Matérias Mais Lidas

imagemA bizarra exigência de Ace Frehley para participar da última turnê do Kiss

imagemVital, o ex-Paralamas que virou nome de música e depois foi pro Heavy Metal

imagemEngenheiros do Hawaii e as tretas com Titãs, Lulu Santos, Lobão e outros

imagemRegis Tadeu explica porque Ximbinha é um dos melhores guitarristas do Brasil

imagemMax Cavalera revela como "selou a paz" com Tom Araya, vocalista do Slayer

imagem"Stranger Things" traz cena com "Master of Puppets", do Metallica

imagemO álbum do The Who que Roger Daltrey achou "uma m*rda completa

imagemLobão explica porquê todo sertanejo gostaria, no fundo, de ser roqueiro

imagemO grave problema do refrão de "Eagle Fly Free", segundo Fabio Lione

imagemEdu Falaschi descobriu que seu primo famoso tem mais seguidores que ele no Instagram

imagemAndreas Kisser conta quais os dez álbuns que mudaram a sua vida

imagemAlice Cooper diz que em sua equipe "todo mundo é tratado como a banda"

imagemPink Floyd: Gilmour nega alegação de Waters sobre "A Momentary Lapse of Reason"

imagemProdutor de "Temple of Shadows" conta problemas que teve com voz de Edu Falaschi

imagemGregório Duvivier: "Perto de Chico Buarque, Bob Dylan é uma espécie de Renato Russo!"


Stamp

Ozzy Osbourne: George Lynch chorou após ser dispensado da banda

Por Igor Miranda
Fonte: Ultimate Guitar
Em 07/03/19

O guitarrista George Lynch (Lynch Mob, ex-Dokken) comentou, em entrevista ao Ultimate Guitar, sobre uma das ocasiões em que quase se juntou à banda de Ozzy Osbourne. Ele foi cogitado para entrar em 1979, antes de Randy Rhoads ter sido descoberto, e em 1982, logo após a morte do músico em um acidente de avião.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A primeira "quase entrada" foi pouco comentada por George Lynch, mas sabe-se que ele recusou a oferta porque sua banda, o Dokken, estava para assinar um contrato com uma gravadora alemã. Já a segunda foi mais abordada durante o bate-papo, pois foi quando Lynch chegou a estar com Ozzy por algum tempo. Ele acompanhava o grupo durante a turnê, para conferir como os shows rolavam, e tocava nas passagens de som no lugar de Brad Gillis (Night Ranger), que ficou na formação provisoriamente até um substituto para Randy Rhoads ser encontrado em definitivo.

"Eu nunca fiz um show com Ozzy. Só fiz passagens de som. Eu viajava com eles para ver como funcionava, enquanto eles me conheciam. Porém, nunca subi no palco durante o show. Eu apenas fazia uma parte da passagem de som, após Brad Gillis me dar sua guitarra. Depois, começamos a ensaiar e eu até trouxe o baixista da época, Don Costa. A turnê foi pela Europa e, depois, fomos todos para Los Angeles. Foi onde me avisaram que não precisariam de meus serviços, aos 45 minutos do segundo tempo, após eu ter trabalhado para eles por uns dois meses", relembrou Lynch.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O músico confirmou a história de que foi demitido na frente de Jake E. Lee imediatamente após o fim da audição deste. "Minha esposa estava comigo, tive que deixar meu emprego na época para me juntar a Ozzy. Tínhamos dois filhos pequenos, não tínhamos dinheiro, então, era uma grande oportunidade para mim. [...] Quando me dispensaram, não me pagaram nada, nem me deram nenhuma compensação por aqueles meses os acompanhando. Simplesmente não deram a mínima. Levou um minuto. Ozzy disse: 'ei, isso não vai rolar, obrigado por seu tempo, te vejo depois, tchau'", afirmou.

George Lynch revelou ter ficado "arrasado" com a demissão. "Meu queixo caiu. Não podia acreditar. Acho que eu chorei no caminho de volta para casa (risos), foi devastador", disse.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O guitarrista comentou, ainda, que havia uma grande preocupação com a aparência dos músicos que acompanhavam Ozzy - e isso pode tê-lo tirado da jogada, já que estava com cabelo curto devido ao emprego que havia acabado de abandonar. "Ele estava careca e ficava me perguntando porque eu estava com cabelo curto. Eu dizia: 'cara, você está careca' (risos). [...] Jake E. Lee tinha uma ótima imagem, cabelo enorme, roupas de couro. Era ótimo. E Sharon (Osbourne, esposa e empresária de Ozzy) queria alguém com o visual certo. Não acho que ela estivesse se importando muito com a música", afirmou.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Lynch destacou, por fim, que Lee é um bom guitarrista, mas que sua audição foi ruim - mesmo assim, ele ficou com a vaga, em meio a esse processo tão confuso. "Ele era ótimo. Não teve um bom teste, mas é fantástico", disse.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Airbourne 2022
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp


Ozzy Osbourne: netinha do madman bate cabeça e canta "Crazy Train"


Câncer na língua: entenda a doença de Bruce Dickinson


Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Começou a escrever sobre música em 2007 e, algum tempo depois, foi cofundador do site Van do Halen. Colabora com o Whiplash.Net desde 2010. Atualmente, é editor-chefe da Petaxxon Comunicação, que gerencia o portal Cifras, Ei Nerd e outros. Mantém um site próprio 100% dedicado à música. Nas redes: @igormirandasite no Twitter, Instagram e Facebook.

Mais matérias de Igor Miranda.