobre música em 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Atualmente, é redator-chefe da área editorial do site Cifras e mantém um site próprio (www.IgorMiranda.com.br). Também co-fundou o site Van do Halen, para o qual trabalhou até 2013.

Mais matérias de Igor Miranda no Whiplash.Net.

adGoo336