Matérias Mais Lidas

imagemO clássico da Legião inspirado em novela da TV Globo e acusado de plagiar The Doors

imagemO clássico dos Paralamas que Gilberto Gil escreveu a letra e ditou pelo telefone

imagemTúnel do Tempo: 25 músicas que mostram por que 1991 é um ano tão celebrado

imagemComo o clássico "Angel Dust" fez o guitarrista Jim Martin sair do Faith No More

imagem"Não existe esta coisa de New Wave of British Heavy Metal", diz Paul Di'Anno

imagemTúnel do Tempo: 25 músicas que mostram por que 1988 é um ano inesquecível

imagemMarky Ramone sobre o CBGB: "Era como um lixão, mas era o nosso lixão"

imagemO álbum do Kiss que infelizmente é ignorado pela banda, segundo Andreas Kisser

imagemTico relembra trauma que o fez entrar na Fazenda e briga bizarra com Sérgio Mallandro

imagemSupla explica por que fala sempre misturando português com inglês

imagemCinco músicas que são covers, mas você certamente acha que são as versões originais

imagemRock in Rio 1991, Maracanã lotado, e o Guns N' Roses ameaçou não subir ao palco...

imagemAntes mesmo do fim do primeiro semestre, Mike Portnoy escolhe seu "Álbum do ano"

imagemPor motivo de saúde, Tracii Guns faz show inteiro do L.A.Guns dentro do banheiro

imagemO álbum de David Bowie que Mick Jagger disse que achou "horrível"


In-Edit

Ästerdon: conheça banda que deu origem ao Macchina

Por Alex Chagas
Fonte: Black Legion Productions
Em 10/01/19

Press-release - Clique para divulgar gratuitamente sua banda ou projeto.

Antes de ter sua carreira com a banda Macchina, que acabou de lançar o single "Listen To What I Say", Anderson Mattiello, era guitarrista da banda de Stoner Rock ästerdon, que encerrou as atividades em 2011.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Antes de encerrar a carreira, a banda tinha acabado de terminar as gravações do E.P "End On", entretanto, no final de 2017, o quarteto se reuniu para um show em Santo André (SP) e, em meio aos ensaios e conversas por WhatsApp, decidiu concluir o trabalho nesse material inédito e disponibilizar as músicas na Internet.

O disco foi gravado no Teatro Lauro Gomes, em São Bernardo do Campo (SP), por Angelo Hypólito, entre abril e julho de 2011. As seis faixas foram produzidas pela banda e pré-editadas pelo Angelo. Quando o trabalho foi retomado, em 2018, a mixagem e a masterização ficou sob os cuidados do guitarrista Anderson Mattiello. Além do Anderson, a formação que gravou o End On era a seguinte: na bateria, Ricardo Viola; na voz, Marcelo Viegas; e, no baixo, Alexandre Strambio (ROT, Cruel Face).

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Ainda que tardio, End On fica como um presente para os fãs da banda, que acompanharam a trajetória barulhenta do quarteto nos anos 2000. Sinaliza também a tentativa do ästerdon de sair do ambiente tradicional dos estúdios para buscar uma gravação num local inusitado, com uma sonoridade diferente.

O disco já está disponível nas plataformas digitais e pode ser escutado nos links a seguir:

Tracklist

Aloud
Damn, again
The Cave
The Cave (part 2)
No way
Down and low
ästerdon era:

Anderson Mattiello (guitarra e backing vocals)
Ricardo Viola (bateria e backing vocals)
Alexandre Strambio (baixo e backing vocals)
Marcelo Viegas (voz)

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Todas as letras por Marcelo Viegas. Todas as músicas por ästerdon. Arte por Anderson Mattiello. Fotos por Marcelo Ribeiro.

O disco é dedicado ao onipresente Clóvis Mendes, aos amigos do Studio Eleven e à Sinfonia de Cães.

Após ouvir a banda antiga de Anderson, escute o som do Macchina e veja algumas das influências que o som do ästerdon teve em sua nova empreitada.

O Macchina lançou um lyric video para a faixa "Listen To What I Say", seu último lançamento, que está disponível em todas as plataformas digitais.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Axl Rose: "ele é um fracassado", diz mulher de Slash


Sobre Alex Chagas

Alex Chagas mora em Resende-RJ, um dos caras mais influentes da cena metal podre no interior do estado do Rio de Janeiro, dono da BLACK LEGION PRODUCTIONS que trabalha com metal sendo a produtora de eventos, assessoria de bandas, distribuição de gravadoras independentes. Ainda levou a sério por alguns anos o extinto programa de rádio FM DISINCARNATE METAL, que foi o primeiro dedicado a cena nacional de metal extremo, com Fabrício Grilo. O estilo preferido de Alex Chagas é o death metal, mas também escuta muito thrash e black metal e se dedica arduamente para que a cena nacional seja divulgada e respeitada. As colunas no Whiplash geralmente abordam as bandas nacionais que muitas vezes são esquecidas, onde os meios dão muito espaço para bandas gringas. A luta continua!!!

Mais matérias de Alex Chagas.