Kiss: Gene Simmons explica por que os ingressos dos shows são caros

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Igor Miranda, Fonte: Financial Times
Enviar correções  |  Ver Acessos

A segunda turnê de despedida do Kiss, "End Of The Road", está fazendo sucesso. Com renda bruta de US$ 58,1 milhões no primeiro semestre de 2019, a tour foi a sétima de maior arrecadação no mundo no primeiro semestre de 2019.

Freddie Mercury: Características vocais do cantorFotos de Infância: Gene Simmons, do Kiss

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

No entanto, muitos fãs têm reclamado dos valores cobrados para ingressos. Segundo a Pollstar, o preço médio das entradas tem sido de US$ 110, cerca de R$ 416 na cotação atual e em transação direta. Os pacotes VIP e Ultimate chegam a custar US$ 1 mil e US$ 5 mil, respectivamente, oferecendo diversos benefícios, além de local privilegiado para assistir ao show.

Kiss: banda passará pelo Brasil em 2020, afirma jornalistaKiss
Banda passará pelo Brasil em 2020, afirma jornalista

Em entrevista ao Financial Times, o vocalista e baixista Gene Simmons saiu em defesa dos altos preços cobrados para ingressos. Ele também explicou, em seu tom habitualmente direto, o porquê dos valores serem praticados nessa faixa.

"A menos que você esteja disposto a morar no porão da sua mãe e ter um emprego paralelo para tratar a música como hobby - o que é maravilhoso -, estar em uma banda que faz turnês é um negócio grande. Você verá um show por aí que é tão bom quanto ou melhor que qualquer coisa por aí. Se você tem apenas um cara tocando com um violão, você pode cobrar menos. Temos 60 pessoas na equipe e 20 caminhões, além de sei lá quantos ônibus e um jato", afirmou.

Também entrevistado pela Financial Times, o vocalista e guitarrista Paul Stanley disse que nunca comprou a ideia de "ser um músico de rock que, em algum momento, diz: 'onde minha grana foi parar?'". "Sempre acreditei que, por mais que você seja talentoso em gerar dinheiro, haverá alguém igualmente talentoso em pegar esse dinheiro. Sempre faz sentido monetizar o que fazemos. Há uma diferença entre ser idealista e realista - e a diferença é a idade. A ideia do artista que passa fome, ou que não está interessado em dinheiro... adivinha: você passará a estar interessado em dinheiro quando o aluguel de sua casa vencer", disse.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Kiss"Todas as matérias sobre "Gene Simmons"


Capa: dupla sertaneja paga mico com arte que lembra John MayerCapa
Dupla sertaneja paga mico com arte que lembra John Mayer

Gene Simmons: um cuzão com quem não chega sóbrio e na hora certaGene Simmons
Um cuzão com quem não chega sóbrio e na hora certa


Freddie Mercury: Características vocais do cantorFreddie Mercury
Características vocais do cantor

Fotos de Infância: Gene Simmons, do KissFotos de Infância
Gene Simmons, do Kiss


Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU) e apaixonado por rock há mais de uma década. Começou a escrever sobre música em 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Atualmente, é redator-chefe da área editorial do site Cifras e mantém um site próprio (www.IgorMiranda.com.br). Também co-fundou o site Van do Halen, para o qual trabalhou até 2013.

Mais matérias de Igor Miranda no Whiplash.Net.

adGoo336